OMS alerta que violência sexual atinge ou atingirá 25% das mulheres

02:37 Direitos Humanos, Notícias 08/03/2016 - 17h24 Brasília Embed

Priscilla Mazenotti

Uma em cada quatro mulheres aqui no Brasil sofreu, sofre ou sofrerá algum tipo de violência sexual durante a vida. No mundo, uma em cada três mulheres é vítima de algum tipo de violência. Os dados da Organização Mundial de Saúde foram apresentados pela senadora Simone Tebet, que preside o Conselho do Diploma Mulher-Cidadã Bertha Lutz. Além disso, as mulheres ganham menores salários e têm menos representatividade no parlamento, segundo a senadora.

 

O Diploma Bertha Lutz foi entregue nesta terça-feira à pessoas que lutam pelas questões de gênero, pela igualdade, pelo fim do preconceito e do tratamento desumano com relação às mulheres. Pela primeira vez em 15 anos de existência, o Diploma foi entregue a um homem. O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal. Ele recebeu a premiação porque, quando era presidente do Tribunal Superior Eleitoral, em 2014, l ançou a campanha “Mais Mulheres na Política” e foi um incentivador da ideia do “Todo Poder às Mulheres”, como forma de aumentar a participação feminina não só na política e em outras instâncias de poder, mas na sociedade como um todo.

 

O Diploma Bertha Lutz f oi criado em 2001 e já premiou 75 mulheres. Entre elas, a própria Maria da Penha, que por ter sofrido violência doméstica acabou dando nome à Lei Maria da Penha. A coordenadora da Pastoral da Criança, Zilda Arns e a presidenta Dilma Rousseff também receberam o Diploma.

 

Esse diploma se chama Bertha Lutz em homenagem à bióloga que foi uma das pioneiras do movimento feminista no Brasil, ainda no início do século passado. É dela as ações políticas que resultaram em leis que deram, por exemplo, o direito de voto às mulheres e igualdade de direitos políticos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique