População LGBT do interior do Pará vai ter acesso a carteira de identidade trans

03:13 Direitos Humanos, Notícias 17/02/2017 - 10h48 Belém Embed

Priscila Sousa, da Rádio Cultura do Pará

A paraense trans Isabela Santorini solicitou a mudança de nome no documento de identidade em 2014. Segundo ela, o direito ajudou a evitar situações de constrangimento. O Pará foi o primeiro estado brasileiro a garantir que a identificação específica para transexuais e travestis seja aceita por órgãos públicos.


Desde 2013, a comunidade LGBT tem acesso a carteira, criada a partir de um decreto estadual. Esta foi uma forma encontrada para garantir o exercício da cidadania, segundo a diretora de Atendimento à Grupos Vulneráveis, Aline Boaventura.


Confira os detalhes na matéria de Priscila Sousa, da Rádio Cultura do Pará.