Festa Literária das Periferias começa nesta terça no Rio Janeiro

02:01 Cultura, Notícias 05/11/2018 - 17h44 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

Começa nesta terça-feira, a sétima edição da Flup, Festa Literária das Periferias. Este ano, o evento será realizado na região conhecida como Pequena África, no Cais do Valongo, zona portuária do Rio.

 

O local, principal porto de entrada de africanos escravizados no Brasil, é considerado Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco. A escolha, segundo os organizadores, está relacionada ao grande tema dessa edição do festival: a negritude e as vivências da diáspora.

 

Ao longo dos próximos seis dias, a programação vai contar com mesas de debate, apresentações de poesia e atividades para o público infantil, somando mais de 80 escritores, poetas e debatedores nacionais e internacionais.

 

Maria Firmina dos Reis, escritora maranhense considerada a primeira romancista brasileira, será a grande homenageada dessa edição da Flup, junto com o escritor e músico Martinho da Vila, que completou 80 anos.


A abertura do festival contará com um debate sobre a invisibilidade da mulher negra na literatura, com destaque para a vida da própria autora homenageada.


Também no primeiro dia de atividades, será feita uma releitura do desfile de Zuzu Angel, de 1971. O evento fará um paralelo entre a crítica feita pela estilista contra a morte de jovens durante a ditadura militar e o genocídio da juventude negra pelo Estado nos dias atuais.

 

Na quarta-feira, terá início a programação infantil O evento será encerrado, no dia 11, com a final do Slam BNDES, que reunirá poetas de 16 estados brasileiros na competição de poesia falada. O banco de fomento patrocina o festival desde a primeira edição, em 2012.