Também na Agência Brasil

Subscrever feed Também na Agência Brasil
A Agência Brasil é a agência de notícias da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), que distribui gratuitamente informações de interesse público. As notícias podem ser reproduzidas desde que citada a fonte.
Atualizado: 13 minutos 31 segundos atrás

Rádio Nacional viveu a história do samba; ouça áudio com Ismael Silva

sex, 15/06/2018 - 17:35

Os sambas que apaixonam os agrupamentos e fazem seus integrantes subirem o morro em busca da memória ainda viva dos sambistas da velha guarda foram compostos nas primeiras décadas do século 20, sobretudo o chamado samba batucado, com marcação propiciada pela invenção do instrumento chamado surdo, o que permitiu o surgimento das escolas de samba.

Parte da história do ritmo pode ser contada por meio das transmissões da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, que foi inaugurada em setembro de 1936. “Na época de ensaios das escolas, nas quadras, a Rádio Nacional, a gente dava muita notícia. A rádio cobriu até ensaios nas quadras”, relembrou Alberto Luiz Santos, que desde 1978 trabalha no acervo da rádio, hoje integrada à Empresa Brasil de Comunicação (EBC).

Alberto Santos explica que os arquivos históricos que estão disponíveis na EBC datam, principalmente, a partir das décadas de 1950. “Os materiais que temos dessa época do acetato [do início da rádio] são, algumas coisas, de 1948, 1949, mas poucas coisas. Era um material muito perecível”, explicou.

Um pouco da história da Rádio Nacional foi contada em um especial publicado por ocasião dos seus 80 anos, completados em 2016. Clique aqui para conhecer.

Aqui, o repórter transmite resultado do carnaval de 1949, ano em que a Escola de Samba Império Serrano foi a campeã:

Confira o áudio original da Rádio Nacional
Matrizes do samba

Aos 102 anos de sua primeira gravação, o samba é mais do que um gênero musical característico do Brasil: é uma forma de expressão e um modo de socialização. Em 1916, ele se materializou em gravação com a música Pelo Telefone, de autoria do músico e compositor carioca Ernesto dos Santos, o Donga.

Desde 2007, o samba – nas variações partido-alto, samba de terreiro e samba-enredo – é reconhecido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) como patrimônio cultural imaterial do Brasil.

O Dossiê Matrizes do Samba no Rio de Janeiro, do Iphan, explica cada uma das modalidades. “O samba de terreiro faz referência aos espaços de encontro e celebração dos sambistas, que ali dançam um samba livre com as marcas de sua ancestralidade. Nos terreiros, pátios das escolas de samba, cantam as experiências da vida, o amor, as lutas, as festas, a natureza e a exaltação das escolas e da própria música”, diz o texto.

O partido-alto, por sua vez, é marcado pelo improviso. Essa matriz nasceu nas rodas de batucadas, “onde o grupo marca o compasso, batendo com a palma da mão e repetindo o refrão e inventando estrofes segundo um tema proposto”.

Ismael Silva

Com as primeiras escolas de samba, surge o samba-enredo no final da década de 1920, adaptando-se às necessidades do desfile. “O compositor elabora seus versos com base no tema (enredo) a ser apresentado pela escola, descrevendo uma história, de maneira melódica e poética. De sua animação e cadência depende todo o conjunto da agremiação, tanto em termos de evolução como de envolvimento harmônico.”

Aqui, o radialista Hilton Abi-Rihan entrevista Ismael Silva para a Rádio Nacional, na década de 1970, em que o sambista conta a história de criação da primeira escola de samba, a Deixa Falar, no bairro do Estácio, em 1928.

Confira o áudio original da Rádio Nacional

 

* Colaborou Francisca Sousa, estagiária da Agência Brasil

Dólar recua após intervenção do BC; Ibovespa também fecha em baixa

sex, 15/06/2018 - 17:34

A decisão do Banco Central (BC) de continuar atuando na próxima semana com leilões de swaps cambiais (venda futura da moeda norte-americana) repercutiu hoje (15) na cotação do dólar, que teve queda de 2,15%, sendo comercializado a R$ 3,73 para venda.

O BC anunciou ontem (14) à noite que fará uma nova oferta de US$ 10 bilhões na semana que vem, repetindo a injeção de US$ 20 bilhões nesta semana. O dólar fechou a semana em alta de 0,63%.

O índice da Bolsa de Valores de São Paulo (Ibovespa) repetiu a quinta queda da semana, fechando em baixa de 0,93% com 70.757 pontos, depois de romper o patamar à tarde abaixo dos 70 mil pontos, fato não registrado desde agosto de 2017.

Influenciada por incertezas no cenário eleitoral e os efeitos da decisão dos Estados Unidos em taxar produtos da China, papéis de grandes companhias brasileiras acompanharam o cenário de queda. Ações preferenciais da Petrobras registraram queda de 2,19% e da Vale, de 5,53%. Os papeis preferenciais da Eletrobras também recuaram 7,95%, com uma preocupação dos investidores em relação ao leilão de privatização de seis distribuidoras de energia da estatal.

Temer diz que economia mais forte permitiu liberação do PIS/Pasep

sex, 15/06/2018 - 17:31

O presidente Michel Temer disse nesta sexta-feira (15) que a economia brasileira está "mais forte" e por isso o governo federal tem autorizado o saque de contas inativas do PIS e do Pasep. Por meio de sua conta pessoal no Twitter, Temer divulgou um vídeo com o calendário da liberação, que pode injetar cerca de R$ 19,5 bilhões na economia do país. Segundo ele, a ampliação do direito ao saque para pessoas de todas as idades "só foi possível" devido aos resultados econômicos.

"Quando assumi o governo, há dois anos, eu disse que iria recuperar a economia do país e, com a economia mais forte, liberei para você o saldo das contas inativas do Fundo de Garantia [FGTS]. Depois tivemos os primeiros saques do PIS/Pasep, dinheiro que foi direto para o seu bolso. Agora são mais R$ 39 bilhões que vão ajudar os brasileiros a pagar uma dívida, fazer uma viagem, comprar um móvel novo para sua casa ou até poupar esse recurso para outro momento mais para frente", disse o presidente na gravação.

A regulamentação do saque das contas inativas dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) foi oficializada pelo Palácio do Planalto na última quarta-feira (13). No comunicado, Temer também afirma que quem possui conta na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil receberá o depósito de forma automática.

"Fico feliz em dar essa notícia porque vai melhorar a sua vida e ajudar a melhorar ainda mais a economia do país", acrescentou. De acordo com o calendário, os cotistas com mais de 57 anos terão direito ao saque entre os dias 18 e 29 deste mês. A partir de 8 de agosto, será liberado o crédito para os correntistas e, de 14 a 28 de setembro, os beneficiários de todas as idades terão os recursos liberados.

 

Tesouro quitou R$ 594,10 milhões de dívidas de estados e prefeitura

sex, 15/06/2018 - 17:25

O Tesouro Nacional pagou, em maio, R$ 594,10 milhões em dívidas atrasadas de estados e municípios, informou hoje (15) o órgão. Do total, R$ 586,46 milhões referem-se a débitos não quitados pelo estado do Rio de Janeiro, R$ 5,46 milhões do governo de Roraima e R$ 2,18 milhões não honrados pela prefeitura de Natal.

Nos cinco primeiros meses de 2018, a União pagou R$ 1,36 bilhão de pagamentos em atraso pelos entes subnacionais. Desse total, R$ 1,33 bilhão cabe ao estado do Rio de Janeiro; R$ 19,37 milhões ao estado de Roraima, e R$ 10,94 milhões à prefeitura de Natal.

As garantias honradas pelo Tesouro são descontadas dos repasses da União aos estados e aos municípios. Ao longo do ano passado, no entanto, decisões do Supremo Tribunal Federal (STF) impediram a execução das contragarantias do estado do Rio de Janeiro, marcado por sucessivos atrasos nos salários dos servidores e nos pagamentos a fornecedores.

Com a adesão do estado do Rio de Janeiro ao pacote de recuperação fiscal, no fim do ano passado, o estado pode contratar novas operações de crédito com garantia da União (nas quais o governo federal cobre atrasos em parcelas), mesmo estando inadimplente. A Prefeitura de Natal está impedida de contrair financiamentos garantidos pelo Tesouro até 23 de maio de 2019. O estado de Roraima não pode pegar empréstimos com garantia da União até 30 de maio do próximo ano.

Cristiano Ronaldo faz três gols e garante empate contra a Espanha

sex, 15/06/2018 - 17:21

O jogo mais esperado da primeira rodada não decepcionou. Em uma partida de alto nível técnico e seis gols, Portugal e Espanha empataram por 3 a 3.

O camisa 7 português, Cristiano Ronaldo, foi o nome do jogo. Converteu o pênalti sofrido por ele, marcou com a bola rolando e, no final, garantiu o empate de Portugal com uma cobrança de falta perfeita.

A Espanha foi melhor durante quase toda a partida. Teve 67% de posse de bola e as melhores chances de gol. Mas não é à toa que Cristiano Ronaldo carrega a fama e o posto de melhor jogador do mundo. No final, comemorou o empate como se fosse uma vitória.

Apesar de ter conquistado apenas um ponto, Portugal não deixou a Espanha liderar o grupo B e as duas seleções seguem favoritas para avançar para as oitavas de final.

O Jogo

Portugal começou o jogo com muita intensidade. Tentou a pressão desde o primeiro segundo de jogo e não precisou de muito tempo para abrir o placar. Cristiano Ronaldo entrou na grande área driblando e foi derrubado por Nacho. Apesar da reclamação dos espanhóis, o árbitro italiano Gianluca Rocchi marcou o pênalti. O próprio “CR7” bateu o pênalti, no canto esquerdo de De Gea, que sequer saiu na foto.

O jogo ficou equilibrado a partir daí. Portugal se recusou a recuar e esperar a Espanha. Continuou atacando e, com isso, abrindo espaços para o adversário. Foi assim que, aos 23 minutos, Diego Costa recebeu na entrada da área, iludiu dois defensores com uma finta de corpo e chutou no cantinho esquerdo, sem chances para o goleiro Rui Patrício. A Espanha empatava.

O gol assustou Portugal e animou a Espanha, que apareceu bem no ataque com Iniesta e Isco. Mas justamente quando os espanhóis estavam melhor no jogo, Cristiano Ronaldo voltou a ser decisivo. Aos 43 do primeiro tempo, Gonçalo Guedes recebeu lançamento no ataque e tocou para CR7. O atacante chutou com força, de fora da área. De Gea tentou amortecer a bola, mas falhou e a bola morreu no fundo da rede. Foi o último ato de um grande primeiro tempo.

Segundo tempo

A Espanha continuou a pressão iniciada no primeiro tempo. Portugal não conseguia emendar um contra-ataque eficiente. Na pressão, com toque de bola, a Espanha empatou de novo aos 9 minutos. Após bola alçada na área, Busquets escorou de cabeça para Diego Costa. O brasileiro naturalizado espanhol apenas empurrou para o gol livre.

O time do técnico Hierro, que assumiu a seleção há apenas dois dias continuou pressionando. Acuada, a defesa de Portugal apenas assistiu, aos 12 minutos, o lateral direito Nacho aproveitar a sobra e, de fora da área, acertar um lindo chute, que bateu nas duas traves antes de morrer no fundo do gol. A superioridade técnica da Espanha, enfim, aparecia no placar.

Portugal não conseguia encaixar nenhum ataque eficiente. A defesa espanhola estava segura durante todo o segundo tempo. Mas foi preciso só uma falha para Cristiano Ronaldo aparecer de novo.

O camisa 7 sofreu falta de Piquet perto da área. Com precisão cirúrgica, o melhor jogador do mundo cobrou a falta no ângulo de De Gea, que sequer tentou buscar. Desespero da torcida espanhola, que viu o time dominar quase todo o jogo e, no final, deixar escapar a vitória por entre os dedos.

Quem lidera o grupo B é o Irã, que venceu Marrocos no outro jogo do grupo. Espanha e Portugal aparecem com um ponto cada e Marrocos é a lanterna, com nenhum ponto conquistado.

Na próxima rodada, Marrocos enfrenta Portugal e o Irã joga contra a Espanha.

Mortes em confronto com polícia aumentam 46% em maio no estado do Rio

sex, 15/06/2018 - 17:18

O Instituto de Segurança Pública (ISP) divulgou hoje (15) os dados referentes ao mês de maio da criminalidade no Estado. Os homicídios decorrentes de oposição à intervenção policial (autos de resistência) registraram aumento de 46% em relação a maio de 2017. Foram verificadas 142 mortes neste ano e 97 no mesmo período do ano passado. Em relação a abril, foram 41 vítimas a mais. O auto de resistência é registrado quando há enfrentamento de criminosos com as forças de segurança do estado.

O indicador estratégico de letalidade violenta (homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e homicídio decorrente de oposição à intervenção policial) também registrou aumento de 33 vítimas no estado sem maio de 2018, na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram registradas 576 vítimas de letalidade violenta no mês, que representa aumento de 6%. No entanto, em relação ao mês de abril, foram 16 vítimas a menos.

Já o indicador de roubo de veículos apresentou redução em maio, confirmando a melhora verificada no mês anterior. Foram 4.382 veículos roubados no estado, o que representa queda de 5% em relação a maio do ano passado, ou 214 roubos a menos. O município de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio, foi a região onde ocoreu o maior número de roubo de véiculos, com um aumento de 27% (ou 141 casos a mais) quando comparado com maio de 2017. A região concentrou 15% do total de roubos de veículos no estado em maio.

A greve dos caminhoneiros contribuiu para a redução do roubo de cargas em maio. De acordo com dados do ISP, o roubo de caminhões apresentou queda quando comparado a maio de 2017 e abril deste ano. Em maio de 2018 foram 752 ocorrências no estado, 488 a menos do que o registrado em maio do ano anterior ou uma redução de 39%. Os dados, de acordo com o ISP, já vinham apresentando queda de cerca de 15% nas duas primeiras semanas de abril comparadas com as duas primeiras semanas de maio.

O roubo de rua (roubo a transeuntes, de aparelho celular e em coletivo) foi outro crime contra o patrimônio que apresentou redução em maio. Foram 11.861 registros de roubo neste ano, uma queda de 1.972 ocorrências em relação a maio do ano anterior, que equivale a 14%. Em relação ao mês de abril o indicador apresentou aumento de 804 ocorrências.

Os dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) são referentes aos registros de ocorrência lavrados nas delegacias de Polícia Civil durante o mês de maio.

 

 

Selo em homenagem à Copa mistura elementos da Rússia e do Brasil

sex, 15/06/2018 - 17:09

O selo especial dos Correios com o título “Brasil na Copa do Mundo da FIFA – Rússia 2018” já está disponível com uma tiragem de 540 mil unidades para colecionadores e amantes do Mundial.

A arte foi criada por um designer da Gerência de Filatelia do órgão. Daniel Effi mesclou elementos característicos da Rússia, como as letras “RU”, a boneca matrioska e a nave que representa a conquista espacial pelo povo russo, com elementos brasileiros, como a figura de um jogador em azul e amarelo e o percurso que a seleção canarinho deve percorrer até a final do campeonato.

“A ideia é a caminhada do Brasil pela Rússia, passando pelas cidades iniciais - Rostov on Don e São Petersburgo – e terminando em Moscou. A trilha é acompanhada pelas cinco estrelas conquistadas pela Seleção, culminando na sexta”, explicou Daniel, mostrando o otimismo com o time do Brasil no Mundial. Além desses detalhes, o selo ainda tem a bola oficial com os grafismos de identidade da Fifa.

A primeira emissão de selos do Brasil alusivos a uma Copa do Mundo foi em 1950 e, a partir de 1970, as emissões sobre este tema passaram a ser uma tradição, parte da programação anual de selos.

A assessoria do órgão explicou que eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas sempre atraem os olhares de colecionadores do mundo todo, mas não colecionadores empolgados com o momento também acabam se interessando pela peça como recordação. O resultado, para os Correios, é de uma receita extra no orçamento, que não foi detalhada pelo órgão.

O selo está disponível com uma tiragem de 540 mil unidades. - Thiara Souza de Andrade/Divulgação Correios

Maia promete votar projetos relacionados à Petrobras e Eletrobras

sex, 15/06/2018 - 16:52

Os projetos de lei para a venda de seis distribuidoras da Eletrobras e o que autoriza a Petrobras a vender áreas de cessão onerosa do pré-sal devem ser votados na próxima semana na Câmara dos Deputados. Segundo o presidente da Casa, Rodrigo Maia, o governo tem trabalhado para isso e há quórum para aprovação.

“Tem dois projetos que eu estou me concentrando bastante, que são o da cessão onerosa e a venda das distribuidoras da Eletrobras. Resolve um passivo grande de Eletrobras, resolve a autorização pra que a gente possa usar essas áreas que são aqui no Rio da cessão onerosa pra novos investimentos, geração de empregos. Então, esses dois projetos são muito importantes pro Rio de Janeiro e, claro, para o Brasil também”, afirmou.

Maia deu a declaração para a imprensa após participar hoje (15) do 3º Encontro Anual da Câmara Espanhola de Comércio no Brasil, no Museu de Amanhã, no centro da capital fluminense, que tratou do tema o Futuro do Rio de Janeiro. O interventor federal na segurança pública do Rio, Walter Braga Netto, também participou do evento, que foi fechado para a imprensa. Ele não deu entrevista depois.

Segundo Maia, também estão na pauta para a semana que vem o projeto do transporte de carga e o cadastro positivo, mas a prioridade é a desestatização. “Nós vamos votar a autorização da venda das seis distribuidoras na quarta-feira, e na terça-feira nós vamos votar a cessão onerosa e talvez o transporte de carga”.

O presidente da Câmara afirmou que o objetivo é contribuir para a retomada da economia do país, sem descuidar da responsabilidade fiscal. “Eu acho que é um momento de muita necessidade e de responsabilidade aqui. E eu acredito que a Câmara contribui, como já contribuiu a semana passada em outros projetos, terminando de votar o cadastro positivo e votando, principalmente, a cessão onerosa e as distribuidoras”.

Copa do Mundo deve movimentar R$ 252 milhões em bares e restaurantes

sex, 15/06/2018 - 16:23

A Copa do Mundo deverá gerar um incremento de R$ 251,7 milhões no faturamento das atividades especializadas em serviços de alimentação, como bares e restaurantes. A estimativa, divulgada hoje (15), é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O aumento da clientela nos meses de junho e julho corresponderá a 3,3% do faturamento médio mensal normal.

Quase metade (48,6%) dos valores de faturamento esperados pelo setor de alimentação estão concentrados em São Paulo (R$ 82,1 milhões) e Rio de Janeiro (R$ 40,3 milhões). O Paraná aparece em seguida, com uma receita de R$ 33 milhões.

Consumo

A CNC aponta também que 9,9% das famílias brasileiras que moram em capitais pretendem fazer algum tipo de gasto relacionado ao setor de alimentação por causa do Mundial de 2018. Desse percentual, 1,9% pretende gastar em bares e restaurantes.

A intenção de consumo de alimentos e bebidas em casa se manteve equivalente ao verificado em 2014, com cerca de 53%. Para as famílias de maior poder aquisitivo, no entanto, cresceu a preferência pelo consumo domiciliar, passando de 40,4% em 2014 para 50,6% em 2018.

O aumento da clientela nos meses de junho e julho corresponderá a 3,3% do faturamento médio mensal normal de bares e restaurantes - Marcello Casal jr/Agência Brasil Comparação com 2014

A estimativa de faturamento para a Copa deste ano representa uma queda de 36,9% em relação aos R$ 399 milhões faturados durante o torneio de 2014. Segundo a CNC, a diferença está relacionada à diminuição do fluxo turístico nacional e internacional, tendo em vista que os jogos anteriores ocorreram no Brasil.

A crise econômica também foi apontada pela Divisão Econômica da CNC como justificativa para uma menor movimentação financeira no período.

Nos últimos quatro anos, os serviços de alimentação acumularam uma variação média de 29,9%, enquanto o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) avançou 25,9%. As maiores altas de preços ocorreram no Distrito Federal (+60%) e no Rio Grande do Sul (+37%). Por outro lado, Bahia (+24,7%) e Goiás (+26,5) registraram as menores altas.

PF apreende pássaros e tartarugas em operação contra tráfico animal

sex, 15/06/2018 - 16:19

A Polícia Federal em São Paulo apreendeu hoje (15) 20 pássaros e duas tartarugas, além de diversas anilhas de identificação para aves com suspeitas de adulteração ou falsificação. A Operação Horizonte tem como objetivo o combate ao tráfico de animais silvestres.

As anilhas são expedidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e possuem números únicos de identificação dos animais. Durante a operação, a PF encontrou anilhas adulteradas ou falsificadas.

Seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos nas cidades de São Paulo e Presidente Prudente. Os mandados ocorreram em criadores amadores suspeitos de comercializar aves, o que é proibido pela legislação. Alguns criadores sequer tinham autorização do Ibama. Os animais apreendidos foram encaminhados para o Parque Ecológico do Tietê, mas está sendo analisada a possibilidade deles serem reintroduzidos na natureza.

Os investigados poderão responder pelos crimes de manutenção de animais silvestres em cativeiro sem licença ou autorização e falsificação de selo ou sinal público.

Cármen Lúcia e Raquel Dodge cobram fim das desigualdades de gênero

sex, 15/06/2018 - 16:09

Dirigentes de duas das principais instituições brasileiras, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Cármen Lúcia, e a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, defenderam a ampliação da participação das mulheres nas posições de poder e o fim das desigualdades de gênero no Brasil. Ambas participaram da abertura da 1ª Conferência Nacional das Procuradoras da República, na tarde desta sexta-feira (15), em Brasília.

A presidente do STF avaliou que “o Brasil tem como um dos principais problemas a serem enfrentados o de superar as desigualdades”. Relembrando a elaboração da Constituição Federal, que em outubro completará 30 anos, Cármen Lúcia afirmou que, devido à marcante desigualdade e a existência de preconceitos contra mulheres, a Carta Magna destaca o princípio da igualdade e aponta expressamente que homens e mulheres são iguais perante a lei.

Ao contrário do que consta na norma, contudo, citou que o Brasil ainda convive com atos de violência praticados contra mulheres pelo fato de serem mulheres e também com um maior número de homens eleitos para os cargos legislativos, embora as mulheres sejam a maior parte da população. “Todas essas desigualdades são apenas a expressão de uma sociedade que ainda não aprendeu a igualar”, afirmou.

Políticas afirmativas

A ampliação da participação feminina também foi defendida por Raquel Dodge, primeira mulher a assumir a Procuradoria-Geral da República. Para tanto, a procuradora-geral citou a necessidade de políticas afirmativas, a exemplo da destinação de, no mínimo, 30% do Fundo Partidário para candidaturas de mulheres pelo STF, regra que já valerá nas eleições deste ano. Na legislatura atual, parlamentares mulheres ocupam apenas 10% das vagas na Câmara dos Deputados.

Além da representação na política, Raquel Dodge avaliou que, apesar de avanços conquistados ao longo do último século, como o direito de votar e ser votada e o de gerir o próprio patrimônio após o casamento, “os direitos das mulheres ainda estão sendo construídos, e isso é preciso reconhecer e declarar”. Diante desse quadro, a procuradora-geral se comprometeu a “reivindicar que homens e mulheres sejam reconhecidos e tratados como iguais, em beneficio de todos”.

A 1ª Conferência Nacional das Procuradoras da República conta com a participação de mulheres que chefiam o Ministério Público da França, do Paraguai e de Portugal, parlamentares e cerca de 100 integrantes dos três níveis da carreira. Hoje e amanhã, as procuradoras debaterão ingresso, permanência e movimentação na carreira, condições de trabalho e empoderamento, liderança e participação político institucional.

 

Lula será comentarista esportivo durante a Copa 2018

sex, 15/06/2018 - 16:03

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva será comentarista esportivo durante a Copa do Mundo de 2018. O jornalista José Trajano anunciou na sua conta do Twitter que receberá comentários escritos pelo ex-presidente em cartas que serão lidas em um programa diário de televisão.

Nas redes sociais, Trajano disse que Lula vai comentar os jogos na TVT, emissora educativa outorgada à Fundação Sociedade Comunicação Cultura e Trabalho, entidade cultural sem fins lucrativos, mantida pelo Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e pelo Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região.

Os comentários serão transmitidos no programa “Papo com José Trajano”, apresentado pelo jornalista esportivo José Trajano, na TVT , Canal 44,1 HD Rádio Brasil Atual 98,9, de segunda a sexta-feira das 18h15 as 19h.

“Ele [Lula] vai escrever suas impressões, manda para a gente, a gente coloca na tela com aspas, você vai poder ler e ouvir na voz de um locutor, portanto esta é a grande novidade do programa: Luiz Inácio Lula da Silva, o comentarista esportivo”, afirmou Trajano em vídeo publicado no Facebook.

Preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, desde 7 de abril, Lula foi condenado a 12 anos e um mês por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo que investigou a compra e a reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo.

Comunidade portuguesa se reúne para assistir a jogo em São Paulo

sex, 15/06/2018 - 15:34

Parte da comunidade portuguesa de São Paulo acompanha nesta tarde (15) o primeiro jogo de seu país de origem contra a Espanha na Casa de Portugal, no centro da capital paulista.

Os torcedores vestem a camisa da seleção portuguesa e estendem bandeiras e faixas. Em pé, cantaramumo trecho do hino de Portugal, no início do jogo. O grupo, que reúne homens e mulheres de todas as idades, acompanha a partida com animação, gritos de apoio e buzinas, por meio de um telão montado no salão da casa.

Aplausos marcaram o primeiro toque de bola do jogo. Aos três minutos de jogo, os torcedores se levantaram e comemoraram o gol de pênalti do jogador Cristiano Ronaldo. 

Cerca de 330 mil portugueses vivem no Brasil, segundo dados divulgados pela Embaixada de Portugal. Desses, 159.867, pouco mais de 48%, moram no estado de São Paulo.

O brasileiro Paulo Porto Fernandes, 54, que tem pai português e atualmente mora em Portugal, decidiu trazer o filho de seis anos para assistir ao jogo junto à comunidade. "Aqui [Casa de Portugal] é um ponto que agrega todos os portugueses de São Paulo. Fizeram essa grande iniciativa, inclusive com doação para a provedoria dos idosos portugueses da cidade [o custo para assistir ao jogo no local é um kg de alimento para doação]. Resolvemos, além de ajudar, assistir ao jogo aqui com todos", disse.

Sobre o resultado, Paulo arriscou uma vitória de 2 a 1 para Portugal. "Acho que vai ser difícil, mas vai ganhar". O filho Antonio, de seis anos, carregava uma faixa vermelha, na torcida pela seleção portuguesa. "Aqu,i ele tem contato com as raízes familiares", disse Paulo.

A torcida portuguesa também poderá acompanhar os próximos jogos da Copa do Mundo no local, por meio da iniciativa, chamada de Camarote Portugal, organizada pelo Consulado Geral de Portugal, em São Paulo.

 

Temer embarca para São Paulo onde cumpre agenda oficial

sex, 15/06/2018 - 15:20

Após despachar no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer embarcou nesta sexta-feira (15) para São Paulo, onde tem duas agendas públicas. Às 16h, ele se reúne com a presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, Therezinha Cazerta, que tomou posse no comando da Corte no último mês de março.

O outro compromisso está marcado para as 20h, quando Temer e o ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, participarão de um jantar com empresários. Até o momento, a assessoria de imprensa não divulgou o local dos encontros.

Pela manhã, Temer se reuniu com o ministro dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha, que também é o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência.

Trump culpa democratas pela separação de pais e crianças na fronteira

sex, 15/06/2018 - 15:17

O presidente Donald Trump acusou hoje (15) o Partido Democrata, de oposição, pela separação de crianças e pais que tentam cruzar ilegalmente a fronteira dos Estados Unidos com o México.

“Eu odeio crianças sendo retiradas [de seus pais]. Os democratas têm que mudar a lei. Essa é uma lei deles”, disse Trump, em entrevista no gramado da Casa Branca.

Culpa é dos democratas, diz Donald Trump, ao comentar separação de crianças dos pais que tentam entrar nos Estados Unidos pela fronteira com o México (Agência Reuters)

No início desrte mês, Trump já tinha culpado os democratas pela separação de famílias em uma mensagem pelo Twitter. Na ocasião, o presidente atrinuiu o problema às “más leis aprovadas pelos democratas”.

A legislação que permite a separação das crianças dos pais sempre existiu, segundo especialistas em imigração nos Estados Unidos. A diferença, no entanto, é que o texto não era aplicado com o atual rigor.

Em maio, o procurador-geral dos Estados Unidos, Jeff Sessions, anunciou que começaria a implementação de uma norma de “tolerância zero” na fronteira. De acordo com Sessions, se alguém tentasse entrar ilegalmente nos Estados Unidos com uma criança, seria processado e separado do menor, como determina a lei norte-americana.

Uma reportagem do jornal The New York Times, publicada em abril, revelou que mais de 700 crianças foram retiradas de adultos que alegavam ser pais dos menores, desde outubro do ano passado. O número inclui mais de 100 crianças com menos de 4 anos.

Trump culpa democratas por separação de crianças imigrantes

sex, 15/06/2018 - 15:10

O presidente Donald Trump acusou hoje (15) o Partido Democrata, de oposição, pela separação de crianças e pais que tentam cruzar ilegalmente a fronteira dos Estados Unidos com o México. “Eu odeio as crianças sendo retiradas [de seus pais]. Os democratas têm que mudar a lei. Essa é uma lei deles”, disse Trump em uma entrevista no gramado da Casa Branca.

Trump já tinha culpado os democratas pela separação de famílias em uma mensagem pelo Twitter, no início de junho. Na ocasião, o presidente disse que a separação de famílias na fronteira era culpa das “más leis aprovadas pelos democratas”.

A legislação que permite a separação das crianças dos pais sempre existiu, segundo especialistas em imigração nos Estados Unidos. A diferença, no entanto, é que o texto não era aplicado com o atual rigor.

Em maio, o procurador-geral dos Estados Unidos Jeff Sessions anunciou que começaria a implementação de uma norma de “tolerância zero” na fronteira. Sessions afirmou que, se alguém tentasse entrar ilegalmente nos Estados Unidos com uma criança, essa pessoa seria processada e separada do menor como determina a lei norte-americana.

Uma reportagem do jornal The New York Times, publicada em abril, revelou que mais de 700 crianças foram retiradas de adultos que alegavam ser pais dos menores, desde outubro do ano passado. O número inclui mais de 100 crianças com menos de 4 anos.

Analista ambiental é nomeado para presidência do ICMBio

sex, 15/06/2018 - 15:08

O governo nomeou o analista ambiental Paulo Henrique Marostegan e Carneiro para a presidência do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que é responsável pela guarda de 333 unidades de conservação federais. A nomeação foi publicada hoje (15) no Diário Oficial da União.

Mestre em Ciências Florestais pela Universidade de São Paulo (USP), Paulo Henrique é do quadro do instituto e estava à frente da Diretoria de Criação e Manejo de Unidades de Conservação (Diman). Além do instituto, o analista também trabalhou no Ibama e na Associação ECOAR Florestal. Ele irá suceder o oceanógrafo Ricardo Soavinski, que deixou o ICMBio, no final de abril, para assumir a presidência da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar). Desde a saída de Soavinski, Silvana Canuto Medeiros ocupava o cargo interinamente.

A nomeação ocorre após manifestações de servidores do órgão e de entidades da sociedade civil contra a possibilidade de o instituto ser ocupado por indicados políticos. No último mês, servidores do órgão se mobilizaram, pelo menos duas vezes, em cartas abertas, contra a possível escolha de integrantes do PROS para assumir a função, entre eles o vice-presidente do partido, Moacir Bicalho, e Cairo Tavares, diretor técnico da sigla, e por não terem experiência na área. 

Na último dia 25, o Ministério Público Federal (MPF) defendeu que o cargo requer "requisitos mínimos de conhecimento técnico da área e experiência gerencial, como prevê a legislação brasileira". Na ocasião, o MPF alertou que, caso esse aspecto não fosse observado na escolha do novo presidente do ICMBio, iria adotar medidas judiciais cabíveis. A nota foi assinada por 23 procuradores.

 

Ministério propõe repasse direto de loterias para projetos culturais

sex, 15/06/2018 - 14:58

O Ministério da Cultura propôs que 3% da arrecadação das Loterias Federais da Caixa Econômica Federal passem a ser destinados diretamente pela estatal a projetos culturais. Segundo o ministro Sérgio Sá Leitão, a medida protegeria os recursos de contingenciamentos, uma vez que eles seriam destinados aos projetos sem que passassem pelo Tesouro Nacional.  Sá Leitão disse que cortar recursos da cultura em tempos de crise é uma "postura burra". "Não existe outra palavra para definir isso", afirmou.

"Cortar dinheiro da cultura não é uma postura inteligente diante de um quadro de crise econômica e queda da arrecadação tributária. Estava me referindo especificamente a essa  questão", disse o ministro, explicando que o termo usado não se referia ao corte recente feito pelo governo que redirecionou verbas da área para a segurança pública. 

A proposta está sendo trabalhada por técnicos dos ministérios da Cultura, Fazenda, Casal Civil e Planejamento desde terça-feira (12) e foi construída em conjunto com a Caixa nos últimos meses, antes mesmo de a Medida Provisória 841 ter sido publicada. A medida redistribuiu recursos das Loterias Federais para o Ministério da Segurança Pública e reduziu o percentual destinado ao Fundo Nacional de Cultura, que era de 3% e caiu para entre 0,5% e 1%. Esses 3%, segundo o ministro, já não chegavam aos projetos porque eram contingênciados.

"Estamos construindo uma solução para que haja destinação dos recursos das loterias à cultura e que essa destinação efetivamente chegue ao setor", explicou.

A alternativa proposta pelo Ministério da Cultura não retira recursos que foram destinados à segurança e cria um novo programa de fomento. Os projetos receberiam os recursos da Caixa por meio de editais públicos, que seriam controlados por um Comitê Gestor, presidido pelo ministéiro. Ainda está em estudo se a maneira de propor a alteração será uma nova Medida Provisória ou um adendo à que já foi publicada. 

"Estamos defendendo uma Lei Agnelo-Piva para a cultura, como já existe no esporte", comparou. "Foi por isso que o Brasil se transformou em uma potência paralímpica, o que nos dá uma boa referência", disse.

O ministro afirmou que não é contra a destinação de novos recursos à Segurança Pública, mas ponderou que a cultura e o esporte também são instrumentos de controle da criminalidade. Ele negou que seus questionamentos à MP 841 tenham gerado desconforto com o governo e afirmou que a proposta foi bem recebida no Planalto.

"Acho bastante positivo que as demais áreas do governo compreenderam o nosso argumento e viram que não seria adequado tirar recursos da cultura e estão empenhados em criar uma solução", disse ele. "Divergências fazem parte da democracia, e o importante é ter o compromisso com a busca por soluções".

A proposta em estudo  prevê que esse programa destine um mínimo de 35% do orçamento para projetos das regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste, e de 15% de projetos de Minas Gerais, Espírito Santo e da Região Sul. Dessa forma haveria uma garantia de que 50% estariam fora do eixo Rio-São Paulo.

*texto alterado às 15h08 para corrigir informação no primeiro parágrafo

Combate a homicídios deve considerar territorialidade, diz Ipea

sex, 15/06/2018 - 14:54

Além de mais frequentes em poucas cidades brasileiras, os homicídios concentram-se em poucas regiões dos municípios mais violentos do país. É o que revela o Atlas da Violência 2018 – Políticas Públicas e Retratos dos Municípios Brasileiros, divulgado hoje (15) pelo Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

Segundo pesquisadores das duas instituições, que são responsáveis pelo estudo, a concentração da violência letal em determinados territórios indica que, “com planejamento e políticas focalizadas territorialmente, é possível mudar a realidade”.

Metade das mortes violentas registradas em 2016 no Brasil ocorreram em apenas 123 localidades. Juntos, esses municípios representam apenas 2,2% da totalidade do país. Além disso, especialistas em segurança pública sustentam que, nessas localidades, metade dos homicídios concentra-se em menos de 10 bairros. E, mesmo nestes, a incidência de crimes não ocorre de modo homogêneo, atingindo mais a determinados grupos, como jovens e negros.

No início do mês, ao divulgar os dados gerais do Atlas da Violência, os pesquisadores destacaram que um negro tem 2,5 vezes mais chance de ser morto de forma violenta e intencional do que um não negro, já que pretos e pardos são 71,5% das vítimas de homicídio do país. O estudo mostra que os assassinatos de mulheres aumentaram 6,4% em 10 anos, passando de 4.030 em 2006 para 4.645 em 2016. A maioria das vítimas era negra.

Municípios com menor acesso à educação, com maior população em situação de pobreza e maiores taxas de desocupação têm taxas mais altas de mortalidade violenta, o que levou os pesquisadores a apontar a correlação entre condições educacionais, de oportunidades laborais e de vulnerabilidade econômica e a prevalência de mortes violentas.

Ações prioritárias

Com base em experiências bem-sucedidas, os responsáveis pelo Atlas da Violência recomendam sete ações prioritárias para a redução do número de crimes violentos, a começar pela necessidade de comprometimento dos chefes do Poder Executivo, nos níveis federal, estadual e municipal, já que as políticas públicas efetivas envolvem a mobilização e articulação com inúmeros atores sociais e ações intersetoriais.

Apoio de empresários é importante para que egressos do sistema carcerário tenham oportunidade de trabalho (Marcelo Camargo/Arquivo/Agência Brasil)

De acordo com os pesquisadores, esse empenho conjunto precisa ter apoio do empresariado para que os egressos do sistema carcerário tenham oportunidade de trabalho, sem o que, “a reinserção social será apenas uma exceção à regra, fazendo com que o crime não apenas valha a pena, mas seja a única possibilidade de sobrevivência" para os que deixam os presídios.

Os especialistas também recomendam mais rigor no controle e retirada de armas de fogo e munições de circulação. Para tanto, destacam a importância de se manter o Estatuto do Desarmamento e o trabalho de inteligência e investigação para identificar os canais por onde armas entram ilegalmente no país, além do controle e responsabilização pelas armas e munição extraviadas por organizações pertencentes, ou não, ao sistema de segurança pública.

Há ainda sugestões para que a gestão da segurança pública se organize com base em métodos científicos e evidências empíricas, com recursos financeiros suficientes para garantir a manutenção e maturação dos projetos de médio e longo prazos e que espaços de mediação de conflitos sejam criados e o atual modelo de policiamento seja aperfeiçoado, priorizando um modelo de “repressão qualificada” ao contrário do que o documento classifica de “abordagem meramente reativa”.

“A repressão qualificada, baseada na inteligência policial preventiva e investigativa, com absoluto respeito aos direitos da cidadania é conjugada com programas e ações preventivas no campo social, focalizadas em bairros e localidades com populações mais vulneráveis socioeconomicamente e onde se encontram as maiores taxas de ocorrência de crimes violentos”, afirmam os responsáveis pelo Atlas, que contestam a tese de que o endurecimento das leis e o encarceramento em massa melhore as condições da segurança pública.

Irã vence Marrocos com gol contra nos acréscimos

sex, 15/06/2018 - 14:19

No segundo jogo de hoje (15), a seleção iraniana venceu o Marrocos por 1 a 0, com um gol contra nos acréscimos, em São Petersburgo. O Irã jogou na defesa, explorando os contra-ataques durante quase todo o jogo e pouco ameaçou o gol adversário. Marrocos, tecnicamente superior, buscou mais o gol, mas finalizava mal ou esbarrava na defesa iraniana. No final, o famoso ditado “a bola pune” prevaleceu e praticamente enterrou as chances de classificação do time africano, que ainda enfrentará Portugal e Espanha pelo grupo B.

O Marrocos foi para o ataque desde o início do jogo, dominando as ações ofensivas e apostando principalmente em jogadas pelo lado direito do ataque, com Amrabat. Aos 18 minutos do primeiro tempo, uma bola jogada na área levou a defesa iraniana ao desespero. Foram três tentativas marroquinas de fazer ao gol, mas a bola foi bloqueada em todos os chutes, até ser despachada em definitivo. Parecia que o time africano abriria o placar a qualquer momento.

Aos 29, Harit entrou bem na grande área iraniana pela esquerda, deixou dois defensores para trás e bateu para o gol, para defesa firme do goleiro Beiranvand. Mas o Irã também era perigoso quando puxava contra-ataques, deixando o jogo rápido. Com isso, foi crescendo no final do primeiro tempo e diminuindo o volume de jogo do adversário.

E foi em um desses contra-ataques que, aos 42 minutos, o Irã criou a melhor chance do jogo até então. Após roubada de bola – que os marroquinos reclamaram de falta – os iranianos saíram em velocidade, pegando a defesa adversária desprevenida. Azmoun finalizou para boa rebatida do goleiro. No rebote, Jahanbakhsh bateu para o gol e El Kajoui espalmou para escanteio.

Segundo tempo

Na segunda etapa o Marrocos retomou o domínio das ações ofensivas. O Irã se fechou novamente, esperando as oportunidades de contra-ataque que apareciam a cada erro de passe marroquino. Aos 26 minutos, um susto: Amrabat bateu cabeça com cabeça contra o adversário e caiu desmaiado na lateral do gramado. Recuperou os sentidos logo em seguida, mas não teve condições de voltar a campo.

Aos 34 minutos, um chute de fora da área levantou a torcida em São Petersburgo. Ziyech acertou o canto direito de Beiranvand, mas o goleiro iraniano se esticou todo e espalmou para escanteio. A partir desse momento, o jogo ficou travado até os 49 minutos do segundo tempo, quando finalmente saiu o único gol do jogo. Em uma cobrança de falta pela esquerda do ataque, o atacante marroquino Bouhaddouz, que tinha entrado no segundo tempo, tentou cortar de cabeça e jogou para dentro do próprio gol.

Segundos depois, o árbitro terminou o jogo. Enquanto os vencedores comemoravam a vitória como um título, os marroquinos não acreditavam na derrota e ficaram bastante abatidos. Com a vitória, o Irã conquistou três pontos, enquanto o Marrocos continua com zero. Na próxima rodada, Marrocos enfrenta Portugal e o Irã joga contra a Espanha.

Páginas