Também na Agência Brasil

Subscrever feed Também na Agência Brasil
A Agência Brasil é a agência de notícias da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que distribui gratuitamente informações de interesse público. As notícias podem ser reproduzidas desde que citada a fonte.
Atualizado: 14 minutos 16 segundos atrás

Rússia afirma que atentado em metrô foi causado por terrorista suicida

ter, 04/04/2017 - 10:21

O Comitê de Instrução da Rússia (CIR) informou ontem (3) que um terrorista suicida foi o responsável por ativar a bomba que matou 14 pessoas ontem em um vagão do metrô de São Petersburgo. "A bomba foi ativada por um homem cujos restos mortais foram encontrados no terceiro vagão do trem. Sua identidade foi estabelecida", disse Svetlana Petrenko, porta-voz do CIR, a veículos de imprensa locais. A informação é da Agência EFE.

A funcionária afirmou que, para preservar as investigações, será mantida em sigilo a identidade do suposto terrorista suicida. "Neste momento, os investigadores continuam os interrogatórios e os trabalhos de inspeção, inclusive das gravações das câmeras de segurança", acrescentou Svetlana.

Anteriormente, o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, havia afirmado que as investigações indicavam que o atentado teria sido cometido por um terrorista suicida, como aconteceu nas ações realizadas em 2010 pelas "viúvas negras" no metrô de Moscou, quando morreram 34 pessoas.

O serviço secreto do Quirguistão informou hoje que tudo indica que um cidadão oriundo dessa república centro-asiática poderia ser o autor do atentado. O suspeito foi identificado por essa fonte como Akbarzhon Dzhalilov, que nasceu no Quirguistão em 1995, mas que posteriormente recebeu a cidadania russa.

Este assunto foi abordado hoje em Moscou pelo ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, e seu colega quirguiz, Erlan Abdildaev, que condenou firmemente o atentado.

Contudo, Abdildaev considerou prematuro afirmar que o citado terrorista era membro do Estado Islâmico, e Lavrov acrescentou que seria "cínico" qualificar o atentado de "vingança" pela intervenção russa na Síria.

"O terrorismo é um crime contra toda a humanidade e contra todas as religiões", disse o ministro russo, que também pediu a união das forças contra o terrorismo internacional e o fim da utilização de grupos que o praticam para obter ganhos políticos.

O Ministério da Saúde da Rússia elevou hoje para 14 o número de mortos no atentado, no qual mais de 50 pessoas também resultaram feridas.

Em prevenção a novos atentados, as autoridades reforçaram as medidas de segurança em toda a cidade, assim como na capital do país, tanto no transporte como em edifícios públicos, como em praças, escolas e creches.

Compartilhar:    

Morte por febre amarela é confirmada em Itaperuna (RJ)

ter, 04/04/2017 - 09:58

A Secretaria Municipal de Saúde de Itaperuna, cidade localizada no noroeste fluminense, confirmou hoje (4) a morte de uma pessoa por febre amarela. A vítima, cujo nome não foi divulgado, é um homem de 33 anos que morreu em 26 de fevereiro.

Segundo nota do órgão, exames coletados durante a internação e liberados ontem (3) pelo Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen) confirmaram como causa da morte a febre amarela.

Na nota, o secretário municipal de Saúde de Itaperuna,  Alexandre Martins, tranquiliza a população da cidade informando que, no momento, não existe nenhum caso suspeito da doença na cidade.


*Estagiário sob supervisão de Lílian Beraldo

Compartilhar:    

Produção industrial sobe 0,1% em fevereiro e acumula alta de 0,3% no bimestre

ter, 04/04/2017 - 09:37

Indústria fechou o primeiro bimestre com alta acumulada de 0,3%     Agência Brasil

A produção industrial brasileira ficou praticamente estagnada em fevereiro ao crescer 0,1% frente a janeiro, na série livre de influências sazonais, revertendo uma queda de 0,2% de janeiro. Com a ligeira alta, a indústria fechou o primeiro bimestre com alta acumulada de 0,3%.

Os dados foram divulgados hoje (4), no Rio de Janeiro, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal Produção Física Brasil (PIM – Brasil).

Eles indicam que, na série sem ajuste sazonal, no confronto com igual mês do ano anterior, a indústria teve queda de 0,8% em fevereiro, após avançar 1,4% em janeiro último. Neste caso, interrompendo 34 meses consecutivos de resultados negativos nesse tipo de comparação.

Recuo de 4,8%

Com o resultado de fevereiro, a taxa anualizada, indicador acumulado nos últimos doze meses, fechou o mês passado com recuo de 4,8% frente aos quatro meses imediatamente anteriores e manteve a redução no ritmo de queda iniciada em junho de 2016 (-9,7%).

O ligeiro aumento verificado em fevereiro reflete crescimento em três das quatro grandes categorias de uso e em 13 dos 24 ramos da indústria pesquisados pelo IBGE.

Compartilhar:    

Começa sessão do TSE que vai julgar cassação da chapa Dilma-Temer

ter, 04/04/2017 - 09:31

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começou com meia hora de atraso o julgamento da ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições presidenciais de 2014. Apesar da estrutura montada pelo TSE acomodar cerca de 600 pessoas que quisessem acompanhar o julgamento, menos de um terço das cadeiras do tribunal estão ocupadas.

A sessão vai começar com a leitura do relatório, o resumo de toda a tramitação do processo, pelo relator, ministro Herman Benjamin. Em seguida, o presidente do TSE, Gilmar Mendes, passará a palavra aos advogados da ex-presidenta Dilma Rousseff, do presidente Michel Temer e do PSDB. Neste momento, os advogados de Dilma e Temer apresentam questões de ordem.

Nos bastidores do tribunal, a suspensão do julgamento por um pedido de vista ou para a concessão de mais prazo para alegações finais das defesas é dada como certa.

Processo

Mesmo com o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, o processo continuou e pode terminar com a convocação de eleições indiretas, presididas pelo Congresso, caso a chapa seja cassada.

Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidenta Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas e por unanimidade no TSE. No entanto, o processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação, por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Lava Jato. Segundo entendimento do TSE, a prestação contábil da presidenta e do vice-presidente é julgada em conjunto.

A campanha de Dilma Rousseff nega qualquer irregularidade e sustenta que todo o processo de contratação das empresas e de distribuição dos produtos foi documentado e monitorado. A defesa do presidente Michel Temer sustenta que a campanha eleitoral do PMDB não tem relação com os pagamentos suspeitos. De acordo com os advogados, não se tem conhecimento de qualquer irregularidade no pagamento dos serviços.

Compartilhar:    

PRF restringe trânsito de veículos de carga em feriados

ter, 04/04/2017 - 09:26

Portaria publicada hoje (4) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) restringe o trânsito de veículo de cargas nas rodovias federais durante os feriados de 2017. A medida não valerá para os estados do Acre, Amazonas e Roraima. Em Rondônia, só haverá restrição de circulação no período da Operação Fim de Ano.

De acordo com a portaria publicada no Diário Oficial da União, a restrição abrangerá apenas trechos rodoviários de pista simples.

Os veículos de carga que descumprirem a determinação cometerão infração de trânsito e só poderão seguir a viagem após o término do horário de restrição.

A superintendência regional da PRF poderá flexibilizar a restrição em trechos e horários específicos, desde que com base em “fundamentos fáticos e técnicos”, e tendo comunicado a Coordenação-Geral de Operações.

Clique aqui para ver os horários e os feriados em que haverá restrição para a circulação dos veículos de carga.
 

Compartilhar:    

Acompanhe ao vivo o julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE

ter, 04/04/2017 - 09:25

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa a julgar, às 9h, a ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições presidenciais de 2014. O julgamento é considerado o mais importante da história do tribunal. Mesmo com o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, o processo continuou e pode terminar com a convocação de eleições indiretas, presididas pelo Congresso, caso a chapa seja cassada.

Acompanhe ao vivo o julgamento, transmitido pela TV Justiça: 

Siga os principais momentos do julgamento da chapa Dilma-Temer no TSE: 

Compartilhar:    

IPC-S sobe em seis capitais entre fevereiro e março

ter, 04/04/2017 - 08:36

A maior alta de preços ocorreu no Rio de Janeiro: 0,48 ponto percentual, ao passar de 0,27% em fevereiro para 0,75% em março     EBC

A inflação, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S), aumentou em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV), entre fevereiro e março. A maior alta foi observada no Rio de Janeiro: 0,48 ponto percentual, ao crescer de 0,27% em fevereiro para 0,75% em março.

Outras cinco capitais com alta na taxa foram Recife (0,35 ponto percentual, indo de 0,19% para 0,54%), Belo Horizonte (0,27 ponto percentual, ao passar de 0,22% para 0,49%), Brasília (0,22 ponto percentual, ao passar de 0,16% para 0,38%), São Paulo (0,09 ponto percentual, de 0,22% para 0,31%) e Porto Alegre (0,07 ponto percentual, de 0,45% para 0,52%).

A única capital com queda na taxa entre fevereiro e março foi Salvador, onde a inflação recuou 0,31 ponto percentual, caindo de 0,64% para 0,33%.

Compartilhar:    

Inflação em São Paulo fecha março com alta de 0,38%

ter, 04/04/2017 - 08:14


O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), medido pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), na cidade de São Paulo, fechou março com alta de 0,14%, revertendo o recuo de fevereiro (-0,08%). No acumulado do ano, a taxa aponta um aumento de 0,38% e, nos últimos 12 meses, de 3,56%. Apesar da elevação, o resultado ainda é de desaceleração no período acumulado de um ano, já que em fevereiro a taxa tinha atingido 4,43%.

Dos sete grupos pesquisados, o de alimentação foi o que mais empurrou o índice para cima ao passar de uma queda de 0,69%, no encerramento de fevereiro, para uma alta de 0,34%. Além disso, em transportes, diminuiu a intensidade de queda indo de -0,49% para -0,17% e, em saúde, os preços avançaram de 0,69% para 0,72%.

Moradia sobe

A alimentação puxou a inflação para cima ao passar de uma queda de 0,69% em fevereiro para uma alta de 0,34% em março          Agência Brasil

No grupo habitação, o índice atingiu alta de 0,19%, indicando uma redução no ritmo de correção, pois em fevereiro, a taxa havia tido elevação de 0,36%. Mesmo assim, o grupo foi o terceiro que mais pesou no orçamento doméstico, depois de alimentação e transportes.

Em despesas pessoais, foi constatado aumento de 0,17% ante uma queda de 0,13%. Já no grupo vestuário, como é tradicional nesta época do ano, ocorreu um movimento de recuperação de preços com a taxa passando de -0,42% para -0,04%. E, em educação, o índice atingiu alta de 0,06% ante 0,13%.

Compartilhar:    

Sobe para 58 total de mortos em suposto bombardeio com gases na Síria

ter, 04/04/2017 - 07:33

Pelo menos 58 pessoas morreram hoje (4), entre elas 11 menores, e dezenas ficaram feridas em um suposto bombardeio químico na cidade de Jan Shijun, na província de Idlib, na Síria, segundo o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

Citando fontes médicas e ativistas, o observatório disse que alguns dos feridos por este ataque perpetrado por aviões não identificados apresentavam sintomas de asfixia, vômitos e dificuldades de respiração. As informações são da agência de notícias EFE.

Compartilhar:    

TSE começa a julgar ação que pede a cassação da chapa Dilma-Temer

ter, 04/04/2017 - 06:00

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) começa a julgar, às 9h, a ação em que o PSDB pede a cassação da chapa Dilma-Temer, vencedora das eleições presidenciais de 2014. O julgamento é considerado o mais importante da história do tribunal.

