Na Trilha da História: Machado de Assis, do primeiro soneto até o clássico Capitu

06:41 Cultura, Programetes 30/09/2017 - 08h01 Brasília Embed

Apresentação Isabela Azevedo

Olá, eu sou a Isabela Azevedo e está começando mais um Na Trilha da História! Hoje vamos falar sobre um dos mais importantes escritores brasileiros: Machado de Assis! Nosso entrevistado é o escritor Silviano Santiago. Ele é doutor em letras pela Universidade de Sorbonne, na França, autor de vários romances e contos e é autor do livro Machado, lançado pela editora Companhia das Letras. Nosso personagem nasceu no Rio de Janeiro, em 21 de junho de 1839. Machado de Assis vinha de uma família humilde do Morro do livramento.

 

Sonora: “Era um lugar extremamente pobre, seu pai vinha de uma família de escravos e sua mãe, dos Açores. Então, ele era mulato e com um padrão de vida muito baixo. E não havia uma escola pública como temos hoje."

 

Apesar do ensino precário daquela época, Machado insistiu nos estudos.

 

Sonora: "E Machado de Assis tinha uma curiosidade extraordinária. Ele aprende francês, grego, começa a trabalhar e vai se distinguindo, até que passa a fazer parte de um grupo de intelectuais."

 

Com 15 anos incompletos, Machado publicou um soneto - o primeiro trabalho literário dele. Logo, iniciou a carreira no jornalismo e começou a publicar críticas teatrais, crônicas e contos. O primeiro romance do carioca ganhou o nome de Ressurreição e foi publicado em 1872.

 

Sonora: “Tradicionalmente, Machado de Assis tem duas fases na sua obra. A primeira em que ele estaria muito mais perto dos românticos. Foram quatro livros lançados nessa fase, e o primeiro foi Ressurreição.".

 

Mas, em 1881, ele publica o livro que inauguraria o Realismo brasileiro. Memórias Póstumas de Brás Cubas é um diário irônico escrito por um homem que já havia morrido.

 

Sonora: “E ele muda completamente de estilo e começa a escrever os cinco romances definitivos. O primeiro deles é Memória Póstumas de Brás Cubas, que é um livro que te leva a pensar, a refletir sobre várias coisas, como o ser humano, o Brasil, os regimes de governo..."

 

Outra obra realista de Machado é Dom Casmurro, considerada por vários estudiosos como o mais importante romance da literatura brasileira. O livro conta a história de um marido ciumento que desconfia da fidelidade da esposa.

 

Sonora: "Você tem Bentinho, que se casa com Capitu, e Bentinho acredita que Capitu o trai com o seu melhor amigo. E, ao escrever o triângulo amoroso do ponto de vista do marido, a história muda completamente. Você nunca terá certeza de que ela traiu o marido."

 

Mas enquanto Bentinho sofria com a possibilidade de ter sido traído por Capitu, o autor dos personagens tinha um casamento tranquilo.

 

Sonora: “E ele viveu com Carolina, uma mulher que vinha de uma família abastada no Porto. Eles se enamoram e se casam . Ele tinha tido uma juventude aventureira do ponto de vista sexual, mas, a partir daquele momento, ele será monogâmico. Eles formaram um casal discreto e viviam no bairro do Cosme Velho."

 

Em 29 de setembro de 1908, morreu, aos 69 anos de idade, Machado de Assis, um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras e um dos maiores escritores brasileiros.

 

Sonora: “São livros extremamente ricos e escritos de uma forma totalmente original, que o torna o grande romancista latino-americano do século XIX."

 

Esta foi a versão reduzida do Na Trilha da História. O episódio completo tem 55 minutos e traz, além da entrevista na íntegra com o escritor Silviano Santiago, músicas da época de Machado de Assis. Para ouvir, acesse: radios.ebc.com.br/natrilhadahistoria. O tema de hoje foi sugerido pelo ouvinte Bruno Reis Martins, morador de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Se você também quiser enviar uma sugestão para o programa, nosso e-mail é culturaearte@ebc.com.br. Até semana que vem, pessoal!!

 

 

Na Trilha da História: Apresenta temas da história do Brasil e do mundo de forma descontraída, privilegiando a participação de pesquisadores e testemunhas de importantes acontecimentos. Os episódios são marcados por curiosidades raramente ensinadas em sala de aula. É publicado semanalmente. Acesse aqui as edições anteriores.