Residências terapêuticas são alternativa a antigos manicômicos

03:28 Direitos Humanos, Especiais 15/09/2015 - 05h30 Barbacena (MG) Embed

Manuela Castro

Um dos principais símbolos da humanização na psiquiatria é uma casa. O direito básico do homem à moradia foi devolvido a milhares de brasileiros com transtornos mentais por meio do projeto das residências terapêuticas, que começou no ano 2000. A ideia era tirar os pacientes dos antigos manicômios para que eles voltassem a ter contato com a sociedade, em um lar com cuidadores e o atendimento de psicólogos e assistentes sociais.

 

Atualmente, existem 620 residências terapêuticas em todo o país. Em Barbacena (MG), onde havia o maior hospício do Brasil, são 32 residências, coordenadas pela assistente social Leandra Vidal.

 

***

 

Confira o quinto e último capítulo do especial radiofônico "Loucura e liberdade: saúde mental em Barbacena”. A sonorização é de Marcos Tavares.


A versão televisiva foi transmitida pelo Caminhos da Reportagem, da TV Brasil, e está disponível aqui. Acesse também o especial em texto online na Agência Brasil.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique