Frevo ferve carnaval de Olinda e Recife há mais de 100 anos; ritmo não deixa ninguém parado

03:50 Cultura, Notícias 10/02/2018 - 13h51 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

O frevo já faz as ruas de Pernambuco ferver há pelo menos 110 anos. O ritmo é o preferido dos gigantescos carnavais de Recife e Olinda, cidades siamesas, onde não existe carnaval sem frevo.

 

O cantor, compositor e instrumentista Antônio Carlos Nóbrega conta que o frevo, como o axé em salvador e o samba no Rio de Janeiro, é a trilha sonora do carnaval em Recife.

 

Sonora: “O frevo esteve sempre ligado à festa do carnaval. Era o ritmo que estava mais presente nas ruas do Recife no período carnavalesco. E isso foi o gênero que emblematizou o carnaval e o que mais saiu dos limites do Recife.”

 

Não se sabe a data certa que ritmo surgiu, mas a palavra frevo apareceu na imprensa em 1907. E sabe-se que, ao final do século 19, o ritmo já estava nas ruas. A palavra frevo veio da palavra ferver, que, mais tarde, se tornou “frever” até chegar ao frevo - música rápida e frenética que não deixa ninguém parado.

 

Acompanhe os detalhes dessa interessante história com Lucas Pordeus León.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique