Compartilhar:

Defensoria de Goiás pede prisão domiciliar para fugitivos de Aparecida de Goiânia

Sumaia Vilela

A Defensoria Pública do Estado de Goiás solicitou ao Tribunal de Justiça que os foragidos da rebelião do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia sejam colocados em prisão domiciliar. Essa seria uma condição para que eles se apresentem à Justiça.

 

Foi pedido ainda que não haja penalidade para os 99 detentos que fugiram da unidade depois do motim que deixou nove mortos e 14 feridos.

 

O argumento é que alguns detentos fugiram porque estavam com medo de serem mortos, mas eles estão dispostos a retornar para cumprir o restante da pena.

 

Uma reunião é realizada nesta tarde, no Fórum Criminal, para tratar de medidas emergenciais a serem tomadas em relação aos foragidos e possíveis transferências.

 

A Defensoria informou ainda que participou de inspeção realizada no Complexo Prisional hoje de manhã, e apontou deficiências da unidade. Segundo o órgão, o local não possui estrutura adequada; a inexistência de separação entre detentos ameaçados de morte; a recusa de carta de emprego e carteira assinada dos apenados e a falta de tratamento de dependência química para os presos.

Chapéu: 
Prisão domiciliar
Chamada: 
Defensoria de Goiás pede beneficio para fugitivos de Aparecida de Goiânia
Saiba Mais:
Compartilhar: