Também na Agência Brasil

Subscrever feed Também na Agência Brasil
A Agência Brasil é a agência de notícias da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que distribui gratuitamente informações de interesse público. As notícias podem ser reproduzidas desde que citada a fonte.
Atualizado: 20 minutos 16 segundos atrás

Prefeitura do Rio mantém desfiles de blocos na parte da tarde

31 minutos 17 segundos atrás

A Prefeitura do Rio de Janeiro resolveu manter os desfiles dos blocos Simpatia é Quase Amor e Banda de Ipanema no horário da tarde, na zona sul do Rio. O anúncio foi feito, hoje (27), pelo secretário de Envelhecimento Saudável, Qualidade de Vida e Eventos, Felipe Michel.

O prefeito Marcelo Crivella tinha anunciado, na sexta-feira (17), a mudança do horário tradicional dos desfiles para a parte da manhã, o que desagradou os organizadores dos blocos. A prefeitura voltou atrás depois de ouvir avaliações da Polícia Militar, do Metrô, de moradores e de comerciantes do bairro.

Segundo o secretário, foram recebidas 350 ligações telefônicas na pesquisa realizada no fim de semana, sendo que 95% dos comerciantes e 65% dos moradores de Ipanema se manifestaram favoráveis à permanência dos desfiles no horário da tarde como de costume.

“A partir do momento que a Polícia Militar se posicionou, por questões de segurança, para manter na parte da tarde, o morador que era favorável a fazer na parte da manhã, mudou a sua posição”, disse.

Michel disse que depois das avaliações e do resultado das pesquisas levou o assunto ao prefeito e a decisão da manutenção foi tomada nesta segunda-feira (27). “Uma das missões que o prefeito me deu foi ajustar a integração com o governo do estado e conversando com o secretário da Polícia Militar, o coronel Figueredo [Rogério Figueredo de Lacerda] me direcionou contrário a essa mudança para a parte da manhã”, disse, acrescentando que a Polícia Militar não teria efetivo suficiente para atender todas as demandas de desfiles no horário da manhã incluindo os megablocos no centro da cidade.

“Zelando em primeiro lugar pela segurança não só do folião, mas da população de Ipanema e adjacências, e também direcionado por um pedido dos moradores. Na enquete pesquisa que fizemos 95% dos comerciantes de Ipanema eram contrários a mudança. Em meu nome e em nome do prefeito o que posso falar é que o horário vai ser mantido, direcionado pela Polícia Militar, pelo Metrô por essa integração de todos os órgãos da Prefeitura e do governo do estado e também pela população”, disse.

O secretário mandou um recado à população. “O que a gente pede é que a população possa respeitar o direito do outro. Lixo é no lixo, sem desordem, sem vandalismo para que cada vez mais a imagem do Rio de Janeiro possa ser valorizada e que todos tenham um carnaval de alegria, de paz, segurança e muito respeito”.

A segurança dos desfiles vai contar ainda com a Guarda Municipal.

O Simpatia é Quase Amor vai desfilar nos dias 15 e 23 de fevereiro, às 16h, e a Banda de Ipanema nos dias 8, 22 e 25 de fevereiro, às 17h.

Idosos

O secretário anunciou hoje também a assinatura do decreto do prefeito para a empregabilidade de idosos no carnaval. A Prefeitura já desenvolve na secretaria projetos para empregar pessoas acima de 60 anos, mas agora vai ter um específico para o período de verão, incluindo o carnaval.

“Firmamos hoje uma parceria com os produtores de eventos de verão e dos camarotes do Sambódromo para colocarmos as nossas pessoas idosas para trabalharem no nosso carnaval. É mais uma parceria da prefeitura com a iniciativa privada”, disse.

Michel disse que serão empregadas de 350 a 400 pessoas, já cadastradas no banco de dados do Programa Empregabilidade da secretaria. Toda empresa que participar terá um selo de amiga da pessoa idosa. “São pessoas que estão desempregadas, à procura de emprego, e fazem parte do nosso cadastro”, disse, acrescentando que a cada idoso receberá a diária entre R$ 100 e R$150.

Chuva faz mais de 10 mil pessoas deixarem suas casas no Espírito Santo

41 minutos 17 segundos atrás

Os estragos causados pelas fortes chuvas que atingem parte do Espírito Santo já forçaram 10.089 pessoas a deixarem suas casas, mesmo que temporariamente. Nove pessoas já perderam a vida no estado desde que as chuvas se intensificaram, no último dia 17.

Segundo a Secretaria estadual da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp), até as 11h de hoje (27), havia 8.777 pessoas desalojadas, ou seja, tiveram que deixar suas casas e se abrigar na casa de parentes, amigos ou buscar outras opções temporárias.

Os desabrigados eram, até aquele momento, 1.312, e estão acomodadas provisoriamente em abrigos públicos improvisados, na maioria dos casos, em escolas ou igrejas.

Nem todos os novos casos registrados são de pessoas afetadas nas últimas horas. Como a relação é feita pela Sesp, e as prefeituras demoram algum tempo a comunicar as ocorrências registradas, algumas destas pessoas podem ter sido obrigadas a deixar suas casas logo nos primeiros dias de chuva forte

De acordo com a Defesa Civil, o tempo continua instável nesta segunda-feira, com previsão de pancadas de chuva em todas as regiões, embora menos frequentesmente no litoral norte do Estado. Com base em dados do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), a Defesa Civil estadual também alerta para o alto risco de novos deslizamentos de terra entre hoje e amanhã, devido à continuidade das chuvas e ao fato de o solojestar muitp encharcado.

A região sul do estado continua sendo a mais afetada. Em Alegre, a cerca de 200 quilômetros da capital, Vitória, já foram registrados 2.300 desalojados e 250 desabrigados. Além disso, as autoridades monitoram ininterruptamente a situação da barragem Francisco Gros, cuja empresa responsável, a Statkraft, segundo a prefeitura, reconheceu o risco de rompimento e decretou situação de emergência nas instalações da barragem também conhecida como São João.

Em Alfredo Chaves há 1.984 pessoas desalojados. Em Iconha, 1.919 pessoas estão na mesma situação e outros 58 moradores da cidade tiveram que ser levados para abrigos improvisados em igrejas. Em Vargem Alta, há 1.051 pessoas desalojadas e 58 desabrigadas. As três cidades, além de Rio Novo do Sul, decretaram estado de calamidade pública – situação já reconhecida pelos governos estaduais e federal.

Uma vez reconhecida a situação de emergência ou o estado de calamidade pública, os gestores municipais e estaduais podem contratar serviços temporários e efetuar compras consideradas essenciais para o enfrentamento da situação sem a obrigatoriedade de realizar processo licitatório. O reconhecimento federal da situação de emergência também permite às prefeituras pedir recursos da União para ações de socorro, assistência às vítimas, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução.

Além disso, os moradores de áreas afetadas diretamente prejudicados podem acessar mais facilmente a alguns benefícios sociais e auxílios, inclusive financeiros, oferecidos pelos governos municipais, estaduais e federais.

Nível do Rio Muriaé, em Itaperuna, começa a baixar

1 hora 1 minuto atrás

Depois de apresentar nova elevação na noite de ontem (27), o nível do Rio Muriaé, caiu pela primeira vez desde o início das fortes chuvas que atingem a Região Norte e Noroeste fluminense, no dia 21. Segundo a prefeitura de Itaperuna, uma das cidades mais atingidas, o nível do rio atingiu 5,99 metros por volta das 21h, mas durante a madrugada o nível da água começou a baixar e na medição das 10h de hoje estava em 5,84 metros. A cota de transbordo é de 4,50 metros.

Na noite de ontem, o prefeito de Itaperuna, Dr. Vinícius, decretou situação de emergência. Segundo a prefeitura, as inundações começaram na noite de sexta-feira (24) e já deixaram 3.570 pessoas desalojadas e 75 desabrigadas, chegando ao total de 15.800 pessoas afetadas.

O acumulado de chuvas desde o dia 21 chega a 134 milímetros, o que corresponde a 77% do esperado para todo o mês de janeiro. A prefeitura informa que a tubulação de abastecimento de água dos distritos de Retiro do Muriaé, Nossa Senhora da Penha, Comendador Venâncio e de outros bairros foi danificada e a população dessas comunidades está sem acesso à água potável.

O trecho da BR 356 que corta o município foi interditado, assim como a Avenida Cardoso Moreira.

Bom Jesus do Itabapoana

Em Bom Jesus do Itabapoana, a prefeitura decretou situação de emergência na sexta-feira (24). Segundo o decreto do prefeito Roberto Tatu, divulgado ontem (26), deslizamentos de terra atingiram rodovias estaduais, estradas municipais e moradias em encostas, além de bairros e distritos localizados nas margens do Rio Itabapoana, o que interditou diversos imóveis e desabrigou muitas pessoas.

Segundo o decreto, os locais mais afetados na zona urbana são: Centro, Pimentel Marques, Santa Rosa, Asa Branca, Bela Vista, Bairro Novo, Santa Terezinha, José Lima, Lia Márcia e Oscar Campos. Na zona rural foram: Distrito de Rosal, Distrito Barra de Pirapetinga, localidade do Bom Jardim, Distrito da Usina Santa Izabel e localidade do Mutum.

Estes lugares estão com “cenário de desastres em estado crônico, não minimizados e não recompostos”, segundo texto do decreto, e a situação foi classificada no Nivel II – desastre de média intensidade, conforme instrução normativa do Ministério da Integração Nacional. A prefeitura também decretou ponto facultativo no município hoje e amanhã.

Outras cidades

Em Porciúncula, o nível do Rio Carangola começou a baixar e na tarde de ontem chegou a 7,96 metros, após atingir 8,22 metros no sábado. A situação na cidade começou a se agravar na quinta-feira (23) e mais 300 famílias estão desabrigadas. Apenas no bairro Operário, 340 casas foram inundadas até o teto.

Segundo o balanço de ontem da Secretaria Municipal de Defesa Civil de Natividade, a cidade não registrou nenhum morto, ferido ou desaparecido. No total, 105 famílias estavam desalojadas e seis desabrigadas. O prefeito Severiano Antônio dos Santos Rezende decretou Situação de Emergência no município no sábado (25).

Governo do Estado

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, sobrevoou as regiões afetadas ontem e divulgou nas redes sociais um vídeo em que conversa por telefone com o presidente em exercício, Hamilton Mourão, sobre a situação do norte e noroeste do estado.

No vídeo, o governador informa que “o maior problema agora é água, estamos com uma grande quantidade de água no Rio de Janeiro e precisa trazer pra cá”. Ele relata que em Porciúncula há 15 mil pessoas sem água e que Bom Jesus do Itabapoana está com “metade da cidade submersa” e pede ajuda ao Ministério da Defesa para fazer o transporte.

Mourão informa que o governo federal está ciente e diz que vai falar com o ministro da Defesa, Fernando Azevedo, para intensificar as ações de ajuda ao estado.

AGU aguarda dados para recorrer de suspensão de resultados do Sisu

1 hora 2 minutos atrás

Após reunião com técnicos do Ministério da Educação e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), a Advocacia-Geral da União (AGU) disse hoje (27) que aguarda o recebimento de novos dados e notas técnicas antes de recorrer ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) da decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3), que suspendeu a divulgação do resultado das inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

Na noite de ontem (26), a desembargadora Therezinha Cazerta, do TRF3, decidiu manter em vigor uma liminar concedida pela Justiça Federal de São Paulo que impede a divulgação dos resutados amanhã (28), como estava previsto. A magistrada manteve a suspensão da divulgação sob alegação de que o governou ainda precisa dar um posicionamento “seguro e transparente” sobre a correção do Enem. Cerca de 1,5 milhões de estudantes de inscreveram no programa.

Ao confirmar o recurso ao tribunal, a AGU disse, em nota, que qualquer nova medida "não alterará o resultado das notas dos candidatos e o eventual adiamento ou suspensão de prazos do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) causará prejuízos incalculáveis às instituições de ensino e aos candidatos interessados em acessar a educação superior por meio dos processos seletivos realizados pelo governo federal, bem como ao início do calendário universitário".

Histórico

No sexta-feira (25), a Justiça Federal de São Paulo havia determinado a suspensão da divulgação dos resultados do Sisu até que o governo federal demonstre a correção das provas apontadas com problemas por estudantes de todo o país. O tribunal deu prazo de cinco dias para o cumprimento da decisão, sob multa diária de R$ 10 mil.

A decisão foi motivada por pedido da Defensoria Pública da União (DPU). Na petição, o órgão cobra que o Ministério da Educação comprove com documentos a realização da revisão dos testes prejudicados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, reivindica a explicação sobre os parâmetros utilizados nesse procedimento.

O erro, argumentou a DPU, teria impactado não apenas os estudantes, mas o desempenho de todos os participantes, uma vez que notas de corte e a classificação são atribuídas a partir das notas de todos os alunos que realizaram a prova. “Tendo em vista que as notas das provas que foram revisadas podem ter sofrido substancial alteração, é certo que há a potencialidade de gerar algum impacto, ainda que de décimos, nos resultados finais de todos os candidatos, o suficiente para significar o acesso à vaga”, destaca a petição.

Prorrogado estado de alerta para barragens em Minas, Rio, Goiás e ES

1 hora 56 minutos atrás

A Agência Nacional de Mineração (ANM) estendeu até o dia 31 de janeiro o estado de alerta para as empresas que têm barragens de mineração nos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás e Espírito Santo, emitido na última quinta-feira (23), com data de encerramento no sábado (25). A medida foi tomada após a agência receber dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) com a previsão de tempo. Novas previsões do instituto indicam que ainda haverá fortes chuvas nesses estados nos próximos dias.

"A maior intensidade de precipitação deve ocorrer na região centro norte de Goiás, regiões litorâneas do Espírito Santo, região centro-sul de Minas Gerais e região serrana do Rio de Janeiro. Os fiscais da ANM pedem que as equipes de segurança de barragens se mantenham em alerta com monitoramento diário das condições das estruturas – em especial do estado de conservação – além de manter atenção especial às tomadas d’agua dos vertedouros, para garantir a capacidade vertente de acordo com o projeto", informou a agência.

Em caso de detecção de qualquer anormalidade, a agência determina que as empresas acionem o Plano de Ação de Emergência para Barragens de Mineração (PAEBM). Além disso, também devem informar, imediatamente, o Sistema Integrado de Gestão de Segurança de Barragens (SIGBM).

Monitoramento

Na última sexta-feira (24), a agência lançou uma versão pública do SIGBM, antes acessível apenas para as empresas e os fiscais da ANM. A ferramenta permite o acompanhamento em tempo real de como está a situação das 816 barragens de mineração no país. Entre as informações disponíveis, estão a categoria de risco, altura, volume e método construtivo da barragem, dano potencial, entre outros.

Para realizar a consulta é necessário inserir algumas informações sobre a barragem, como nome e CNPJ da empresa, estado e município em que se localiza, tipo de rejeito armazenado, estado de conservação, se ela está inserida no Plano Nacional de Segurança de Barragem (PNSB) ou se tem Plano de Ação Emergencial (PAE). É possível também fazer comparações entre barragens por regiões, estados ou municípios, gerar gráficos, tabelas e estatísticas e até ver uma imagem da barragem.

Basquete feminino: De malas prontas para Pré-Olímpico Mundial

2 horas 13 minutos atrás

A seleção brasileira feminina de basquete embarca na tarde desta segunda-feira (27) rumo à Sérvia para os últimos preparativos antes da estreia no Pré-Olímpico Mundial, no dia 6 de fevereiro, em Bourges, na França.  O técnico José Neto anunciou neste domingo (26) a lista de 13 atletas que vão disputar uma vaga na Olimpíada de Tóquio 2020 (confira abaixo a relação completa). A competição dará três vagas para os Jogos Olímpicos que começam em julho.

Entre as novidades do elenco - em relação ao Pré-Olímpico das Américas, disputado na Argentina - está o retorno da armadora Alana e a convocação da pivô Carolina. Antes do início do Pré-Olímpico Mundial, o time fará um amistoso contra a seleção da Sérvia, no dia 3 de fevereiro.

O time feminino vive um bom momento desde a chegada do treinador José Neto, em maio do ano passado. Logo em agosto, as brasileiras conquistaram a medalha de ouro no Pan-Americano de Lima, depois de um jejum de 28 anos sem pódios. No mês seguinte, faturaram o bronze na Copa América, ao derrotaram na final a seleção de Porto Rico. E fechando a temporada passada, em novembro, as brasileiras garantiram vaga no Pré-Olímpico Mundial, ao somarem duas vitórias e apenas uma derrota no quadrangular do Pré-Olímpico das Américas, disputado na Argentina.

O primeiro adversário do Brasil no Pré-Olímpico Mundial (França) será Porto Rico, em 6 de fevereiro, às 14h (horário de Brasília). Na sequência, a seleção verde e amarela enfrenta a França no dia 8, às 16h30 e, por último, encara a Austrália, no dia 9 de fevereiro, às 10h.

Confira abaixo a lista completa de jogadoras:

Armadoras
Débora Costa - SESI Araraquara
Lays da Silva - Vera Cruz Campinas
Alana Gonçalo - Santo André

Alas/Armadoras
Tainá Paixão - Sampaio Basquete
Isabela Ramona - Sampaio Basquete
Patrícia Teixeira - Vera Cruz Campinas

Alas
Tatiane Pacheco - Sampaio Basquete
Raphaella Monteiro - Sampaio Basquete

Alas/pivôs
Damiris Dantas - Busan BNK Sum-KOR
Mariana Dias - Vera Cruz Campinas
Clarissa Santos - Asvel Lyon-FRA

Pivôs
Erika Souza - IDK GIPUZKOA UPV-ESP
Maria Carolina Oliveira - Pró-Esporte Sorocaba

Governo mineiro declara situação de emergência em 101 cidades

2 horas 17 minutos atrás

O governo de Minas Gerais declarou situação de emergência em 101 cidades afetadas pelas chuvas que, nos últimos dez dias, se intensificaram em parte da Região Sudeste do país.

Assinado pelo governador Romeu Zema, o Decreto n°35, publicado hoje (270, no Diário Oficial de Minas Gerais, amplia em mais de duas vezes a lista de 47 municípios mineiros em situação de emergência divulgada ontem (26), em edição extra do Diário Oficial.

Segundo o último boletim divulgado pela coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais, ontem (26), as chuvas já mataram ao menos 48 pessoas em todo o estado. O maior número de óbitos foi registrado em Belo Horizonte (8); Betim (6) e Ibirité (5). Em três cidades (Catas Altas, Ibirité e Orizânia) a situação motivou as prefeituras a decretarem estado de calamidade pública.

O reconhecimento da situação de emergência permite ao governo estadual engajar os demais órgãos e empresas ligadas ao Poder Executivo para priorizarem o atendimento e a reparação dos estragos causados pelas chuvas, sob a coordenação da Defesa Civil mineira. Além disso, prefeituras e o próprio Poder Executivo estadual podem contratar serviços temporários e efetuar compras consideradas essenciais para o enfrentamento da situação sem a obrigatoriedade de realizar processo licitatório.

Além disso, a população das cidades afetadas podem acessar benefícios sociais e linhas de financiamento mais facilmente. Na última sexta-feira (24), por exemplo, a secretaria estadual de Desenvolvimento Social anunciou a antecipação do pagamento das parcelas do Piso Mineiro de Assistência Social Fixo dos meses de janeiro, fevereiro e março para os municípios cujos decretos de situação de emergência forem publicados no Diário Oficial do estado. A iniciativa visa a auxiliar as prefeituras a reforçarem o caixa para atender às demandas socioassistenciais.

Ministro

Ontem (26), após sobrevoar algumas das cidades mais prejudicadas pelos efeitos danosos da chuva, como deslizamentos de terra, desmoronamento de construções, alagamentos e transbordamento de rios, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, se reuniu, em Belo Horizonte, com o governador Romeu Zema, e um grupo de prefeitos. Canuto anunciou que o governo federal disponibilizará aos estados afetados os recursos necessários à reparação dos estragos.

O ministro também sobrevoou cidades afetadas no Espírito Santo e se reuniu com o governador Renato Casagrande. Mais de 10 mil pessoas foram desalojadas ou desabrigadas em 23 cidades capixabas.

“Nossa maior prioridade é cuidar dessas famílias. Em segundo lugar, vamos apoiar a reconstrução das áreas danificadas e agir para evitar que novos desastres como esses ocorram”, afirmou o ministro Gustavo Canuto, destacando que R$ 90 milhões já estão disponíveis para as ações da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) voltadas ao socorro e assistência em todo país.

A liberação de recursos às localidades afetadas ainda depende do levantamento dos danos, que será realizado pelos municípios.

Motorista que atropelou 17 pessoas está internado com escolta policial

2 horas 30 minutos atrás

O motorista que atropelou 17 pessoas – matando dois homens – em um bar no centro de Nova Independência, interior paulista, na noite de ontem (26) está internado com escolta policial.

De acordo com a Polícia Militar, o mecânico Paulo Alves da Silva, de 48 anos, estava no bar com a esposa, quando os dois começaram a discutir. Homens que estavam no local defenderam a mulher e Silva teria discutido com eles.

Ele saiu do bar e voltou depois com a caminhonete em alta velocidade indo em direção às pessoas que estavam do lado de fora do bar. Populares que estavam no local agrediram o motorista e tentaram linchá-lo. Os feridos foram socorridos e encaminhados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e Santa Casa de Andradina.

Dois homens, um de 56 anos e outros de 26, morreram. Os feridos estão sendo liberados aos poucos do hospital. 

Silva foi preso em flagrante por homicídio doloso, embriaguez ao volante e posse ilegal de munição, que foi encontrada dentro do veículo. Ele também foi levado para o hospital onde está internado, com escolta policial, sem previsão de alta. 

 

Gastos de brasileiros no exterior caem 5,4% em 2019, diz BC

3 horas 4 minutos atrás

Os gastos de brasileiros em viagem ao exterior chegaram a US$ 17,593 bilhões no ano passado, 5,4% menos que o registrado em 2018, que foram de US$ 18,266 bilhões. Os dados foram divulgados hoje (24) pelo Banco Central (BC).

Entre outros fatores, a cotação do dólar influencia as despesas de brasileiros no exterior. Em 2019, a moeda norte-americana terminou com alta de 3,5%  em um ano de fortes turbulências no mercado de câmbio, que chegou a registrar uma desvalorização do real de quase 10%. No fim de novembro, a cotação do dólar atingiu recorde histórico, fechando a R$ 4,24.

No último mês do ano passado, os gastos chegaram a US$ 1,497 bilhão, contra US$ 1,403 bilhão em dezembro de 2018.

Já as receitas de estrangeiros em viagem ao Brasil totalizaram US$ 509 milhões no mês passado e US$ 5,913 bilhões no acumulado de 2019, contra US$ 488 milhões e US$ 5,921 bilhões, respectivamente, nos mesmos períodos de 2018.

Com isso, a conta de viagens no país, formada pelas despesas e as receitas, fechou dezembro negativa em US$ 987 milhões e com déficit de US$ 11,681 bilhões nos 12 meses do ano passado.

Contas externas

As viagens internacionais fazem parte da conta de serviços das transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil com outros países.

Em dezembro, as transações correntes ficaram deficitárias em US$ 5,691 bilhões e acumularam US$ 50,762 bilhões no acumulado do ano, contra US$ 6,116 bilhões e US$ 41,540 bilhões, respectivamente, em iguais períodos de 2018.

Saúde descarta que internado em Niterói contraiu coronavírus

3 horas 29 minutos atrás

O Ministério da Saúde informou, hoje (27), que o caso de um paciente internado no Hospital Icaraí, em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro, com suspeita de contaminação por coronavírus, não se enquadra na atual definição da Organização Mundial da Saúde (OMS) para o NCOV-2019 (o novo coronavírus).

Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, o paciente, no entanto, continuará sendo acompanhado. “Seguirá, portanto, o fluxo de procedimentos para influenza e, desta forma, estabelecer seu diagnóstico apropriado”, diz a nota.

A Fundação Municipal de Saúde, da Prefeitura de Niterói, informou que monitorava o homem com a suspeita de contaminação e que, de acordo com os protocolos, todas as medidas necessárias foram tomadas pelo município. “No momento, o paciente está estável”, informa a fundação.

Justiça Federal aceita denúncia contra Cedae em caso iniciado em 2015

3 horas 31 minutos atrás

A Justiça Federal no Rio de Janeiro aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) e três ex-dirigentes da empresa. A ação não tem relação com as atuais queixas contra o fornecimento de água na região metropolitana do Rio de Janeiro e se baseia em um inquérito iniciado em 2015 pela Polícia Federal.

Os réus são acusados pelo MPF de cinco crimes de poluição, pelo lançamento de esgoto não devidamente tratado na Baía de Guanabara, por meio de quatro estações de tratamento, e no Oceano Atlântico, por meio do emissário submarino da Barra da Tijuca.

Amostras de água colhidas em cinco estações de tratamento de esgoto (Barra da Tijuca, Sarapuí, São Gonçalo, Penha e Pavuna) em abril de 2016 apontaram índices de poluição por esgoto superiores aos parâmetros legais. Segundo laudos periciais da Polícia Federal e do Instituto de Biologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), o limite de concentração de matéria orgânica foi ultrapassado em até nove vezes. 

Ao aceitar a denúncia na última sexta-feira, o juiz federal Tiago Pereira Macaciel deu dez dias aos réus para responderem a acusação por meio de seus advogados. Para o magistrado, os documentos que fazem parte da denúncia "consubstanciam justa causa para a deflagração da ação penal".

Procurada pela Agência Brasil, a Cedae afirmou que ainda não foi citada para integrar o processo. "Após citação, a Companhia prestará todos os esclarecimentos dentro do prazo legal", diz a resposta.

Justiça Estadual

Em outra ação, no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, a 2ª Vara Empresarial do Rio determinou que a Cedae apresente "de imediato" o plano de monitoramento e avaliação da potabilidade da água e de verificação da rede de distribuição “de forma contínua, transparente e eficaz”. A companhia estadual afirmou quer ainda não foi intimada.

A decisão da juíza Maria Christina Berardo Rucker obriga a empresa a comprovar o cumprimento de sentença a que foi condenada em junho do ano passado, em ação movida pelo Ministério Público Estadual. A promotoria apresentou laudo técnico que aponta que a potabilidade, em alguns períodos entre 2009 a 2014, ficou abaixo dos parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

A Cedae havia recorrido da decisão, mas, diante da atual crise de abastecimento, o MP-RJ pediu cumprimento provisório da sentença. 

Controle de infecção por coronavírus será difícil, diz expecialista

3 horas 31 minutos atrás

Um especialista japonês afirmou que será difícil controlar infecções e prevenir a disseminação do novo coronavírus, ligado a um surto de pneumonia na China.

O professor Mitsuo Kaku da Universidade de Medicina e Farmácia de Tohoku, diz que infecções podem ocorrer mesmo quando as pessoas não apresentam sintomas. Ele alerta que o número de pacientes infectados também pode aumentar no Japão.

Kaku diz que o número de casos na China aumenta apesar das restrições de mobilidade em grande escala determinadas para a cidade de Wuhan, o epicentro do surto, e em outras localidades no país.

Afirmou também que autoridades chinesas parecem ter uma crescente noção de urgência em relação aos casos, pois pessoas infectadas com o vírus provavelmente continuam a disseminá-lo mesmo durante o período de incubação.

Kaku disse que a nova linhagem do vírus é diferente dos que causaram as epidemias de síndromes respiratórias agudas SARS e MERS. Acredita-se que, na ausência de sintomas como tosse e coriza, pacientes acometidos pela SARS ou MERS não teriam infectado outras pessoas.

O professor alerta que quem possui doenças crônicas pode ficar gravemente doente se for infectado pelo novo vírus. Ele insiste que as pessoas não encarem o vírus de forma branda, pois trata-se de uma nova linhagem que nunca antes havia infectado seres humanos.

Kaku diz que médicos especialistas têm dificuldade em diagnosticar pacientes que apresentam apenas sintomas leves. E pede que as pessoas evitem tocar o nariz, a boca e os olhos para minimizar o contágio.

Repatriação

Firmas japonesas estão se preparando para trazer de volta ao Japão seus funcionários e familiares lotados em Wuhan, a cidade chinesa no epicentro do surto de coronavírus.

A Organização de Comércio Exterior do Japão diz que cerca de 160 empresas do país operam na cidade e outras localidades nos arredores.

Metade das firmas são parte da indústria automotiva, incluindo a fabricante Honda. Executivos da empresa planejam repatriar funcionários e familiares, afirmando que vão trazer cerca de 30 pessoas de volta ao país.

A varejista Aeon também possui 12 funcionários japoneses em uma empresa do mesmo grupo, baseada em Wuhan. Foi comunicado que a firma deve trazer todos de volta, com exceção dos que ocupam cargos essenciais para a operação de cinco supermercados na cidade.

A fabricante de pneus Bridgestone também conta com dois funcionários japoneses na região chinesa afetada pelo surto. Foi informado que um deles já voltou para o Japão e o outro espera retornar em um voo fretado.

Contas externas têm déficit de US$ 50,7 bilhões em 2019

3 horas 42 minutos atrás

O déficit nas contas externas do país atingiu US$ 50,762 bilhões contra US$ 41,540 bilhões em 2018. É o pior resultado em quatro anos, de acordo com dados divulgados hoje (27) pelo Banco Central.

No mês de dezembro do ano passado, o déficit em transações correntes, que são compras e vendas de mercadorias e serviços e transferências de renda do Brasil com outros países, chegou a US$ 5,691 bilhões. O resultado ficou abaixo do registrado em igual mês de 2018: déficit de US$ 6,116 milhões.

As transações correntes, principal indicador sobre o setor externo do país, são formadas pela balança comercial (exportações e importações de bens e serviços), pelos serviços adquiridos por brasileiros no exterior e pelas rendas primária (lucros e dividendos do Brasil para o exterior, pagamentos de juros e salários) e secundária (renda gerada em uma economia e distribuída para outra, como doações e remessas de dólares, sem contrapartida de serviços ou bens).

De acordo com o BC, a variação no déficit para o mês decorreu de redução de US$ 2 bilhões em despesas líquidas de renda primária, parcialmente compensadas pela retração de US$ 1,2 bilhão no saldo da balança comercial.

Balança comercial

O superávit comercial chegou a US$ 4,764 bilhões em dezembro contra US$ 5,977 bilhões no mesmo mês de 2018. “As exportações de bens totalizaram US$ 18,2 bilhões em dezembro de 2019, recuo de 6% em relação ao mesmo período de 2018. Na mesma base de comparação, as importações de bens aumentaram 0,3%, para US$ 13,4 bilhões”, diz o BC no relatório sobre o setor externo.

Na comparação com o ano anterior, o superávit comercial reduziu de US$ 53,047 bilhões para US$ 39,404 bilhões em 2019, repercutindo retrações de 6,3% nas exportações e de 0,8% nas importações.

De acordo com o BC, no mês, não houve operações relativas ao Repetro, que é um regime fiscal aduaneiro que suspende a cobrança de tributos federais na importação de equipamentos para o setor de petróleo e gás, principalmente as plataformas de exploração. No ano, as importações líquidas no âmbito do Repetro foram estimadas em US$ 1,6 bilhão.

Serviços e renda

A conta de serviços (viagens internacionais, transporte, aluguel de investimentos, entre outros) registrou saldo negativo de US$ 3,541 bilhões em dezembro, e de US$ 35,141 bilhões de janeiro até dezembro do ano passado.

A conta de renda primária ficou negativa em US$ 6,699 bilhões em dezembro e em US$ 55,989 bilhões em doze meses. A conta de renda secundária teve resultado negativo de US$ 216 milhões em dezembro de 2019, e positivo de US$ 964 milhões no acumulado do ano.

Investimento estrangeiro

Em dezembro, o resultado negativo para as contas externas foi totalmente coberto pelos investimentos diretos no país (IDP). Quando o país registra saldo negativo em transações correntes precisa cobrir o déficit com investimentos ou empréstimos no exterior.

A melhor forma de financiamento do saldo negativo é o IDP, porque os recursos são aplicados no setor produtivo. No mês passado, o IDP chegou a US$ 9,434 bilhões contra US$ 8,294 bilhões em igual mês de 2018. No acumulado de 2019, esses investimentos somaram US$ 78,559 bilhões contra US$ 78,163 bilhões em 2018.

Londres terá câmeras de reconhecimento facial nas ruas

4 horas 3 minutos atrás

A polícia de Londres anunciou que vai começar a usar o sistema de reconhecimento facial para identificar criminosos nas ruas da cidade. A decisão surge no momento em que se debate o uso desse tipo de tecnologia.

O comissário responsável pela supervisão do sistema, Nick Ephgrave, declarou que as câmeras ficarão em áreas onde pesquisas indicaram ser as mais perigosas e onde há maior probabilidade de localizar suspeitos. Para isso vão existir listas de procurados, compostas por fotografias, que o sistema vai tentar localizar.

O objetivo do uso dessa tecnologia “não é a substituição do tradicional policiamento. O sistema vai dar alertas, informando as autoridades da possibilidade de alguém ser procurado pela polícia. Dessa forma, a decisão de intervir será sempre humana”.

Ephgrave afirma que a utilização do sistema é “importante e essencial para ajudar a combater a violência”.

O comissário acrescenta que “as forças policiais modernas têm o dever de usar as novas tecnologias para ajudar a manter as populações seguras”, cita o jornal espanhol El Pais.

A polícia de Londres garante que a tecnologia foi largamente testada, já está funcionando no setor privado e que seu uso será feito de forma totalmente transparente.

A localização das câmeras será sinalizada, e os moradores das ruas onde o sistema vai ser instalado serão notificados. Os televisores serão de circuito fechado e não ficarão ligados aos que existem nas estradas ou em áreas públicas.

Todas as imagens que não motivem um alerta de potencial suspeito serão, segundo a polícia, “imediatamente apagadas”.

A diretora do Big Brother Watch, Ailkie Carlo, afirma que “essa decisão representa norme expansão do estado de vigilância e uma séria ameaça às liberdades civis no Reino Unido”.

“A tecnologia de reconhecimento facial dá ao Estado um poder sem precedentes para rastrear e monitorar qualquer um de nós, destruindo a nossa privacidade e liberdade de expressão”, declarou a diretora de Defesa do National Council for Civil Liberties, Clare Collier.

A decisão de implementar esse tipo de tecnologia surge no momento em que ocorre um grande debate global sobre o uso do sistema de reconhecimento facial no mundo.

A Comissão Europeia avalia a proibição do uso de reconhecimento facial em áreas públicas, nos próximos cinco anos, para dar tempo às autoridades de criarem uma legislação capaz de evitar abusos da tecnologia.

Nos Estados Unidos, o governo anunciou, no início do ano, diretrizes sobre a tecnologia de inteligência artificial, para que houvesse um limite do alcance excessivo das autoridades.

Algumas cidades norte-americanas, como San Francisco e Oakland, decidiram que os riscos do sistema superam os benefícios e proibiram o uso pelos departamentos policiais.

A China é um dos principais defensores da tecnologia. O governo chinês começou a implantar o reconhecimento facial nas farmácias para pessoas que compram um determinado tipo de medicamentos, como aqueles que incluem substâncias psicotrópicas. Os cidadãos vão ter a sua identidade verificada pelo rosto.

*Emissora pública de televisão de Portugal

Brasil envia pele humana para vítimas de acidente no Peru

5 horas 26 minutos atrás

O governo brasileiro enviou no fim de semana 20 mil centímetros quadrados de pele humana ao Peru. Os tecidos vãoo ajudar no tratamento de queimaduras graves em crianças e adultos, após um acidente com caminhão de gás, nesta quinta-feira (23), que deixou cerca de 50 pessoas feridas em Lima, capital peruana. 

“Os países precisam se colocar à disposição em tragédias como essa. Ajudar nosso vizinho peruano não é somente um ato de solidariedade, mas também de empatia”, afirma o Ministro da Saúde em exercício, João Gabbardo.

Atualmente, o Brasil possui quatro bancos de pele localizados nos estados do Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo e Rio Grande do Sul. Em todos eles há estoque suficiente para atender as possíveis demandas brasileiras.

A pele humana é utilizada como um curativo biológico para pacientes que sofreram graves queimaduras. No início do tratamento, é retirada a pele queimada e transplantada a pele doada em substituição aos tecidos carbonizados e mortos. É considerada a melhor opção terapêutica nesses casos por reduzir infecções e dores, além de acelerar a recuperação e, assim, diminuir o tempo de internação do paciente.

O material é proveniente de doadores e costuma ser retirado do dorso das coxas, braços e costas após confirmação de morte cerebral, como ocorre em doações de órgãos.

Em 2018, foram utilizados no Brasil 83.559 cm² de pele humana.

* Com informações do Ministério da Saúde

Mercado financeiro reduz estimativa de inflação este ano para 3,47%

5 horas 32 minutos atrás

As instituições financeiras consultadas pelo Banco Central (BC) reduziram a estimativa para a inflação este ano. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA – a inflação oficial do país – caiu de 3,56% para 3,47%. A informação consta no boletim Focus, pesquisa semanal do BC, que traz as projeções de instituições para os principais indicadores econômicos.

Para 2021, a estimativa de inflação se mantém em 3,75%. A previsão para os anos seguintes também não teve alterações: 3,50% em 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está abaixo do centro da meta de inflação que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, atualmente definida em 4,5% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

De acordo com o boletim, a Selic deve cair para 4,25% ao ano até o fim de 2020. Quando o Copom reduz a Selic, como espera o mercado financeiro, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica.

Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança. Já a manutenção da Selic indica que o Copom considera as alterações anteriores suficientes para chegar à meta de inflação.

Para 2021, a expectativa é que a taxa básica suba para 6,25%. Para 2022 e 2023, as instituições estimam que a Selic termine os períodos em 6,5% ao ano.

Atividade econômica

A projeção para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – se mantém em 2,31% para 2020. As estimativas das instituições financeiras para os anos seguintes, 2021, 2022 e 2023 também continuam em 2,50%.

A previsão do mercado financeiro para a cotação do dólar está em R$ 4,10 para o fim deste ano e R$ 4,00 para 2021.

AGU estuda novo recurso contra decisão que impede divulgação do Sisu

5 horas 50 minutos atrás

A Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) que na noite de ontem (26) manteve suspensa a divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Com a decisão da desembargadora Therezinha Cazerta, segue em vigor a liminar concedida pela Justiça Federal de São Paulo, que impede que os resultados sejam divulgados amanhã (28), como estava previsto.

Cazerta manteve a suspensão da divulgação sob alegação de que o governo ainda precisa dar um posicionamento “seguro e transparente” sobre a correção do Enem. Cerca de 1,5 milhões de estudantes de inscreveram no programa.

Histórico

No sexta-feira (25) a Justiça Federal de São Paulo havia determinado a suspensão da divulgação dos resultados do Sisu até que o governo federal demonstre a correção das provas apontadas com problemas por estudantes de todo o país . O tribunal deu prazo de cinco dias para o cumprimento da decisão, sob multa diária de R$ 10 mil.

A decisão foi motivada por pedido da Defensoria Pública da União (DPU). Na petição, o órgão cobra que o Ministério da Educação comprove com documentos a realização da revisão dos testes prejudicados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, reivindica a explicação sobre os parâmetros utilizados nesse procedimento.

O erro, argumentou a DPU, teria impactado não apenas esses estudantes, mas o desempenho de todos os participantes, uma vez que notas de corte e a classificação são atribuídas a partir das notas de todos os alunos que realizaram a prova. “Tendo em vista que as notas das provas que foram revisadas podem ter sofrido substancial alteração, é certo que há a potencialidade de gerar algum impacto, ainda que de décimos, nos resultados finais de todos os candidatos, o suficiente para significar o acesso à vaga”, explicou a petição.

Casos de infecção por novo coronavírus passam de 2.700 na China

6 horas 29 minutos atrás

Autoridades de saúde da China informam que o número de pessoas diagnosticadas com a pneumonia causada pela nova variante do coronavírus passou de 2.700 apenas no país.

Segundo as autoridades chinesas, um total de 81 pessoas morreram em decorrência da doença.

A Comissão Nacional de Saúde informou que foram registrados casos da infecção em praticamente todo o país.

O governo chinês anunciou que o período de feriado prolongado do Ano-Novo Lunar será estendido por mais três dias, até 2 de fevereiro.

Ainda segundo as autoridades, escolas, universidades e creches vão adiar o início das aulas após o feriado.

Pequim também está tomando outras medidas para restringir a movimentação de pessoas. A partir desta segunda-feira (27), agências de turismo não farão viagens em excursão com destino ao exterior. Serviços de transporte de ônibus de longa distância foram suspensos em diversos locais.

As autoridades de saúde chinesas afirmam que a nova variante do coronavírus sofreu mutações, tornando-se mais contagiosa.

*Emissora pública de televisão do Japão

FGV: Confiança do Comércio atinge maior nível desde fevereiro de 2019

6 horas 32 minutos atrás

O Índice de Confiança do Comércio, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), subiu 1,3 ponto em janeiro deste ano e chegou a 98,1 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. É o maior nível desde fevereiro do ano passado, quando atingiu 99,8 pontos.

A confiança dos empresários do comércio subiu em 4 dos 6 segmentos pesquisados pela FGV. O Índice de Expectativas, que mede a confiança em relação ao futuro, subiu 3,8 pontos e atingiu 104,4 pontos, maior nível desde março de 2019 (104,7).

Já o Índice de Situação Atual, que mede a confiança dos empresários no momento presente, recuou 1,1 ponto e passou para 91,9 pontos.

De acordo com o pesquisador da FGV Rodolpho Tobler, a alta da confiança do empresário do comércio foi influenciada pela melhora das expectativas que voltaram a subir depois de um período de espera dos empresários no final do ano passado.

“Por outro lado, os indicadores de situação atual que vinham apresentando resultados mais positivos no final de 2019, recuaram em janeiro. Essa combinação de resultados mostra que o cenário de recuperação gradual persiste, ainda dependente de sinais mais fortes do mercado de trabalho e da confiança dos consumidores”, disse Tobler.

Três granadas-foguete atingem embaixada dos EUA no Iraque

7 horas 12 minutos atrás

Três das cinco granadas-foguete lançadas hoje em Bagdá caíram na embaixada norte-americana, atingindo uma cantina durante a hora de jantar, mas sem causar vítimas, disse fonte dos serviços de segurança.

A agência noticiosa francesa AFP adianta que é a primeira vez que os disparos de mísseis atingem diretamente a embaixada dos Estados Unidos, localizada na "Zona Verde" de Bagdá, que tem sido alvo de tentativas de ataque nos últimos meses.

A Embaixada dos EUA não respondeu às questões colocadas pela AFP, mas as forças de segurança iraquianas disseram que não houve vítimas.

É a segunda vez em uma semana que a missão diplomática norte-americana é alvo de tentativas de ataque.

Em 20 de janeiro, três roquetes caíram perto da embaixada. Uma fonte americana disse à AFP que um deles caiu perto da residência do assistente do embaixador.

O disparo do roquete de hoje ocorreu mais cedo do que o habitual. Jornalistas da AFP ouviram uma detonação na margem oeste do Tigre às 19:30 (17:30 de Lisboa).

O primeiro-ministro iraquiano, Adel Abdel Mahdi, e o chefe do parlamento, Mohammed al-Halboussi, condenaram o ataque.

Abdel Mahdi denunciou "uma agressão que poderia transformar o Iraque numa zona de guerra".

No final de dezembro, um empreiteiro norte-americano foi morto em um ataque com roquetes disparados contra uma base no norte do Iraque que abrigava soldados dos EUA.

Em retaliação, Washington realizou ataques aéreos em 29 de dezembro contra várias bases das brigadas do Hezbollah, um grupo armado xiita iraquiano de Hachd al-Chaabi, coligação de paramilitares dominados por fações pró-Irão e integrados nas forças regulares.

Pelo menos 25 combatentes das brigadas do Hezbollah foram mortos nos ataques e em 31 de dezembro milhares dos seus apoiantes atacaram a embaixada norte-americana.

Páginas