Bumba Meu Boi poderá se tornar Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

03:29 Cultura, Notícias 05/04/2018 - 20h18 Brasília Embed

Juliana Cézar Nunes

Ritual, festa, brincadeira e arte. O Bumba Meu Boi está prestes a ganhar reconhecimento internacional. O Iphan, Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, oficializou esta semana a candidatura do Complexo Cultural do Bumba Meu Boi Bumba  a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

 

Um dossiê organizado pelo instituto foi entregue ao Ministério das Relações Exteriores, que vai defender a candidatura brasileira junto à Unesco, Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

 

A presidente do Iphan, Kátia Bogea, acredita que o bem cultural tem muitas chances de receber o reconhecimento internacional. Ela lembra que o Bumba Meu Boi é vivenciado pelos brincantes ao longo ano, sendo um símbolo para o mundo da diversidade brasileira e, principalmente, maranhense.

 

O Complexo Cultural do Bumba Meu Boi é dividido em cinco principais estilos conhecidos como sotaques: Matraca, Orquestra, Zabumba, Costa-de-mão e Baixada. No Maranhão, são mais de 400 grupos na capital e em 75 municípios do estado.

 

Tarquínio Costa Cardoso participa há mais de 30 anos do Boi do Seu Teodoro em Brasília e do Boi de Maracanã no Maranhão. Ele fala sobre a expectativa dos mestres e brincantes pelo reconhecimento do boi como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade

 

O presidente da Fundação Cultura Palmares, Erivaldo Oliveira, destaca a origem afrobrasileira do Bumba Meu Boi e defende a valorização dos mestres da cultura popular.

 

O Brasil já possui cinco bens reconhecidos como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade: a Pintura Corporal e Arte Gráfica Wajãpi, o Samba de Roda no Recôncavo Baiano, o Frevo, o Círio de Nossa Senhora de Nazaré e a Roda de Capoeira.

 

A expectativa do Iphan é que já em 2019 a Unesco avalie e inclua o Complexo Cultural do Bumba Meu Boi nessa seleta lista.