História Hoje: Sob o signo de Bob Marley, Brasil comemora em 11 de maio o Dia Nacional do Reggae

02:32 Cultura, Programetes 11/05/2018 - 07h02 Brasília Embed

Apresentação Dilson Santa Fé

Onze de maio. Dia Nacional do Reggae. A data é uma homenagem ao cantor e compositor Bob Marley, que morreu em 11 de maio de 1981, aos 36 anos, em um hospital em Miami, Estados Unidos.

 

Marley é considerado um dos maiores representantes do estilo musical que surgiu na Jamaica, no final da década de 1960. Com a proposta de, por meio da música, falar de temas como o preconceito e desigualdade. Um estilo desenvolvido a partir de dois outros, o scar e o rock steady, uma mistura de gêneros, uma combinação harmoniosa e expressiva de sons e ritmos que, na década de 70, ganhou as asas luminosas da arte, despontando para o mundo.

 

Mas se Bob Marley é considerado expoente do estilo no mundo, alertam alguns pesquisadores, não pode ser considerado o único.
 

 

Aqui no Brasil foi no estado do Maranhão que o ritmo ecoou com mais força. Músicos foram influenciados pelo novo estilo, por um de seus aspectos mais característicos: a arte de expressar a cultura e a força de um povo por meio de sua musicalidade.

 

Mas que tipo de música é essa? Com batidas ritmadas, firmes, e suaves ao mesmo tempo? Capaz de alegrar o corpo e o pensamento? Muitos fizeram essa pergunta. O dicionário diz que a palavra grega, musikós, musical, significa o vínculo do espírito humanos com qualquer forma de inspiração artística.

 

O reggae é uma dessas formas. É um ritmo e um conceito que falam ao corpo e ao coração.

 

Pesquisa e texto: Solimar Luz
Sonoplastia: Messias Melo

 

História Hoje: Programete sobre fatos históricos relacionados a cada dia do ano. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores