Pesquisa mostra vulnerabilidade do povo cigano no Distrito Federal

02:06 Direitos Humanos, Notícias 24/05/2016 - 17h51 Brasília, DF Embed

Wellison Barbosa

Cento e treze ciganos vivem entre os brasilienses. Esse é um dos dados que foram apresentados nessa semana pela Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) sobre a comunidade.

 

A pesquisa entrevistou membros das etnias Ron e Calon para obter informações sobre as origens e tradições desse povo.

 

Dados do Cadastro Único apontam que essa comunidade sofre profundas vulnerabilidades sociais.

 

A jovem Daiane da Rocha ressalta que houve um avanço com a cessão de uma terra para a comunidade viver em Sobradinho e também o acesso à escola pública, mas lamenta que os ciganos que vivem em Brasília ainda sofrem privações de outros direitos básicos.

 

 

 

Wanderley da Rocha é cigano da etnia Calon e preside a Associação Nacional das Etnias Ciganas. Ele explica que a falta de visibilidade tanto pelo governo quanto pela sociedade é um dos maiores problemas encontrados pelo povo cigano.

 

 

O assessor da Diretoria de Estudos e Políticas Sociais da Codeplan, Thiago Mendes, conta que houve dificuldade em realizar a pesquisa por falta de informações, uma vez que os ciganos ainda estão fora da maioria das estatísticas oficiais.

 

 

Dos 113 ciganos que vivem no DF, 81% são negros ou pardos. A escolaridade é baixa: 71% deles possuem apenas o ensino fundamental incompleto.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique