Empresas com contratos com o governo federal terão que contratar presos ou egressos

01:46 Direitos Humanos, Notícias 15/08/2018 - 16h11 Brasília Embed

Lucas Pordeus León

Empresas que firmem contratos com o governo federal no valor de mais de R$ 330 mil ao ano serão obrigadas a contratar presos ou egressos do sistema penitenciário. O percentual estabelecido varia de 3% a 6% dependendo do número de empregados contratados pela empresa para prestar os serviços.

 

A portaria que regulamenta a Política Nacional de Trabalho no âmbito do Sistema Prisional foi assinada nesta quarta-feira.

 

Segundo o ministro da Segurança Pública, Raul Jungman, o objetivo é estimular a ressocialização, incluindo  os egressos e presos do sistema penitenciário  no mercado de trabalho.

 

Os contratados podem ser egressos ou presos em regime aberto, semi-aberto ou fechado. Foi criado ainda um banco de dados dos egressos para a seleção dos empregados. A autorização para contratação será dada pelo Poder Judiciário, que avaliará o perfil dos presos selecionados.

 

Também foi assinado nesta quarta-feira um convênio no valor de R$ 60 milhões para a reestruturação do sistema socioeducativo que atende crianças e adolescentes em conflito com a lei. Segundo o ministro dos direitos humanos, Gustavo Rocha, para melhoria dos centros e para facilitar o retorno dos jovens ao sistema educacional.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique