Exposição sobre Frida Kahlo fica em cartaz no Rio até 27 de março

02:51 Cultura, Notícias 30/01/2016 - 16h25 Rio de Janeiro Embed

Carol Barreto

Quinze mulheres artistas vivendo no México entre os anos 40 e 50. Todas elas influenciadas pelo surrealismo e pelo expoente maior da arte daquele país, a pintora Frida Kahlo. É isto o que aguarda o visitante da exposição “Frida Kahlo: conexões entre mulheres surrealistas no México”.

 

Logo na entrada, se tem contato com o primeiro – de vários – autorretratos existentes na exposição: trata-se da obra “autorretrato com macacos”, de Frida Kahlo. Outros temas recorrentes nas pinturas são o corpo feminino, naturezas mortas e imagens do inconsciente.

 

Curadora da exposição, a mexicana Teresa Arcq explica o que há de comum entre as artistas participantes e sublinha a importância do papel de Frida no período. A psicóloga Solange Versiani afirma que a exposição vale à pena. A embaixatriz Laís Gouthier também gostou muito do que viu.

 

Além das pinturas, há colagens, fotos, desenhos, documentos e litografias de artistas como María Izquierdo, Remedios Varo, Leonora Carrington, Rosa Rolanda, Lola Álvarez Bravo, Lucienne Bloch, Alice Rahon, Kati Horna, Bridget Tichenor, Jacqueline Lamba, Bona de Mandiarques, Cordélia Urueta, Olga Costa e Sylvia Fein – além da própria Frida Kahlo. 

 

A exposição ficará em cartaz até o dia 27 de março na Caixa Cultural do Rio de Janeiro, que fica na Avenida Almirante Barroso, número 25, no centro da cidade. O local fica aberto de terça a domingo, das 10h às 21h. A entrada é franca mediante agendamento, que pode ser feito pelo site frida.ingresse.com