Economia criativa foi tema de encontro promovido pela Cufa no Rio

03:02 Cultura, Notícias 17/06/2018 - 12h12 Rio de Janeiro Embed

Tatiana Alves

Incentivar o empreendedorismo cultural e a economia criativa. Esse é o objetivo do evento “#economiacriativageracultura”, realizado pela CUFA, Central Única das Favelas em parceria com o Ministério da Cultura.

 

A iniciativa reuniu jovens talentos, líderes comunitários, artistas e empreendedores culturais da periferia na sede da Cufa, em Madureira, na zona norte carioca. Uma exposição com fotos do cotidiano dos moradores de comunidades do Rio, além de apresentações de dança e música foram algumas das atividades desenvolvidas no encontro.

 

Moradores, artistas e empreendedores culturais locais tiraram dúvidas com técnicos do Ministério presentes no evento sobre os mecanismos de incentivo a iniciativas de incentivo à projetos culturais, como a Lei Rouanet e os editais de audiovisual.

 

O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, participou de um bate-papo mediado pela rapper Nega Gizza e pela jornalista e comentarista de economia Flávia Oliveira. Entre os assuntos tratados no evento, o ministro falou sobre a necessidade de desburocratizar o acesso a Lei Rouanet.

 

Outros que marcaram presença foram os presidentes da Ancine, Christian de Castro e da CUFA Global, Preto Zezé, o publicitário Caio Coimbra. O ator, cantor e agora empresário Serjão Loroza também veio prestigiar o evento. O artista lançou uma linha de cachaças saborizadas e destacou que a arte e a cultura são ferramentas importantes para fazer a diferença na vida das pessoas.

 

A Central Única das Favelas foi criada há 20 anos pelo empresário Celso Athayde, e pelos rappers Nega Gizza e MV Bill. A instituição apoia mais de mil favelas no estado do Rio de Janeiro além de desenvolver atividades culturais, esportivas, sociais e de entretenimento no Brasil e em 17 países.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique