Também na Agência Brasil

Subscrever feed Também na Agência Brasil
A Agência Brasil é a agência de notícias da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que distribui gratuitamente informações de interesse público. As notícias podem ser reproduzidas desde que citada a fonte.
Atualizado: 9 minutos 39 segundos atrás

Leilão da Ceal é adiado para o dia 28 de dezembro

seg, 17/12/2018 - 16:43

O leilão de privatização da Companhia Energética de Alagoas (Ceal) foi adiado para o dia 28 de dezembro, informou hoje (17) a Eletrobras em comunicado ao mercado. Inicialmente, o certame estava marcado para próxima quarta-feira (19).

No comunicado, a Eletrobras não informou o motivo do adiamento. De acordo com o novo cronograma, a nova data de entrega dos documentos dos interessados na empresa será 27 de dezembro. A sessão pública para a abertura das propostas será realizada às 17h do dia 28.

A privatização da Ceal estava suspensa devido a uma liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, a pedido do governo de Alagoas. O estado questiona na Justiça o não pagamento de repasses por parte da União durante o processo de federalização da Ceal, no final da década de 1990. No final de novembro, o ministro revogou a liminar que impedia a realização do certame.

A Ceal será a última de seis distribuidoras da Eletrobras a ser privatizada. A, penúltima, a Amazonas Energia, foi arrematada em leilão pelo consórcio formado pela Oliveira Energia e a Atem, no último dia 10 após diversos adiamentos do leilão. O certame foi marcado por diversos questionamentos na Justiça.

Ainda na segunda-feira da semana passada, uma decisão do desembargador Marcos de Oliveira Cavalcante, do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 1ª Região, chegou a suspender os efeitos do leilão. Dois dias depois, o presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), João Batista Brito Pereira, validou a venda da distribuidora.
 

Primeira edição do Sisu 2019 deve abrir mais de 235 mil vagas

seg, 17/12/2018 - 16:27

O Ministério da Educação (MEC) informou hoje (17) que o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) vai ofertar, no primeiro semestre do ano que vem, 235.476 vagas distribuídas em 129 universidades públicas de todo o país. Para concorrer ao processo seletivo, os candidatos deverão se inscrever pela internet, na página eletrônica do programa, de 22 a 25 de janeiro.

Segundo as regras do programa, para disputar a vaga, é necessário que o candidato tenha feito as provas do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) de 2018 e obtido nota acima de zero na prova de redação. As pontuações individuais do Enem poderão ser consultadas a partir do dia 18 de janeiro.

O edital do Sisu permite que os candidatos se inscrevam em até duas opções de vaga, indicando, em ordem de preferência, as instituições de educação superior nas quais deseja ingressar, local de oferta, curso, turno e a modalidade de concorrência. Caso seja aprovado em ambas vagas, o estudante, porém, deve optar por uma delas. 

A primeira edição do Sisu 2019 será constituída de uma única chamada regular, e o resultado será divulgado em 28 de janeiro.

O prazo para que as matrículas ou registros acadêmicos dos candidatos selecionados sejam efetuados nas instituições para as quais forem chamados será de 30 de janeiro a 4 de fevereiro.

Pesquisadores do Museu Nacional farão intercâmbio no Smithsonian

seg, 17/12/2018 - 16:10

Pesquisadores que perderam material de trabalho com o incêndio no Museu Nacional, em 2 de setembro, foram convidados por uma missão diplomática dos Estados Unidos para fazer um intercâmbio no Smithsonian, instituto do governo norte-americano associado a um dos maiores complexos de museus do mundo. 

O grupo tem 14 pesquisadores que tinham urgência em concluir suas pesquisas. O programa custeará as passagens e a estadia nos Estados Unidos, além de conceder uma ajuda de custo. Para o diretor do Museu Nacional, Alexander Kellner, essas bolsas ajudam a instituição, por permitirem que os pesquisadores continuem trabalhando.

A mestranda em patrimônio geopaleontológico Beatriz Hörmanseder, de 26 anos, foi uma das selecionadas para o intercâmbio. Desde a graduação, ela trabalhava em um fóssil de crocodilo anão encontrado no Ceará que estava em vias de ser identificado como uma nova espécie em sua dissertação de mestrado. Com o incêndio, os restos do animal foram destruídos, obrigando a pesquisadora a começar no zero, analisando outro espécime. 

"Perdi um exemplar que é único. Um projeto que era único", diz ela, que conta ser raro um pesquisador ter a oportunidade de descrever uma espécie nova na paleontologia. "Agora, vou descrever um animal que eu ainda não sei. Já tinha muita coisa escrita do anterior. Toda a bibliografia. Mas agora é começar do zero".

Beatriz vai trabalhar na descrição de outro espécime de crocodilo, cujo fóssil foi encontrado nos Estados Unidos em 1914 e guardado anos depois no Brasil, no Centro de Pesquisa de Recursos Minerais.

Em seu intercâmbio no exterior, a pesquisadora vai aproveitar para comparar esse fóssil com outras espécies já descritas nos Estados Unidos. A viagem de 18 dias dará a ela a oportunidade de receber orientação de pesquisadores estrangeiros que faziam parte de sua bibliografia. "É uma oportunidade única. Vou conhecer pessoas que eu só lia em artigos científicos", diz ela.

Incêndio na Refinaria de Manguinhos já foi controlado

seg, 17/12/2018 - 16:01

O Corpo de Bombeiros informou, há pouco, que as chamas do incêndio que atingiu parte da Refinaria de Manguinhos, na zona norte do Rio de Janeiro, já foram controladas.

As equipes, no entanto, permanecem no local e agora atuam no rescaldo. Foram acionados militares de 10 quartéis, entre os quais, os do Caju, de Benfica e Duque de Caxias e do Alto da Boa Vista.

Não houve registro de vítimas, embora, uma pessoa tenha sido atendida pelos militares por inalação de fumaça.

De acordo com os bombeiros, o aviso do incêndio ocorreu às 13h40.

Liberação do trânsito

A pista lateral da Avenida Brasil, em direção ao centro, na altura de Manguinhos, que tinha sido fechada por causa do incêndio na Refinaria de Manguinhos, já foi reaberta ao tráfego.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a ação de equipes do Corpo de Bombeiros na avendida continua. Foi liberarada a circulação de veículos na pista lateral da via expressa. Equipes da Companhia de Engenharia de Trânsito do Rio (CET-Rio) também estão no local para orientar os motoristas.

Em última sessão do ano, CNJ deve votar volta de auxílio-moradia

seg, 17/12/2018 - 15:51

Está na pauta da última sessão do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) deste ano, marcada para amanhã (17) às 14h, a regulamentação de um novo auxílio-moradia para juízes, após o benefício ter sido extinto em novembro deste ano.

De acordo com a proposta que deve ser votada pelos conselheiros, o novo auxílio-moradia deve ter como teto o valor de R$ 4,377,73, que era o que já vinha sendo pago anteriormente. A diferença é que estão previstas restrições para a concessão do benefício, como a necessidade de comprovação do gasto efetivamente com aluguel.

O presidente do CNJ e do STF, Dias Toffoli, costurou nova proposta para o auxílio-moradia - Arquivo/Agência Brasil

Outra restrição é que o benefício só deverá ser concedido ao magistrado designado para atuar em localidade diferente daquela para qual prestou concurso, e somente se um imóvel funcional não esteja disponível. Também não terá direito aquele juiz que possua imóvel próprio onde trabalha.

A tendência é que a proposta, cujo texto foi costurado pelo presidente do CNJ, ministro Dias Toffoli, seja aprovada pelos conselheiros. Não há uma estimativa de quantos magistrados estariam aptos a receber o novo auxílio-moradia.

O auxílio-moradia vinha sendo pago a todos os magistrados e membros do Ministério Público brasileiros desde setembro de 2014, por força de uma liminar concedida pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Em 26 de novembro, Fux revogou a própria liminar, ressalvando, porém, que caberia ao CNJ regulamentar a questão, abrindo caminho para o retorno do benefício. A decisão foi proferida no mesmo dia em que o presidente Michel Temer sancionou o reajuste de 16,38% no salário dos ministros do STF, que serve de referência para toda a magistratura.

A tendência é que o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) também aprove uma regulamentação do auxílio-moradia nos moldes do CNJ, uma vez que magistrados e membros do MP tem simetria de vencimentos.

Operação contra tráfico de drogas prende três pessoas em São Paulo

seg, 17/12/2018 - 15:33
Em operação iniciada na manhã desta segunda-feira (17), a Polícia Civil de São Paulo cumpre sete mandados de prisão e nove de busca e apreensão contra integrantes de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios. Até o momento, três traficantes foram presos. Drogas e dinheiro também foram apreendidos, embora os montantes ainda não tenham sido informados.

Segundo a polícia, o alvo são traficantes da zona norte da capital, de uma comunidade chamada Boi Malhado, que são responsáveis pela movimentação de grande volume de drogas na região.

A polícia ainda não forneceu detalhes da operação, mas informou que os traficantes usavam a Rota Caipira para trazer drogas e armas do Paraguai. Composta por estradas rurais e caminhos alternativos, a Rota Caipira é usada para burlar a fiscalização e as abordagens policiais.

A investigação, que culminou nessa operação, teve início após a Polícia Civil apreender cadernos com a contabilidade do grupo.

Secretaria de Promoção da Igualdade Racial será mantida

seg, 17/12/2018 - 15:24

A Secretaria Nacional de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) será mantida e permanecerá com a mesma nomenclatura, com foco na dignidade da pessoa humana. A decisão foi divulgada hoje (17) por meio de nota oficial.

A informação é da advogada Damares Alves, que assumirá como titular do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. Em nota, ela informou que o objetivo é ampliar as ações no âmbito da secretaria.

“Informamos ainda que o objetivo da secretaria será o de ampliar as ações de acesso às políticas públicas, para a população negra, indígena, quilombola, cigana, moradores do semiárido, comunidades ribeirinhas e comunidades tradicionais.”

Ação no Reino Unido divide municípios atingidos na tragédia de Mariana

seg, 17/12/2018 - 15:19

As prefeituras das cidades de Minas Gerais e do Espírito Santo atingidas pelo rompimento da barragem da mineradora Samarco não entraram em consenso em relação ao processo movido no Reino Unido em busca da indenizaçao integral por danos sofridos com o desastre. A desistência do processo é uma exigência da Fundação Renova para que os municípios atingidos recebam R$ 53 milhões em ressarcimento aos gastos extraordinários efetuados após tragédia na Bacia do Rio Doce, que já completou três anos.

Responsável pela gestão da reparação dos danos decorrentes da tragédia, a Fundação Renova afirma já ter firmado acordo com 19 municípios, assegurando que questões ligadas ao episódio sejam tratadas exclusivamente na jurisdição brasileira. De outro lado, o escritório anglo-americano SPG Law, responsável pela ação no exterior, confirma a adesão de 22 prefeituras. Outras quatros estariam realizando conversas e também devem se tornar parte do processo.

A Renova colocou a desistência da ação no Reino Unido como um pré-requisito para que os municípios atingidos recebessem R$ 53 milhões em ressarcimento aos gastos extraordinários que foram efetuados após o rompimento da barragem. Incluem-se nas despesas a mobilização de funcionários da prefeitura e da Defesa Civil, além da jornada regular de trabalho, o aluguel de tratores para reabrir estradas, os custos dos alojamentos improvisados para os desalojados, o abastecimento alternativo de água, entre outros serviços emergenciais.

O processo no Reino Unido foi proposto no mês passado e tem como alvo a mineradora inglesa BHP Billiton, uma das acionistas da Samarco. A ação busca indenização integral pelos prejuízos causados em decorrência da tragédia. Segundo o escritório SPG Law, houve mais de 250 mil adesões, incluindo pessoas atingidas, empresas e municípios, além da Igreja Católica.

Por sua vez, a fundação informou que, até o momento, 19 prefeituras firmaram o acordo e já foram ressarcidas pelos gastos. Isso significa que entregaram o termo de quitação. Conforme uma das cláusulas do documento, os municípios se comprometeram a não mover ações no exterior relacionadas à tragédia de Mariana. Outras três prefeituras também deram entrada na documentação para poder receber o ressarcimento. Ao todo, a Fundação Renova reconhece 39 cidades atingidas pelo rompimento da barragem.

Desistência

O escritório SPG Law afirma que apenas uma prefeitura lhe comunicou sua desistência na ação movida no Reino Unido. Também informa que o processo tem a adesão de municípios que não foram reconhecidos pela Fundação Renova como atingidos, a exemplo de Ouro Preto (MG), que teria perdido receita com a paralisação das operações da Samarco. Ainda de acordo com o escritório, o município de Mariana (MG), o mais afetado na tragédia, não desistiu da ação.

No mês passado, o prefeito de Mariana, Duarte Júnior (PPS), já havia dito à Agência Brasil que seguiria no processo. Ele criticou o pré-requisito imposto e disse que o ressarcimento pelos gastos extraordinários é um direito dos municípios. Na ocasião, afirmou que o assunto entraria na pauta do Fórum Permanente dos Prefeitos do Rio Doce. Havia a expectativa de uma decisão conjunta dos municípios, o que não ocorreu.

O gerente jurídico da Fundação Renova, Leonardo Gandara, defendeu a cláusula do termo de quitação que veda o ajuizamento de ações no estrangeiro. "O nosso interesse é privilegiar a jurisdição brasileira. Entendemos que o melhor local para dirimir as questões relacionadas ao rompimento da barragem não poderia ser outro. É no mínimo estranho levar um desastre ocorrido no Brasil para uma jurisdição estrangeira. Não entendemos qual a conexão existente entre a corte no Reino Unido com um rompimento de barragem em Mariana."

Segundo Gandara, a Justiça brasileira já deu uma resposta eficaz, possibilitando a celebração de um modelo para a solução dos conflitos. "No Brasil, as experiências que temos de levar desastres ambientais para o Judiciário não foram satisfatórias para os atingidos e nem para os municípios.

Temos casos que demoraram 30 anos para serem julgados em primeira instância. Os atores envolvidos entenderam que seria melhor buscar soluções extrajudiciais. Não tem como esperar que o Judiciário entregue a solução. Não vai entregar. O Judiciário já tem tanto problema e ninguém melhor do que as partes interessadas para resolver a questão, inclusive com os atingidos participando do processo", disse.

Acordo

A tragédia na Bacia do Rio Doce completou três anos no mês passado. A Fundação Renova foi criada conforme Termo de Transação e Ajustamento de Conduta (TTAC) assinado em março de 2016 entre o poder público, a Samarco e suas acionistas Vale e BHP Billiton. O acordo também definiu os programas a serem desenvolvidos com recursos das mineradoras.

Um deles diz repeito ao ressarcimento dos gastos extraordinários. Uma metodologia pactuada entre a Fundação Renova e os municípios levou ao cálculo do valor de R$ 53 milhões, sendo R$ 41 milhões destinados a cidades mineiras e R$ 12 milhões às  mineiras e capixabas. A inclusão da cláusula que veda ações no exterior pegou as prefeituras de surpresa.

O gerente jurídico negou que tenha havido interferência da BHP Billiton na elaboração da cláusula.

"Não importa qual é a empresa que eles estão processando lá fora. O que importa é o objeto da ação, que são os danos provocados pelo rompimento da barragem. É a Fundação Renova que tem que conduzir os processos relacionados a esse objeto. E o instrumento que lista todos os programas que devem ser implementados para a compensação é o TTAC. Então, por que há uma ação no Reino Unido? Há uma sobreposição. Já existe aqui no Brasil a ferramenta para implementação dos processos de reparação".

De acordo com a Fundação Renova, o TTAC define a 12ª Vara Federal como a instância competente para julgar demandas sobre o assunto e, dessa forma, as ações ajuizadas em outra jurisdição não são legítimas. O acordo foi pactuado com a União e os governos estaduais de Minas Gerais e do Espírito Santo. Os municípios não são signatários do TTAC.

Incêndio atinge Refinaria de Manguinhos, na zona norte do Rio

seg, 17/12/2018 - 14:33

Um incêndio toma parte da Refinaria de Manguinhos, na zona norte do Rio. Segundo o Corpo de Bombeiros, o fogo começou às 13h40. Por causa do incêndio, o Centro de Operações Rio (COR) interrompeu o tráfego na pista lateral da Avenida Brasil, a partir da Linha Amarela, no sentido centro, com desvio para a central.

Bombeiros dos quartéis do Caju e de Benfica foram para o local, onde há muita quantidade de material inflamável, que está alimentando as chamas fortes e altas.

O fogo e a fumaça preta estão tão intensos que é possível ser visto de diversos bairros da cidade.

Guarda Municipal do Rio recebe mil pistolas de eletrochoque

seg, 17/12/2018 - 13:30

A prefeitura do Rio de Janeiro entregou hoje (17) mil pistolas de eletrochoque à Guarda Municipal (GMRio), visando modernizar e capacitar as operações. Ao todo, dois mil dispositivos elétricos foram comprados por R$ 9,47 milhões.
 
Segundo a prefeitura, as armas não letais provocam imobilização temporária e serão utilizadas para proteger a sociedade.

"Eu gostaria que a nossa Guarda Municipal usasse essas armas com segurança, com respeito. Que a nossa guarda sempre pense em qual situação usar e que cause menos danos", afirmou o prefeito Marcelo Crivella.

Até o momento, 60 agentes já passaram por treinamento para capacitação de manuseio do equipamento.

Para a comandante Tatiana Mendes, da Guarda Municipal, o dispositivo representa um avanço nas operações.

"Nossa arma de choque é mais um instrumento, de menor potencial ofensivo, que ajudará nossos guardas municipais no dia a dia. Dar a eles os equipamentos necessários para se proteger e proteger o cidadão é essencial", disse.

 

*Estagiária sob supervisão de Vitor Abdala

Bolsonaro faz primeira reunião ministerial com equipe completa dia 19

seg, 17/12/2018 - 13:24

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, fará nesta quarta-feira (19) a primeira reunião ministerial com sua equipe completa. Os 22 ministros já indicados deverão estar presentes, na residência oficial da Granja do Torto, utilizada por Bolsonaro quando está em Brasília.

Primeira reunião do presidente eleito, Jair Bolsonaro, com a equipe ministerial completa será nesta quarta-feira, na Granja do Torto - Valter Campanato/Arquivo/Agência Brasila (EEAR) - Rovena Rosa/Agência Brasil

A pauta da reunião não foi divulgada pela assessoria da equipe de transição. A princípio será o único compromisso do presidente eleito na capital federal nesta semana. A expectativa é ele chegue a Brasília na quarta-feira e volte no fim do dia para o Rio de Janeiro.

A primeira reunião ministerial, com a equipe incompleta, foi conduzida por Bolsonaro no momento em que ele ainda escolhia nomes para o primeiro escalão de governo.

Também não está definido se o presidente eleito virá para Brasília nos dias 27 ou 29 já para se preparar para a posse presidencial no dia 1º de janeiro.

Desde as eleições, Bolsonaro intercala sua agenda entre o Rio de Janeiro, onde tem residência, e Brasília.

Coreia do Norte adverte EUA que sanções podem impedir desnuclearização

seg, 17/12/2018 - 12:56

As autoridades da Coreia do Norte advertiram que as sanções impostas pelo governo dos Estados Unidos ao país pode levar ao “bloqueio das negociações para a desnuclearização da Península Coreana”.

A informação foi divulgada pela mídia estatal no domingo e atribuída ao Instituto de Estudos Americanos, vinculado ao Ministério das Relações Exteriores.

Os Estados Unidos impuseram novas sanções a assessores diretos do governo da Coreia do Norte, como Kim Jong Un e Choe Ryong Hae, além de outros dois. Os quatro tiveram os ativos congelados nos Estados Unidos.

O comunicado informa sobre o risco de Pyongyang suspender as articulações para a desnuclearização. O texto apela ainda para flexibilização das medidas impostas pelos Estados Unidos.

Em junho, os presidentes norte-coreano, Kim Jong Un, e o norte-americano, Donald Trump, reuniram-se em Cingapura em busca de avançar as negociações. Porém, as autoridades dos Estados Unidos questionaram o tratamento dispensado aos direitos humanos na Coreia do Norte.

As autoridades da Coreia do Norte reagiram, informando que havia um tratamento hostil por parte dos Estados Unidos.

*Com informações da NHK, emissora pública de televisão do Japão

Recuperação do viaduto que cedeu em São Paulo vai demorar até 5 meses

seg, 17/12/2018 - 12:56

A prefeitura de São Paulo informou que será de cinco meses o prazo para a conclusão das obras de recuperação do viaduto na interligação da pista expressa na Marginal Pinheiros, próximo à Ponte do Jaguaré, que cedeu no dia 15 de novembro. O custo total será de R$ 30 milhões.

O prefeito Bruno Covas disse que o montante poderá ser ressarcido futuramente pelo governo estadual, mas que, em princípio, o valor será desembolsado pela própria prefeitura. A empresa contratada, em caráter emergencial, foi a JZ Engenharia e Comércio. “A prefeitura tem assumido toda a responsabilidade sobre as previdências que estão sendo tomadas no viaduto”, declarou.

Causas

As causas do rompimento da ponte foram apontadas pela prefeitura como uma composição de fatores. Foram identificados fadiga do concreto e defeitos ocultos (não identificáveis em inspeção visual), como a ruptura na parte intermediária de uma viga, que dobrou e se apoiou sobre o pilar. “Vamos reformar os pilares, reparar a viga e fazer o reparo no tabuleiro”, disse Vitor Aly, secretário municipal de Infraestrutura e Obras.

De acordo com o secretário, a obra mais importante e que demandará maior tempo é o reparo do tabuleiro. Nele, algumas das fissuras, que chegavam a 5 milímetros, terão de receber preenchimento com resina. “Vamos remover o concreto comprometido, reconstituir a lage de fundo e reforçar com fibras de carbono”, disse.

Após ser erguido, no último dia 2, segundo o secretário, foi possível notar que o viaduto apresentava desgaste desigual. “Depois que colocamos os macacos hidráulicos, a gente percebeu que houve encurtamento não simétrico do tabuleiro. Em um dos lados, teve um encurtamento maior que no outro. No projeto inicial, era para [o tabuleiro] se deformar por igual e simetricamente”, explicou o secretário. Além disso, o ponto que cedeu era onde havia mais tensão de impacto.

A prefeitura descartou a necessidade de demolição do viaduto, já que demoraria até três anos para que um novo viaduto ficasse pronto. Além disso, demandaria processo licitatório e os gastos estimados seriam de R$ 70 milhões. O prefeito reforçou que serão feitos laudos para avaliar a situação de 185 pontes e viadutos em São Paulo, a fim de evitar novos acidentes.

Temer inaugura primeira etapa do Satélite Geoestacionário de Defesa

seg, 17/12/2018 - 12:33

O presidente Michel Temer inaugurou hoje (17) a primeira etapa de Centro de Operações Espaciais Principal, que permitirá operacionalizar e monitorar o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, na Base Aérea de Brasília.

Além de promover segurança nas comunicações estratégicas do Estado brasileiro, o projeto tem como objetivo fornecer internet em banda larga para escolas públicas, unidades de saúde, postos de fronteira, áreas indígenas e quilombolas no âmbito do Programa Internet para Todos.

A primeira etapa do projeto, a operacional, possibilitará a migração dos equipamentos satelitais já em operação. A etapa seguinte, a de implantação das áreas administrativas, está prevista para ser inaugurada em meados de 2019.

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, parceria dos ministérios da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações e da Defesa, já recebeu R$ 3 bilhões em investimentos.

Em seu discurso, Temer disse que seu governo está modernizando o Brasil e que trouxe o país para o século 21. “Hoje eu fixo, em definitivo, a ideia de que nosso país já está no século 21. Saímos do século 20, foi para o 21. Saiu do analógico e foi para o digital”, afirmou.

“Mas o momento culminante, o ápice desta modernização, o momento em que eu posso dizer em alto e bom som, o momento em que eu posso alardear, e aí eu quero sugerir que nós todos possamos alardear o que está sendo feito pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações, pela Embratel, pelo Ministério da Defesa, pelas Forças Armadas, é esta espécie de inauguração de placa que nós colocamos aqui do satélite geoestacionário que leva banda larga para todo o país, para todas as escolas”, disse.

Ao final da cerimônia, Temer retificou a informação de que a empresa responsável é a Telebras e não a Embratel, como havia mencionado em seu discurso.

Temer também afirmou que seu governo está deixando para o próximo “um número infindável de editais para concessões e privatizações”.

“Aqui no Brasil se tem uma mania que é chegando um novo governo você destrói os programas anteriores para colocar outros programas no seu lugar. Os projetos que foram exitosos devem continuar”, disse Temer.

Embraer e Boeing firmam parceria para acelerar crescimento

seg, 17/12/2018 - 12:31

A Embraer e a Boeing informaram hoje (17) que aprovaram os termos da parceria estratégica para acelerar o crescimento em mercados aeroespaciais globais para as duas empresas. A parceria contemplará a aviação comercial da Embraer e serviços associados com participação de 80% da Boeing, no valor de US$ 4,2 bilhões, e de 20% da Embraer.

A expectativa é que a parceria não terá impacto no lucro por ação da Boeing em 2020, passando a ter impacto positivo nos anos seguintes. A joint venture deve gerar sinergias anuais de cerca de US$ 150 milhões até o terceiro ano de operação.

Segundo o comunicado da Embraer, a parceria está sujeita à aprovação do governo brasileiro. Só então as duas empresas assinarão o acordo. Em seguida será submetida à aprovação dos acionistas, das autoridades regulatórias, e a outras condições relacionadas a este tipo de transação. A joint venture será liderada por uma equipe de executivos sediada no Brasil e a Boeing terá o controle operacional e de gestão da nova empresa, que responderá diretamente a Dennis Muilenburg, presidente e CEO da Boeing. A Embraer terá poder de decisão para alguns temas estratégicos, como a transferência das operações do Brasil.

 “A Boeing e a Embraer possuem um relacionamento estreito graças a mais de duas décadas de colaboração. O respeito mútuo e o valor que enxergamos nesta parceria só aumentou desde que iniciamos discussões conjuntas no começo deste ano”, disse o presidente, chairman e CEO da Boeing, Dennis Muilenburg.

O presidente e CEO da Embraer, Paulo Cesar de Souza e Silva, afirmou estar confiante de que a parceria será de "grande valor" para o Brasil. “Esta aliança fortalecerá ambas as empresas no mercado global e está alinhada à nossa estratégia de crescimento sustentável de longo prazo”, 

As empresas também chegaram a um acordo sobre os termos de uma segunda joint venture para promover e desenvolver novos mercados para o avião multimissão KC-390. De acordo com a parceria proposta, a Embraer deterá 51% de participação na joint venture e a Boeing, os 49% restantes.

Operação procura acusados de corrupção no transporte alternativo no RJ

seg, 17/12/2018 - 11:58

Uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) cumpre hoje (17) 12 mandados de prisão preventiva e 11 mandados de busca e apreensão contra acusados de participação em um esquema de corrupção envolvendo transporte alternativo no Grande Rio. A Operação Parasito busca desarticular uma quadrilha especializada na corrupção de agentes públicos para viabilizar o funcionamento de transporte alternativo de passageiros.

De acordo com o MPRJ, a investigação mostrou que fiscais do Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro) receberam, por diversas vezes, propina para não reprimir o transporte clandestino de passageiros por vans e moto táxis. A outra parte dos denunciados pelo MPRJ são pessoas que atuavam no transporte alternativo irregular e pagavam a propina tanto a agentes públicos lotados no Detro quanto a policiais militares lotados em órgão de fiscalização rodoviária.

Segundo o MPRJ, tanto os fiscais quanto aqueles que pagavam a propina integram uma organização criminosa. Durante as investigações, de acordo com o MPRJ, foram interceptadas várias conversas entre os denunciados, que tratam de pagamento de valores indevidos. Os investigadores conseguiram, inclusive, imagens do encontro de fiscais para receber propina paga por motoristas de vans e lotadas. Os alvos da operação foram denunciados por organização criminosa, corrupção passiva e corrupção ativa.

Polícia do Rio prende 10 pessoas em operação contra tráfico de droga

seg, 17/12/2018 - 11:31

Policiais civis prenderam, na manhã de hoje (17), dez pessoas suspeitas de envolvimento com a venda de drogas na comunidade do Complexo do Guandu, na Baixada Fluminense. As prisões ocorreram durante operação para cumprimento de mandados de prisão de integrantes da quadrilha.

De acordo com a Polícia Civil, o grupo tinha envolvimento não só com o comércio de drogas ilícitas, mas também com o roubo de cargas e de veículos na Baixada, principalmente no Arco Metropolitano, e com a extorsão de empresários e comerciantes para que eles não fossem incomodados pelos criminosos.

Polícia Civil cumpre mandados de prisão de integrantes da quadrilha Tânia Rego/Arquivo/Agência Brasil

Depois da prisão, em agosto de 2015, de Ipojucan Soares de Andrade, conhecido como “Coroa”, suspeito de chefiar a quadrilha, o comando passou para dois de seus braços-direitos, que se aliaram à quadrilha que controla o tráfico de drogas na favela da Pedreira, em Costa Barros.

Bolsonaro e Witzel prometem novas escolas militares no Rio de Janeiro

seg, 17/12/2018 - 11:31

O presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), e o governador eleito do estado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), prometeram hoje (17) a criação de novas escolas militares no estado do Rio de Janeiro. Bolsonaro e Witzel participaram da cerimônia de inauguração do III Colégio da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, no bairro de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias.

Bolsonaro elogiou as escolas da Polícia Militar que já existem em Goiás e no Amazonas e disse que esse é um modelo a ser replicado. "Com toda certeza, com o nosso querido governador chegando agora, com apoio do governo federal, esse modelo será estendido para vários outros municípios do estado do Rio de Janeiro".

A escola foi batizada com o nome do pai de Bolsonaro, Percy Geraldo Bolsonaro, por iniciativa do deputado estadual Rosenveg Reis. A criação da unidade de ensino foi proposta pelo deputado estadual Flávio Bolsonaro, que toma posse no Senado no ano que vem.

À frente da direção estará uma coronel da Polícia Militar. O colégio atenderá a alunos do 6º e do 7º ano do Ensino Fundamental, sendo preferencialmente filhos de policiais militares e bombeiros.

O governador eleito anunciou que será lançada em Angra dos Reis, no sul fluminense, a primeira escola militar naval do estado do Rio de Janeiro. Witzel também disse que serão inauguradas mais escolas da Polícia Militar e também do Corpo de Bombeiros no primeiro ano de seu governo.

"Vamos dar continuidade, não tenham dúvidas. É a semente do bem que está sendo plantada no estado do Rio de Janeiro".

No Colégio Percy Bolsonaro, a prefeitura será responsável pela contratação dos professores, que se dará por meio de contratos temporários assinados após um processo seletivo. Os critérios para o preenchimento das vagas serão definidos pela Polícia Militar. O acordo entre a PM e a prefeitura vai durar 20 anos.

Bolsonaro estava acompanhado do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), do deputado federal eleito Hélio Barbosa Lopes (PSL) e de outros políticos locais. O comandante da Polícia Militar do Rio de Janeiro, Luis Claudio Laviano, e o prefeito de Duque de Caxias, Washington Reis (MDB) também participaram do lançamento.

Voos continuam atrasados no Aeroporto Internacional de Guarulhos

seg, 17/12/2018 - 10:33

O Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, continua com voos atrasados nesta manhã, segundo boletim da concessionária GRU Airport. De meia noite até as 10h de hoje (17), o número de atrasos chegou a 32 dos 268 embarques e desembarques previstos para o período. Das 143 chegadas, 17 atrasaram, enquanto 15 das 125 partidas não saíram no horário marcado nos bilhetes.

Segundo informações da GRU Airport, o aeroporto opera normalmente e a situação está sendo regularizada. O terminal, no entanto, enfrenta atrasos desde quinta-feira devido às fortes chuvas que atingiram São Paulo e obrigaram o aeroporto a interromper o serviço. Com isso foi gerado um efeito cascata, ocasionando atrasos em todos os voos de todas as companhias.

BC anuncia que atividade econômica cresce 0,02% em outubro

seg, 17/12/2018 - 09:06

O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) apresentou alta de 0,02% em outubro, comparado a setembro, segundo dados divulgados hoje (17), em Brasília.

Na comparação com outubro de 2017, houve crescimento de 2,99% nos dados sem ajustes, já que a comparação é entre períodos iguais.

Índice de Atividade Econômica do Banco Central cresceu 0,02% em outubro, comparado a setembro    (Amanda Oliveira/GovBA)

Em 12 meses encerrados em outubro, o indicador teve expansão de 1,54%. No ano, até outubro, houve crescimento de 1,40%.

O IBC-Br é uma forma de avaliar a evolução da atividade econômica brasileira e ajuda o BC a tomar suas decisões sobre a taxa básica de juros, a Selic. O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos.

O indicador foi criado pelo Banco Central para tentar antecipar, por aproximação, a evolução da atividade econômica. Mas o indicador oficial é o Produto Interno Bruto (PIB), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Páginas