Quilombolas contestam área destinada à comunidade na Bahia

01:54 Direitos Humanos, Notícias 27/08/2014 - 11h26 Brasília Embed

Beatriz Arcoverde

Depois de décadas de resistência negra e pelo menos cinco anos de disputa judicial, o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) publicou, no Diário Oficial da União, o Relatório Técnico de Identificação e Delimitação (RTID) da comunidade quilombola Rio dos Macacos, em terras dos municípios de Simões Filho e Salvador, na Bahia. Segundo resolução do Incra, serão destinados para fins de delimitação e regularização fundiária duas áreas descontínuas, que totalizam 104 hectares (ha).

 

Ao todo, o território reconhecido como quilombola tem 301,9 ha, por isso a comunidade discorda das dimensões apontadas. Para a trabalhadora rural e pescadora, Rosemeire dos Santos Silva, a área proposta não responde às demandas da comunidade, uma vez que, por exemplo, não garante acesso à água.

 

Leia mais na Agência Brasil

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique