Trabalhadores são resgatados em condições de escravidão no PA

02:05 Direitos Humanos, Notícias 16/06/2015 - 10h39 Brasília Embed

Graziele Bezerra

O Ministério do Trabalho e Emprego divulgou nessa segunda-feira (15) o resgate de sete trabalhadores encontrados em condições semelhantes às de escravidão, numa fazenda no Pará. 

 

Os trabalhadores foram resgatados no dia 7 de junho pelo Grupo Especial de Fiscalização Móvel – formado por auditores-fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego, representantes do Ministério Público do Trabalho e policiais rodoviários federais na Fazenda Recanto Feliz, no município paraense de Brasil Novo.

 

Eles foram encontrados roçando o pasto sem equipamentos de proteção, consumindo as refeições expostos às condições do clima e bebendo água das grotas e minas do pasto. As necessidades fisiológicas eram feitas num matagal próximo à frente de trabalho.

 

Um galpão com tratores e implementos agrícolas era o alojamento destinado a alguns trabalhadores. O local não tinha paredes e o piso era de chão batido, sem proteção contra o frio e a chuva.

 

Outro trabalhador dormia na cozinha da fazenda e um último, na varanda da casa. O descanso era realizado em redes compradas pelos próprios trabalhadores.

 

A água utilizada para beber, cozinhar e para tomar banho, na sede da fazenda, vinha de um pequeno açude, com o líquido apresentando turbidez, coloração amarronzada e presença de coliformes fecais do gado do local.

 

A fiscalização determinou a imediata paralisação das atividades dos trabalhadores, a retirada dos empregados dos locais onde estavam alojados, com o encaminhamento para as residências ou hotéis na cidade.

 

Os fiscais realizaram ainda o registro dos contratos de trabalho, bem como a rescisão indireta dos contratos, o recolhimento do FGTS, Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, e da contribuição previdenciária do INSS, além de realizar pagamento das verbas rescisórias aos sete trabalhadores resgatados.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique