Cinco indígenas desbravam rio no Acre e conhecem uma cidade pela primeira vez

01:18 Cultura, Notícias 15/08/2017 - 08h02 Brasília Embed

Maíra Heinen

Um grupo de cinco jovens indígenas, de 15 a 20 anos de idade, foi à cidade de Feijó, no Acre pela primeira vez.

 

Segundo a Funai, a cidade foi a etapa final de uma viagem de mais de 500 quilômetros, que empreenderam por conta própria, ao longo do rio Envira, durante uma semana.

 

Os indígenas se deslocaram em canoas próprias, com uso de remos e varas.

 

A Frente de Proteção Etnoambiental Envira, da Funai, monitorou o percurso e enviou uma equipe à cidade para organizar a chegada dos índios.

 

De acordo com a Funai, a Frente Etnoambiental fez um trabalho prévio de conscientização sobre os riscos da cidade, sobretudo de doenças.


Segundo a equipe que acompanhou os indígenas na cidade, houve muita curiosidade com as construções, com os carros e motores.

 

O grupo segue em Feijó até esta quarta-feira (16).

 

Eles pediram para conhecer outras aldeias da cidade e haverá um intercâmbio com outros indígenas.

 

Os primeiros contatos oficiais com o povo indígena do Xinane ocorreu em junho de 2014, na aldeia Ashaninka de nome "Simpatia", localizada no alto rio Envira.

 

Os indígenas de recente contato habitam a Terra Indígena Kampa e Isolados do Rio Envira, que ocupa uma área de 232 mil hectares e está regularizada pela Funai.
 

Deseja fazer algum tipo de manifestação?

Favor copiar o link do conteúdo ao apresentar sua sugestão, elogio, denúncia, reclamação ou solicitação.