Viva Maria: Cultura herdada dos escravos, Marabaixo quer chegar a todas as vozes brasileiras

07:46 Direitos Humanos, Programetes 24/11/2017 - 07h02 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Direto do Meio do Mundo, onde acontece o Encontro com Comunicadores do Amapá , aqui estou eu, a convite do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Fundação Nacional do Índio (FUNAI e Instituto de Pesquisa e Formação Indígena (IEPÉ) .

 

O evento tem por objetivo conhecer as áreas protegidas que compõem o Mosaico da Amazônia Oriental com direito a uma visita de campo à Flona do Amapá!

 

Como é bom poder contemplar a esquina do rio mais belo com a linha do Equador!

 

Por uma feliz coincidência, em pleno novembro negro, chego a tempo de comemorar o aniversário de 31 anos da UNA que é a União Dos Negros Do Amapá!

 

A festa vai ter sua culminância no 22º Encontro dos Tambores que tem no ritmo do Marabaixo sua referência maior porque é um símbolo da cultura musical do estado do Amapá.

 

Marabaixo tem suas raízes na revolta dos escravos!

 

Mas, para que a gente possa melhor entender a força dessa manifestação folclórica vamos ouvir Valdinete Costa, uma das coordenadoras do Ciclo do Marabaixo que chega acompanhada de Tatiane Maciel e sua caixa!

 

É Marabaixo do Laguinho! É o meio do mundo! 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.

Tags