Fim de relação abusiva é hora de maior risco para mulher, alerta promotora

01:52 Direitos Humanos, Notícias 07/08/2018 - 18h22 Rio de Janeiro Embed

Joana Moscatelli

O momento em que a mulher decide sair de uma relação abusiva e dizer "não" ao parceiro é a hora de maior risco para ela. A afirmação é da coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Violência Doméstica contra a Mulher, a promotora Lúcia Iloizio.

 

Durante ação social nesta terça-feira no Rio de Janeiro, para celebrar os 12 anos de Lei Maria da Penha,  a promotora reforçou a importância da denúncia contra os agressores.

 

A promotora Lúcia Iloizio ressaltou ainda como a Lei Maria da Penha - que visa proteger mulheres da violência física, verbal e psicológica - também abriu portas para a criação da Lei do Feminicídio em 2015...

 

De 2015 até março deste ano, o Ministério Público do Rio de Janeiro já registrou cerca de 170 denúncias de feminicídios tentados ou consumados.

 

Lúcia Iloizio lembrou ainda que as mulheres precisam conhecer os serviços de acolhimento e atenção às vítimas de violência doméstica, como abrigamento e medidas protetivas, solução para a sua retirada imediata do ambiente de agressão.