Parceria vai ajudar a recompor acervo do Museu Nacional, no Rio

03:09 Cultura, Notícias 22/10/2019 - 19h45 Rio de Janeiro Embed

Tatiana Alves

Uma parceria em prol da ciência está completando 13 anos e, a partir de agora, também vai ajudar a recompor o acervo do Museu Nacional.


A parceria uniu a Concer, concessionária que administra a BR-040, e a Universidade Veiga de Almeida. A concessionária recolhe animais que morreram atropelados na rodovia e os encaminha para a universidade, onde inicialmente são objeto de pesquisa acadêmica e depois empalhados. Após o procedimento, são mandados para o Museu Nacional.


Desde 2006, já foram empalhados mais de dois mil e 600 animais, dentre os cerca de 15 mil atropelados neste período. Entre as espécies encaminhadas para o acervo do Museu Nacional estão répteis, aves e mamíferos.


A idealizadora do projeto, coordenadora de mestrado em Ciências do meio ambiente da Universidade Veiga de Almeida, Cecília Bueno, explica como funciona o trabalho.


A coordenadora de Meio Ambiente da Concer, Renata Villegas, destaca as medidas que vem sendo tomadas no projeto, que visa também para diminuir o número de animais atropelados.


O professor titular e curador das coleções de mamíferos do museu Nacional, Marcelo Weskeler, fala da importância do projeto na recuperação do acervo da instituição.


O incêndio no Museu Nacional ocorreu em 2 de setembro do ano passado. O fogo demorou cerca de seis horas para ser contido e destruiu mais de 90% dos 20 milhões de itens do museu, entre eles, exemplares de mamíferos e coleções inteiras de invertebrados da fauna brasileira.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique