OIT estima 152 milhões de crianças no trabalho infantil em 2016 no mundo

01:55 Direitos Humanos, Notícias 20/09/2017 - 08h27 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

Segundo da OIT, a Organização Internacional do Trabalho, uma a cada dez crianças em todo o mundo trabalhava em condições ilegais até o ano passado .

 

Ou seja, 152 milhões de pessoas entre 5 e 17 anos exploradas pelo trabalho infantil.

 

Desse total, praticamente a metade, 73 milhões, se dedica a trabalhos que oferecem risco à saúde, a segurança ou ao desenvolvimento e 4 milhões fazem trabalhos forçados, ou seja, trabalho escravo.

 

Um terço das crianças até 14 anos que trabalhavam estão fora da escola.

 

Os números estão no estudo Estimativas Globais de Trabalho Infantil que compara os resultados de 2016 com os de 2012.

 

Uma das conclusões é que o cenário mundial de exploração do trabalho infantil até melhorou, mas foi uma melhora mais lenta e menor que a esperada.

 

Somando o número de crianças em situação irregular com as de jovens empregados regularmente, o número de pessoas com menos de 18 anos trabalhando chega a 218 milhões.

 

Os números da OIT foram apresentados durante a assembleia da ONU que acontece em Nova Iorque e que também apresentou um novo estudo sobre trabalho escravo no mundo.

 

A pesquisa mostrou que, em 2016, 40 milhões de pessoas foram vítimas da escravidão moderna. Destas, 25 milhões foram submetidas a trabalhos forçados e 15 milhões foram forçadas a se casar.

 

Uma a cada quatro vítimas do trabalho escravo é criança. E de cada dez pessoas em trabalho escravo, sete são mulheres.

 

E a situação ficou pior entre 2012 e 2016 quando cresceu em 20% o número de pessoas trabalhando em trabalho escravo

 

* Áudio e texto atualizados às 15h38 de 20/09/17. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique