Violência física contra mulheres lidera denúncias ao Ligue 180

01:29 Direitos Humanos, Notícias 08/03/2015 - 11h18 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Funcionando há 10 anos, a Central de Atendimento à Mulher (o telefone 180) já recebeu mais de 4 milhões de ligações. Somente no ano passado, foram quase 500 mil atendimentos, 50% a mais que o ano anterior.


Os dados são da SPM, Secretaria de Políticas para as Mulheres, e mostram que em 2014 os casos de violência sexual, incluindo estupro, assédio e exploração cresceram 20%. As denúncias de estupro foram 18% a mais que o ano anterior.


Mais da metade das denúncias de 2014 são casos de violência física, seguida de violência psicológica, com 31%. Em seguida, violência moral, patrimonial, sexual, cárcere privado e tráfico de mulheres.


De acordo com a SPM, o Ligue 180 já funcionava em outros países, como Portugal, Espanha e Itália. Agora está também em mais 13 países, como Argentina, França, Estados Unidos e Inglaterra.


Cerca de 85% das pessoas que procuraram o atendimento são mulheres, que denunciam violência praticada por parceiros, na maior parte. O Distrito Federal foi a unidade da Federação onde mais houve ligações para o serviço, seguido dos estados do mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro. Qualquer pessoa pode denunciar casos de violência contra a mulher, no número 180, mesmo que não seja a vítima.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique