Remoções e racismo afetam crianças na capital mineira da Copa

05:28 Direitos Humanos, Especiais 15/05/2014 - 08h22 Belo Horizonte Embed

Akemi Nitahara

A capital mineira teve diversas comunidades ameaçadas de remoção por conta das obras da Copa. Em uma delas, a Vila Dique, crianças vivem em situação precária, mas improvisam espaços para as brincadeiras coletivas. População em situação de rua denuncia repressão policial durante eventos esportivos. Escolas tentam ampliar espaços para a prática esportiva. Combate ao racismo associado à educação e ao esporte é defendido pelo jogador de futebol Tinga.

 

Veja textos e fotos na Agência Brasil

 

Cobertura multimídia no site da EBC

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique