Exploração infantil em trabalho doméstico aumenta 100% no AM

02:28 Direitos Humanos, Notícias 16/03/2016 - 18h23 Brasília Embed

Jéssica Gonçalves

O trabalho Infantil doméstico no estado do Amazonas aumentou mais de 100% entre 2012 e 2013. No ano de 2012, 1,7 mil crianças e adolescentes de cinco a 17 anos tinham esse tipo de ocupação, enquanto em 2013 o número subiu para 3,5 mil. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (16), em Brasília, pelo Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil.

 

A pesquisa, feita com base em informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostra ainda que, em alguns estados, o trabalho infantil doméstico tem grande peso em relação aos outros tipos de trabalho infantil, como é o caso do Amapá, Tocantins, Roraima e Maranhão.

 

O Acre foi a unidade da federação com o maior aumento do trabalho infantil doméstico comparado ao trabalho infantil geral: subiu de 5% em 2012 para 9% em 2013.

 

De acordo com coordenadora do programa de erradicação do trabalho infantil no Acre, Mariana Morais, a maioria das crianças acaba trabalhando de favor na casa de outras pessoas em troca de estudos.

 

Entre as crianças e adolescentes que faziam serviços domésticos em 2013, a grande maioria era de meninas: 94%. Eram 200 mil crianças do sexo feminino contra 12 mil do sexo masculino. Em relação à cor e raça, o trabalho infantil doméstico é praticamente composto de negros: 73% contra 27% de não-negros.

 

A secretária-executiva do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil, Isa Oliveira, afirma que, para reverter a situação, o governo precisa priorizar políticas públicas contra o trabalho infantil.

 

Apesar do ainda alto índice de crianças ocupadas com serviços domésticos no Brasil, de 1992 a 2013 esse número caiu 75%. Foram 650 mil casos a menos nesses 20 anos. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique