Em 21 de abril de 1960, o nascimento de Brasília foi ecoado pelas ondas da Rádio Nacional

03:32 Cultura, Especiais 12/02/2020 - 15h21 Brasília Embed

Victor Ribeiro

No cinquentenário de Brasília, o cearense Carlito Alves Rodrigues contou à Rádio Nacional, que, aos 14 anos, se mudou para o Distrito Federal. Foi em 1957. Ele participou do começo da construção do Eixo Rodoviário Norte-Sul, o Eixão.

 

Talvez Carlito não soubesse, mas a abertura de ruas e estradas foi tão importante para Brasília, que marcou a consolidação da relação entre as construtoras e o governo.

 

Na tese “A Ditadura dos Empreiteiros”, o pesquisador Pedro Henrique Campos destaca que isso custou caro aos cofres públicos, cerca de US$80 bilhões.


Ele aponta que, apesar das condições de trabalho precárias “o fator pressa ajudava a maximizar os lucros”.

 

Só em novas estradas, foram mais de 12 mil quilômetros - o que daria para fazer 12 vezes o trajeto entre Brasília e Rio de Janeiro.


Para construir Brasília, o governo paralisou obras em todo o país e o Plano de Metas de Juscelino Kubitschek de fazer o Brasil crescer 50 anos em 5 fez disparar a inflação. Em uma entrevista em 1975, JK defendeu a mudança da capital.

 

Quinta-feira, 21 de abril de 1960. “Brasília amanhece”, dizia a manchete da edição número um do jornal Correio Braziliense. 30 anos antes da chegada da internet, os jornais tinham grande relevância, mas o rádio era o meio de comunicação instantâneo. Foi pelas ondas da Rádio Nacional de Brasília que o país acompanhou, em tempo real, a mudança da capital.

 

Naquele dia, estavam prontos os prédios do Congresso Nacional, os Palácios da Alvorada e do Planalto, o Supremo Tribunal Federal e a Catedral.

 

A nova paisagem no cerrado unia os traços de Oscar Niemeyer e Lúcio Costa ao paisagismo de Burle Marx e à arte de Athos Bulcão.


O nascimento da capital não foi marcado por acaso.

 

Foi num dia 21 de abril que Tiradentes, líder da Inconfidência Mineira, foi morto por defender a independência do Brasil. A escolha do mesmo dia servia para mostrar que Brasília trazia consigo o ideal de liberdade e a coragem do povo.

 

Com sonoplastia de Messias Melo e produção de Renato Lima, da Rádio Nacional, em Brasília, Victor Ribeiro.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique