Setembro Amarelo: Ligação gratuita para serviço de prevenção ao suicídio chega a oito estados

02:43 Direitos Humanos, Notícias 06/09/2017 - 09h09 Brasília Embed

Renata Martins

Solidão, tristeza, dificuldade de lidar com algumas situações.  Às vezes, uma conversa sem julgamentos ajuda a lidar com esses problemas.

 

Há 55 anos, voluntários do CVV - Centro de Valorização da Vida escutam o desabafo de quem às vezes precisa apenas de alguém para conversar.

 

A entidade oferece apoio emocional e prevenção do suicídio.

 

Gilmar Aguiar, Coordenador do Programa de Seleção de Voluntários fala que em determinados casos quem procura o serviço está em risco.

 

 

O atendimento é gratuito em todo país e é feito sob total sigilo.

 

Na internet pode ser feito por email, bate-papo de redes sociais como Facebook e Skype.

 

Mais de 70 postos espalhados por diversas cidades realizam atendimento pessoalmente.

 

Por telefone, o número 141 atende em todo o Brasil.

 

Neste caso, as chamadas custam em média R$0,07 se forem feitas de um telefone fixo e R$ 0,70 de celular, a cada minuto.

 

A partir de 30 de setembro, em Roraima, Acre, Amapá, Rondônia, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Piauí e Rio de Janeiro as ligações passam a ser gratuitas, por meio do número 188.

 

O Rio Grande do Sul já conta com esse serviço desde 2015. O serviço será expandido para todo o território nacional até 2020. Com isso, o 141 será substituído gradativamente pelo 188.

 

O novo serviço é fruto de uma parceria entre o Centro de Valorização da Vida e o Ministério da Saúde.

 

Por ano, o CVV realiza mais de um milhão de atendimentos. A entidade conta com dois mil voluntários.

 

O mês de setembro é dedicado mundialmente à prevenção do suicídio.

 

O Setembro Amarelo busca sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão, que é um problema de saúde pública e pode ser prevenido em 9 de cada 10 casos.