Mesmo com o impeachment da presidenta Dilma Rousseff, o processo continuou e pode terminar com a convocação de eleições indiretas, presididas pelo Congresso, caso a chapa seja cassada. O rito será o mesmo utilizado na análise de outros processos, e a suspensão do julgamento por um pedido de vista ou para a concessão mais prazo para a defesa se manifestar não está descartado.

A sessão começará com a leitura do relatório, o resumo de toda a tramitação do processo, pelo relator, ministro Herman Benjamin. Em seguida, o presidente do TSE, Gilmar Mendes, passará a palavra aos advogados da ex-presidenta Dilma Rousseff, do presidente Michel Temer e do PSDB. Após as argumentações das defesas, o representante do Ministério Público Eleitoral (MPE) apresentará parecer pela cassação da chapa, conforme adiantado na semana passada pela imprensa.

Após todas as manifestações, a palavra volta para o relator, que deverá analisar questões preliminares apresentadas pelos advogados antes de proferir o voto. O ministro deverá se pronunciar sobre a aceitação da cassação e se as contas de Temer podem ser julgadas separadamente, conforme pretende a defesa. Em seguida, votam os ministros Napoleão Nunes Maia, Henrique Neves, Luciana Lóssio, Rosa Weber, Luiz Fux e o presidente, Gilmar Mendes.

Em caso da cassação da chapa, o TSE deverá decidir se eleições indiretas serão convocadas pelo Congresso. Ao decidir eventualmente pela cassação, o presidente poderá continuar com os direitos políticos, ao contrário de Dilma, que ficará inelegível por oito anos, por ser a mandatária da chapa.

Processo

Após o resultado das eleições de 2014, o PSDB entrou com a ação e o TSE começou a julgar suspeitas de irregularidades nos repasses a gráficas que prestaram serviços para a campanha eleitoral. Recentemente, Herman Benjamin decidiu colocar no processo os depoimentos dos delatores ligados à empreiteira Odebrecht, investigados na Operação Lava Jato. Os delatores relataram que fizeram repasses ilegais para a campanha presidencial.

Em dezembro de 2014, as contas da campanha da então presidenta Dilma Rousseff e de seu vice, Michel Temer, foram aprovadas com ressalvas e por unanimidade no TSE. No entanto, o processo foi reaberto porque o PSDB questionou a aprovação, por entender que há irregularidades nas prestações de contas apresentadas por Dilma, que teria recebido recursos do esquema de corrupção investigado na Lava Jato. Segundo entendimento do TSE, a prestação contábil da presidenta e do vice-presidente é julgada em conjunto.

A campanha de Dilma Rousseff nega qualquer irregularidade e sustenta que todo o processo de contratação das empresas e de distribuição dos produtos foi documentado e monitorado. A defesa do presidente Michel Temer sustenta que a campanha eleitoral do PMDB não tem relação com os pagamentos suspeitos. De acordo com os advogados, não se tem conhecimento de qualquer irregularidade no pagamento dos serviços.

Composição do TSE

O TSE é formado por sete ministros, dois oriundos do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes e Luiz Fux; dois do Superior Tribunal de Justiça, Herman Benjamin e Napoleão Nunes Maia Filho; e dois da advocacia, Luciana Lóssio e Henrique Neves. Nos próximos dois meses, termina o mandato de Neves e Luciana, que serão substituídos. O presidente Michel Temer já indicou para ocupar a vaga de Henrique Neves o advogado Admar Gonzaga, mais votado na lista tríplice enviada pelo STF.

Compartilhar:    

Em evento com rei da Suécia, Temer destaca reformas e investimentos no Brasil

seg, 03/04/2017 - 23:33

O presidente Michel Temer encerrou, na noite de hoje (3), o Fórum de Líderes Empresariais Brasil-Suécia, no Palácio dos Bandeirantes em São Paulo, que teve a presença do rei Carlos XVI Gustavo e da rainha Silvia, da Suécia, além do governador paulista Geraldo Alckmin. Temer ressaltou a importância da parceria entre os dois países, especialmente no Projeto Gripen – que inclui compra de caças suecos e transferência de tecnologia –, e elencou as ações de seu governo que têm o objetivo de superar a crise econômica no Brasil.

O Presidente Michel Temer participou do encerramento do Conselho Empresarial Brasil-Suécia e disse que suas ações são fruto de amplo diálogo Beto Barata/PR

Dirigindo-se ao rei da Suécia, o presidente disse que suas ações são fruto de amplo diálogo. “Como tudo aquilo era uma crise de raiz fiscal, concebemos e temos implementado, na base de muito diálogo, reformas ambiciosas, reformas que não são fáceis, mas que são há muito necessárias e que agora se tornaram inadiáveis”.

Temer diz que atualmente o governo está engajado na reforma de um sistema previdenciário que está em descompasso com a realidade demográfica brasileira “Se nada fizermos, dentro de poucos anos [a Previdência] estará na verdade em péssima situação”, disse. “Na sexta-feira [31], nós sancionamos um projeto que autoriza as terceirizações sem prejudicar os trabalhadores. Esse é um dado importante, porque há mais de 20 anos se falava nisso no Brasil e jamais se levava adiante. Eu dou o exemplo para revelar, digamos, a quase ousadia que estamos tendo na condução dos negócios governativos do nosso Brasil”.

Reforma trabalhista

Sobre a reforma trabalhista, o presidente disse que é resultado de uma interação entre os setores empresarial e dos trabalhadores. “Estamos fazendo tudo pacificamente, sem embargo de uma outra natural objeção, isso é mais do que natural, mas o fato é que isso está sendo feito de acordo com o diálogo feito entre empresários e empregadores”.

O presidente disse que, como resultado de suas ações, a inflação está sob controle e que fechará o ano abaixo do centro da meta, que é 4,5%. “Ainda hoje, falava com o presidente Ilan [Goldfajn], do Banco Central, estamos com 4,8[%] neste mês e neste dia. A significar, portanto, que até o final do ano estaremos muito abaixo do centro da meta”. Com isso, segundo Temer, há novamente a confiança dos investidores e dos consumidores, porque junto com queda da inflação, vem a queda das taxas de juros.

Brasil-Suécia

O Rei Carlos XVI Gustavo e o presidente Michel Temer durante o encerramento do Conselho Empresarial Brasil-Suécia Beto Barata/PR

Para o presidente, o Fórum de Líderes Empresariais Brasil-Suécia é peça importante na parceria estratégica entre os dois países. “Do diálogo aqui verificado, emanarão ideias, que se traduzirão em projetos e projetos que se converterão em bons negócios para os brasileiros e para os suecos”.

“São mais de 200 empresas suecas no nosso país, mas nós queremos mais. O que já construímos pode e deve inspirar novos avanços. Nosso comércio tem espaço para crescer. Os investimentos de lado a lado tem potencial de expansão. Confiamos que os empresários brasileiros e suecos saberão explorar as oportunidades que se abrem com a determinação que é seu traço distintivo”, disse Temer.

O presidente defendeu que o Brasil é boa opção para investimentos. “Os empreendedores suecos que investirem no Brasil têm absoluta convicção que nós estamos acertando as contas públicas, estamos pacificando o país, precisamente para incentivar investimento nacional e, naturalmente, investimento estrangeiro”.

Rei sueco

O rei Carlos XVI Gustavo ressaltou a parceria no Projeto Gripen e a possibilidade de novos negócios. “A Suécia e o Brasil têm relações econômicas de comércio desde o final do século 19. Mais recentemente essa relação se fortaleceu através da parceria estratégica do Projeto Gripen. No entanto, como as discussões da tarde de hoje mostraram, existe de fato um potencial para o desenvolvimento ainda maior de nossas trocas e colaborações”.

Amanhã, o rei sueco participará do Fórum Global da Criança. “O fórum vai destacar como as empresas, através do apoio aos direitos das crianças, podem impulsionar esse progresso econômico e social. Nós falamos frequentemente de responsabilidade social corporativa, mas quando falamos de crianças isso não é apenas uma responsabilidade, mas também uma oportunidade. Quando há investimento nas crianças, em saúde e educação, também há investimento no futuro do seu negócio”.

Após o encerramento do evento, o governador de São Paulo ofereceu um jantar oferecido ao rei e à rainha da Suécia. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso também estava presente no fórum.

Compartilhar:    

Carne Fraca: unidades com “sinal verde” após auditoria pedem ajuda do governo

seg, 03/04/2017 - 22:41

Duas semanas após serem incluídos na lista dos 21 frigoríficos investigados na Operação Carne Fraca, os estabelecimentos liberados da suspensão temporária temem uma retomada lenta das vendas e pedem que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) atue na publicidade de que as auditorias foram feitas regularmente. Das três unidades cujo “sinal verde” foi dado pelo governo federal na última sexta-feira (31), uma não é frigorífico.

Trata-se da Breyer & Cia Ltda, que atua no processamento de mel e cera de abelha, tendo como destino da maior parte de sua produção o mercado externo. Segundo o ministério, em tabela na qual detalha as 21 empresas que tiveram suspendido seus registros de exportação, o entreposto de produtos apícolas estava na lista por suspeitas de “corrupção”.

De acordo com o ministério, as três unidades foram liberadas porque durante as auditorias “não foram constatadas irregularidades que pudessem ameaçar a saúde humana ou fraudes econômicas”. “Assim, de 21 estabelecimentos submetidos à inspeção de força-tarefa do Mapa, restam 18, sendo seis interditados com produção interrompida”, informou o órgão.

Estados Unidos, Alemanha, Espanha, Reino Unido, Canadá, França, China e Japão fazem parte da lista dos importadores da Breyer, que fica em União da Vitória (PR) e se considera de pequeno porte. Para Daniel Breyer, o tamanho da companhia foi justamente o que pode ter motivado as investigações. Ele explica que, assim como em pequenos laticínios, o Ministério da Agricultura não tem estrutura para destacar um fiscal agropecuário apenas para esses estabelecimentos. O que faz, segundo Breyer, com que os funcionários da empresa tenham que entrar em contato com os agentes do governo para combinar as inspeções.

“Em um dos diálogos gravados, o fiscal pede por dois frascos de mel porque o dele acabou, mas o fiscal era cliente e paga pelo produto. A Polícia Federal, por certo, entendeu que era um codinome”, justificou Daniel Breyer, alegando danos aos lucros da empresa. Segundo ele, 80 toneladas de mel que deveriam ter sido exportadas há 15 dias ainda não saíram do país.“Houve quebra de contrato por parte de alguns clientes. A gente não consegue mensurar o prejuízo porque não sabemos ainda como será depois da comunicação [de que o estabelecimento está liberado]”.

O diretor administrativo da empresa informa que as autoridades do ministério fizeram uma auditoria nos dias 21 e 22 de março, em que verificaram que a unidade cumpre regularmente os critérios sanitários. De acordo com ele, o comunicado solicitado pela Breyer ao governo brasileiro destinado ao Brasil e ao exterior ainda não foi feito.

“Um dos clientes da França, por exemplo, entrou em contato dizendo que como nós estávamos com exportação suspensa, eles suspenderiam o contrato. Não sabemos se vai retomar. Vai depender da eficiência do governo brasileiro em esclarecer. A comunicação que o governo brasileiro fez ao suspender [a exportação] tem que ser a mesma ao dizer que está tudo OK. Esses esclarecimentos não foram feitos ainda. Não ouvimos repercussões dos clientes de que o país deles recebeu informação no sentido da qualidade do mel”, disse à Agência Brasil.

Confiança

Nesta segunda-feira (4), a União Europeia pediu que o governo brasileiro restaure a confiança dos consumidores, garantindo a credibilidade e independência dos controles de saúde do país. Durante uma reunião, os representantes do bloco disseram que querem “mais informações” do Brasil para tranquilizar os consumidores.

João Francisco Monteiro Sampaio, advogado da FrigoSantos, situada em Campo Magro (PR), também pede uma notificação formal de que o estabelecimento está liberado. Apesar de não vender no mercado externo as carnes suínas que produz, Sampaio diz que a produção de aproximadamente 150 toneladas por mês caiu cerca de 70%.

“A produção foi reduzida, alguns clientes suspenderam o pedido. Fizemos pedido no ministério e até hoje não recebemos um documento oficial falando se a gente está ou não na operação”, relata. De acordo com o advogado do frigorífico, a empresa desconhece as razões de ter sido incluída na lista, que, segundo as investigações, seriam “irregularidades em apuração”.

“Prejudicou muito, porque tivemos um dos principais clientes suspendendo pedidos e inclusive recolhendo os nossos produtos. Acho que as autoridades foram infelizes no jeito de colocar-nos naquela lista. Não tinha motivo nenhum para isso”, defende Sampaio. Segundo ele, os mercados que compram a carne do FrigoSantos são localizados no Paraná (em especial, na Região Metropolitana de Curitiba) e em Santa Catarina.

A Agência Brasil buscou contato com o frigorífico Argus, a terceira empresa que teve o registro de exportação liberada, mas não obteve resposta até o fechamento da reportagem. Localizada em São José dos Pinhais, a unidade é investigada pelo suposto “uso de senha de servidor do Mapa pelo funcionário da empresa”.

Nesta segunda-feira, durante evento no interior de Goiás, o ministro Blairo Maggi voltou a defender o caráter técnico das decisões. “Estamos tomando todas as providências e assim que resolver, vamos liberar, mas teremos certeza de que nada vai ficar sem olhar e sem dar um parecer técnico. Não tem nesse momento discussão política para os problemas que aqui se apresentaram. Neste momento, temos que ter posições técnicas”.


*Com informações da Agência EFE

 

Compartilhar:    

Relator da PEC da Previdência não pretende mudar idade mínima para aposentadoria

seg, 03/04/2017 - 22:04

O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/16, que trata da Reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA), defendeu a idade mínima de 65 anos para aposentadoria, tanto para homens quanto para mulheres. Para ele, essa é uma questão fechada. “Eu continuo com essa ideia fixa em relação à idade mínima. Se não tiver a idade mínima, não há porque fazer a PEC. Eu, por exemplo, posso antecipar: eu não pretendo mudar isso no meu relatório”, disse.

Arthur Maia esteve hoje (3) no Palácio do Planalto conversando com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, e parlamentares da base do governo sobre a reforma. O deputado disse que deve concluir o relatório até quarta-feira da semana que vem, quando o submeterá à comissão, presidida por Carlos Marun (PMDB-MS).

Ao conversar com jornalistas na saída da reunião, o relator inicialmente disse que a idade mínima para aposentadoria, no caso dos homens, era algo definido. Mas, ao ser questionado sobre a proposta de ter a mesma idade para as mulheres, Arthur Maia disse que vai ouvir as bancadas, embora entenda que não deva haver diferenciação de gênero nos requisitos para requerer o benefício.

Agora, a tarefa do relator é ouvir os partidos da base aliada para saber se ainda há pontos da PEC que encontram resistência. A ideia, segundo ele, é fazer do relatório um documento que reflita o pensamento da base aliada de Temer. “Esse relatório vai ser da base do governo. Todos estaremos comprometidos com esse relatório”, afirmou.

Para reforçar esse propósito, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) vai indicar três senadores que conversarão com Arthur Maia sobre o relatório. Eles serão responsáveis por levar o entendimento da base no Senado para a proposta.

Além de conversar com os aliados, o relator também disse estar disposto a dialogar com a oposição. Mas, segundo ele, o único partido de fora da base que o procurou foi o PSOL, por meio do deputado Ivan Valente (SP). “Eu irei a todos aqueles que me procurarem. O deputado Ivan Valente manifestou o desejo de que eu vá à bancada do PSOL. Irei a toda bancada que me convidar”.

Compartilhar:    

Estoque de vacina da febre amarela no Rio termina esta semana, diz secretário

seg, 03/04/2017 - 21:46

O estoque de 250 mil doses da vacina contra febre amarela no município do Rio de Janeiro deve durar até quinta (6) ou sexta-feira (7), segundo estimativa do secretário municipal de Saúde, Carlos Eduardo de Mattos. Até lá, o gestor espera receber um novo lote do Ministério da Saúde para não interromper a imunização em 233 Unidades Básicas de Saúde da cidade.

“A demanda é muito grande no território nacional e temos que vacinar de acordo com o número de vacinas que recebemos”, disse. A média diária de imunizações na capital fluminense é de 40 mil pessoas. No sábado (1º), o município fez um Dia D de vacinação e 25 mil pessoas receberam a dose.

Longas filas se formam em frente aos postos de saúde do Rio de Janeiro para a vacinação contra a febre amarela Tânia Rêgo/Arquivo/Agência Brasil

Segundo Mattos, o programa de vacinação contra a febre amarela no Rio só terminará no fim do ano ou até que toda a população esteja imunizada. Até agora, a cidade não registrou nenhum caso da doença. “A vacinação que é feita no Rio de Janeiro é preventiva, pelo fato, de não haver um caso na cidade ainda notificado.”

De acordo com o secretário, não há, até o momento, recomendação para fracionar as doses com o objetivo de atender a mais pessoas. “Neste momento não recebemos nenhuma informação sobre a possibilidade de fracionamento, mas estamos atentos. Estamos vacinando normalmente de acordo com a disponibilidade de vacinas.”

Desde janeiro, 738.791 mil doses da vacina contra a febre amarela foram distribuídas no município do Rio de Janeiro, que também recebe usuários de outras cidades da região metropolitana da capital.

Macacos

No sábado (1º), um sagui foi encontrado morto na Rua Magalhães Couto, no Méier, zona norte do Rio. O animal foi recolhido pela equipe de zoonoses da Vigilância Sanitária Municipal e encaminhado para análise no Instituto Municipal de Medicina Veterinária Jorge Vaitsman, para verificar se estava infectado com a febre amarela.

Depois que o exame for concluído, o resultado será encaminhado à Secretaria de Estado de Saúde do Rio. De acordo com o órgão, até agora foram confirmados apenas dois casos de febre amarela em macacos no estado: um em São Sebastião do Alto, na Região Serrana, e o outro em Campos dos Goytacazes, no norte fluminense.

Números

A Subsecretaria de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro contabiliza até agora nove casos de febre amarela em humanos: sete em Casimiro de Abreu, da Baixada Litorânea do Rio, onde houve uma morte; um caso em São Fidélis, no norte fluminense; e um de um morador de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, que contraiu a doença durante uma viagem a Casimiro de Abreu.

Morte em Silva Jardim

Os dados da secretaria estadual não incluem a morte de um homem de 69 anos, do município de Silva Jardim. De acordo com o órgão, ainda não há confirmação se o aposentado morreu por efeito adverso à vacina ou se realmente estava infectado com a doença.

Após tomar a vacina e apresentar complicações, o homem foi atendido em Silva Jardim e em seguida transferido para um hospital em Niterói. Ele morreu na última quinta-feira (30). Uma amostra de sangue do paciente foi encaminhada para o Laboratório Central Noel Nutels do Rio de Janeiro (Lacen-RJ) para análise.

Em resultado preliminar, ficou comprovado que o aposentado não tinha dengue, zika ou chikungunya, mas apontou diagnóstico positivo para febre amarela. Agora, segundo a secretária de Saúde e Assistência Social de Silva Jardim, Tereza Fernandes, um exame feito pela Fundação Oswaldo Cruz poderá identificar se o vírus era vacinal ou silvestre. O resultado deve ser ivulgado no fim da próxima semana.

Tereza Fernandes disse à Agência Brasil que o aposentado recebeu autorização médica para tomar a vacina. Segundo ela, todos os pacientes com mais de 60 anos, lúcidos e sem restrição apontada em prontuário do Programa de Estratégia de Saúde da Família estão sendo vacinados no município.

Duque de Caxias

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, uma moradora do bairro de Campos Elíseos foi atendida ontem (2) com sintomas comuns a várias enfermidades, inclusive febre amarela. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a mulher foi internada no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Estadual Adão Pereira Nunes para avaliação e acompanhamento. “A paciente foi submetida a uma tomografia computadorizada e exame de sangue. O material coletado foi encaminhado para o Laboratório Central Noel Nutels e levará sete dias para a conclusão da análise.”

Embora ainda não haja confirmação para febre amarela, a prefeitura de Duque de Caxias informou que intensificará preventivamente a vacinação na região e as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti.

Informações

Para esclarecer a população sobre a febre amarela, a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro lançou nesta segunda-feira um canal de informação na internet, no endereço febreamarelarj.com.br. No site é possível tirar dúvidas, avaliar dados e ter explicações técnicas sobre a doença, como vacinação e contraindicações. Também será publicado no canal o boletim epidemiológico divulgado diariamente à imprensa. O site pode se acessado em computadores e smartphones.

De acordo com a secretaria, dos 92 municípios do estado, 44 já receberam vacinas em quantidade suficiente para vacinar 100% de seu público-alvo: Aperibé, Areal, Bom Jardim, Bom Jesus do Itabapoana, Cachoeiras do Macacu, Cambuci, Cantagalo, Carapebus, Cardoso Moreira, Carmo, Casimiro de Abreu, Comendador Levy Gasparian, Conceição de Macabu, Cordeiro, Duas Barras, Engenheiro Paulo de Frontin, Guapimirim, Italva, Itaocara, Itatiaia, Laje do Muriaé, Macuco, Miguel Pereira, Miracema, Natividade, Paty do Alferes, Porciúncula, Quatis, Quissamã, Rio Bonito, Rio das Flores, Rio das Ostras, Santa Maria Madalena, Santo Antônio de Pádua, São Fidélis, São João da Barra, São José de Ubá, São José do Vale do Rio Preto, São Sebastião do Alto, Sapucaia, Silva Jardim, Sumidouro, Trajano de Moraes e Varre-Sai.

Compartilhar:    

Não há registro de brasileiros entre vítimas de explosões em São Petersburgo

seg, 03/04/2017 - 21:35

O Ministério de Relações Exteriores informou na noite de hoje (3) que não há registro de brasileiros entre as vítimas das explosões ocorridas nesta segunda-feira no metrô de São Petersburgo, que deixou dez mortos o e cerca de 30 feridos.

Em nota, o Itamaraty afirmou que o governo brasileiro recebeu a noticia “com consternação” e que o núcleo de assistência a brasileiros está à disposição para informações e esclarecimentos. No documento, o ministério transmitiu condolências aos familiares das vítimas e manifestou solidariedade ao povo e ao governo Russo.

Maquinista

Horas depois do atentado, autoridades russas informaram que o metrô prosseguiu até estação após a explosão. De acordo com informações da Agência EFE, o maquinista do metrô de São Petersburgo não parou a composição até chegar à próxima estação. A medida ajudou a remover os feridos e a salvar vidas, disseram os investigadores.

"O maquinista do trem onde aconteceu a explosão em um dos vagões agiu com sensatez em uma situação complicada. A explosão ocorreu entre duas estações, mas ele tomou a decisão absolutamente correta de não parar o comboio até chegar à próxima estação", afirmou a porta-voz do Comitê de Instrução russo, Svetlana Petrenko. "Isto permitiu iniciar a remoção das pessoas imediatamente e ajudar os feridos", acrescentou a porta-voz.

Segundo os dados oficiais do Ministério da Saúde da Rússia, o número de mortos no atentado é de dez pessoas. Desse total de vítimas, sete morreram no local da explosão, outra pessoa morreu na ambulância e outras duas já no hospital. Os feridos foram transferidos para hospitais, dos quais seis se encontram em estado grave.

Inicialmente, informações indicavam que tinham ocorrido duas explosões, mas o Comitê Nacional Antiterrorista (CNA) assegurou que a única explosão ocorreu por volta das 15h (horário local) entre duas paradas do metrô, perto da estação central de "Tekhnologichesky Institut".

Além disso, outra bomba caseira foi desativada pela polícia especializada na estação do metrô de "Ploschad Vasstania".

ONU condena ataque

O secretário-geral das Nações Unidas (ONU), o português António Guterres, condenou o atentado no metrô de São Petersburgo. Guterres também ofereceu suas condolências às famílias das vítimas, ao governo e ao povo russo, segundo seu porta-voz, Stéphane Dujarric, em um breve comunicado. "Os responsáveis deste ato abominável devem prestar contas", ressaltou o chefe das Nações Unidas.

*Com informações da Agência EFE

Compartilhar:    

Mostras no Brasil aparecem em ranking de exposições mais visitadas do mundo

seg, 03/04/2017 - 21:27

Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), no Rio de JaneiroTomaz Silva/Agência Brasil

Duas instituições culturais brasileiras aparecem no ranking de 2016 da revista The Art Newspaper entre as que receberam as exposições de arte mais visitadas do mundo. Quatro das mostras mais visitadas do ano passado foram exibidas pelas unidade dos Centros Culturais Banco do Brasil (CCBBs). A outra instituição nacional que aparece na lista é o Instituto Tomie Ohtake, de São Paulo.

A mostra O Triunfo da cor. O pós-impressionismo: obras-primas do Musée d’Orsay e do Musée de l’Orangerie ficou em primeiro lugar, com uma média diária de 9,7 mil visitantes durante a sua temporada no CCBB Rio de Janeiro, de julho a outubro. Já a exposição ComCiência – Patricia Piccinini ficou na segunda colocação e foi vista por 8.340 pessoas diariamente, também no Rio, de abril a junho de 2016. Na terceira posição, Castelo Rá-Tim-Bum – a exposição, foi visitada por 8.288 pessoas entre outubro de 2015 e janeiro de 2016, também na capital fluminense.

A outra instituição brasileira que figura no ranking das dez mostras mais visitadas segundo a revista britânica é o Instituto Tomie Ohtake, de São Paulo. No cômputo geral, o espaço cultural paulista ficou em sexto lugar, com a exposição sobre a pintora mexicana Frida Kahlo, com 592.854 visitantes, entre setembro de 2015 e junho de 2016.

As mostras também ocuparam a liderança dos rankings específicos da The Art Newspaper. O Triunfo da Cor liderou a categoria Pós-Impressionistas e Modernos, ficando à frente de mostras sobre Van Gogh e Salvador Dalí, por exemplo, que foram realizadas em Nova York, Tóquio e Chicago. A exposição sobre Frida Kahlo no Tomie Ohtake aparece em quarto lugar na mesma categoria. Já Iberê Camargo ficou em 10º lugar nesse ranking, pela sua temporada no CCBB Brasília.

No ranking das mostras de Arte Contemporânea, a liderança ficou com o CCBB do Rio, pela exposição ComCiência, da australiana Patricia Piccinini. Castelo Rá-Tim-Bum, também no CCBB Rio, aparece em primeiro lugar no ranking das exposições temáticas, deixando para trás mostras exibidas no The Royal Academy of Arts, de Londres, no Whitney Museum e no Guggenheim, ambos de Nova York.


 

Compartilhar:    

Governo da Colômbia declara emergência social e econômica em Mocoa

seg, 03/04/2017 - 21:04

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, declarou hoje (3) emergência econômica, social e ecológica na cidade de Mocoa, atingida por um deslizamento que deixou pelo menos 262 mortos. Santos designou o ministro da Defesa, Luis Carlos Villegas, como gerente da reconstrução. As informações são da  agência de notícias EFE.

No encerramento de um conselho de ministros, o presidente colombiano anunciou que a medida foi tomada para poder iniciar as remodelações, mudar o orçamento e adotar as medidas necessárias para atender às necessidades após o desastre.

A emergência natural no Sul da Colômbia foi ocasionada pelo transbordamento dos rios Mocoa, Sangoyaco e Mulatos, que passam pela cidade e que fora de seu leito arrasaram vários bairros em consequência das forte chuvas que caíram na noite de sexta-feira (31).

A declaração da emergência social e econômica, consagrada na Constituição colombiana, permite ao governo realizar contratações diretas e simplificar outros passos para atender as vítimas da catástrofe.

Santos informou que, no conselho de ministros, foi decidido também a transferência de US$ 13,9 milhões do fundo ministerial para a Unidade de Gestão de Risco, de modo a "atender as prioridades em matéria humanitária".

O presidente disse ainda que designou Villegas, que seguirá à frente do Ministério da Defesa, como gerente dos trabalhos de reconstrução devido a sua experiência como presidente do Conselho Diretor do Fundo para a Reconstrução do Eixo Cafeicultor (Forec).

Em 25 de janeiro de 1999, um terremoto de 6,2 graus atingiu 28 centros urbanos de cinco departamentos e deixou 1.185 mortos, 8.523 feridos, 731 desaparecidos e 1,53 milhão de desabrigados.

O presidente também detalhou que as tarefas de reconstrução de Mocoa incluem a construção de um aqueduto, um hospital e novas casas para as pessoas desabrigadas.

Além disso, será elaborado um plano de manejo de energia para Mocoa e Putumayo. "A reconstrução já começou", acrescentou Santos.

Compartilhar:    

Mendes diz que não há prazo para conclusão de julgamento da chapa Dilma-Temer

seg, 03/04/2017 - 20:56

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, disse hoje (3) que não há prazo para a conclusão do julgamento do pedido de cassação da chapa Dilma-Temer e que a corte é “cautelosa” em ações deste tipo.

O julgamento começa amanhã (4) às 9h e, inicialmente, estão previstas quatro sessões do tribunal para análise do caso.

“Em geral, o tribunal é muito cauteloso nessas questões. Veja que nós temos outros processos, mais dois processos de cassação de governadores, e os relatores que se debruçaram sobre o tema trouxeram seu voto, que é o caso do Tocantins, e é o caso do Amazonas e, em seguida houve pedido de vista”, disse o ministro antes de participar de uma aula inaugural na Faculdade de Direito do Instituto de Direito Público de São Paulo.

Segundo Gilmar Mendes, eventuais pedidos de vista no processo que investiga a chapa Dilma-Temer serão analisados durante o julgamento. “Isto terá de ser analisado tendo em vista a realidade. Certamente, todos se apressam. Em geral, não há pedido de vistas a perder de vista, mas nós estamos falando de um relatório de 1.086 páginas, de um processo de dezenas de milhares, estamos falando de um processo complexo”, disse o presidente do TSE.

Segundo Gilmar Mendes, até agora apenas o relator do processo no TSE, ministro Herman Benjamin, debruçou-se com profundidade sobre o caso. “Agora que o tribunal passa a fazer uma análise mais cuidadosa de todo o tema com todas as suas implicações.”

Perguntado se uma eventual cassação da chapa Dilma-Temer poderia gerar impactos negativos na economia e na governabilidade do país, Mendes não quis comentar a possibilidade, mas disse que os juízes irão considerar a repercussão que a decisão poderá ter. “O tribunal, na verdade, faz análise de toda a complexidade do tema, tendo em vista toda a sua repercussão.”

Compartilhar:    

Sobe para 262 o número de mortos nas enchentes na Colômbia

seg, 03/04/2017 - 20:56

Sobe para 262 o número de mortos nas enchentes na Colômbia

Da Agência EFE

O número de mortos nas enchentes que destruíram vários bairros de Mocoa, capital do departamento do Putumayo, no Sul da Colômbia, na madrugada de sábado (1º), subiu para 262, de acordo com a União Nacional para a Gestão do Risco de Desastres (UNGRD). As informações são da agência de notícias EFE.

SEgundo o último relatório das autoridades colombianas, o número de pessoas feridas também é de 262. Elas já foram atendidas e os casos mais graves (68) foram encaminhados a hospitais de Neiva, Popayán e Bogotá.

O Instituto Médico Legal e a Promotoria já iniciaram a liberação de corpos identificados.

"Até o  momento foram realizadas 108 necropsias. Conseguimos identificar 45 pessoas pelas impressões digitais. Entregamos 34 corpos", informou o diretor de Medicina Legal, Carlos Eduardo Valdés.

Segundo o UNGRD, os serviços funerários serão cobertos pelo governo nacional, conforme ordem presidencial.

O desastre natural no Sul da Colômbia foi ocasionado pelo transbordamento dos Rios Mocoa, Sangoyaco e Mulatos, que passam pela cidade e que fora do seu leito arrasaram vários bairros por conta das fortes chuvas que caíram na cidade na noite da última sexta-feira (31).

Compartilhar:    

Blogueiro presta depoimento em São Paulo em processo de ameaça contra Moro

seg, 03/04/2017 - 20:14

O blogueiro Eduardo Guimarães prestou novo depoimento hoje (3) à Polícia Federal na capital paulista, dessa vez pelo processo movido contra ele pelo juiz federal Sérgio Moro por injúria e ameaça. A oitiva de hoje não tem relação com o processo em que o jornalista foi conduzido coercitivamente, há duas semanas, para depor sob a acusação de obstrução da Justiça por vazamento de informação da Operação Lava Jato.

Para a defesa do blogueiro, ao processar Guimarães, Moro confirma que está sob suspeição para julgar o jornalista, ou seja, impossibilitado de analisar o caso com imparcialidade.

“Os casos não guardam relação entre si. A única relação que interessa aqui é demonstrar que as mesmas pessoas figuram como julgador e julgado [em um processo] e, no outro caso, figuram como vítima e supostamente criminoso. É isso que não podemos admitir no Estado de Direito”, disse o advogado Fernando Hideo, defensor de Guimarães.

A denúncia de Moro refere-se a um texto publicado por Guimarães em sua conta no Twitter. De acordo com o blogueiro, a frase usada no processo foi tirada do contexto, sem levar em conta as postagens subsequentes. “Os delírios de um psicopata investido de poder discricionário como Sérgio Moro vão custar seu emprego, sua vida”, diz o texto citado na denúncia. Segundo o jornalista, a expressão “seu emprego, sua vida” refere-se ao interlocutor, o leitor dos tuítes, e não ao juiz, o que, segundo ele, fica claro com a leitura do post anterior, que dava início ao raciocínio: “Cada brasileiro que entusiasma ao ver a derrocada petista não sabe que essa politicagem vai lhe custar caro”, dizia a frase anterior.

“O Twitter tem uma limitação de caracteres, então, se você tem um texto mais longo, tem que fracionar”, disse Hideo. “Foi tirado do contexto de uma forma muito triste”, acrescentou Guimarães.

Segundo o advogado do jornalista, o inquérito será relato por um delegado federal e enviado ao Ministério Público Federal, que poderá dar prosseguimento ou arquivar a ação. “Vamos tomar medidas cabíveis para pedir o desindiciamento”, disse Hideo. O processo tramita na 14ª Vara Federal em Curitiba.

Compartilhar:    

Páginas