Brasil tem mais de três milhões de crianças trabalhando

02:29 Direitos Humanos, Notícias 14/06/2015 - 16h01 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

Uma mobilização realizada neste domingo, na praia de Copacabana, na zona sul do Rio, reuniu representantes de instituições que integram o Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Trabalhador Adolescente.

 

O grupo se concentrou em frente ao posto 6 e seguiu pela orla distribuindo material informativo sobre os prejuízos causados às crianças submetidas ao trabalho infantil. Cerca de 5 mil produtos, entre cartilhas, folhetos e camisetas foram entregues às pessoas que aproveitavam o domingo de sol para passear pelo calçadão.

 

De acordo com coordenadora do Programa Trabalho Justiça e Cidadania, da Associação dos Magistrados, Glória Regina Ferreira Mello, a intenção é combater e desconstruir mitos que cercam o problema.

 

 

A opinião é compartilhada com a procuradora do Trabalho, Sueli Teixeira Bessa. Ela ressalta que o trabalho infantil é uma grave violação dos direitos humanos.

 

O Brasil ainda possui mais de 3 milhões de crianças trabalhando. No último dia 12 de junho, Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, o Ministério do Trabalho e Emprego divulgou o balanço dos últimos 12 meses de operações de fiscalização.

 

Mais de 6 mil crianças e adolescentes em atividades ilegais foram resgatadas no país. No Rio de Janeiro, o número foi de 323 crianças.

 

Pela legislação brasileira, só é permitido o trabalho a partir dos 14 anos, com especificações de tempo de serviço, atividades exercidas e integração com a escola, por meio da Lei da Aprendizagem.