Relatores da ONU criticam condução de políticas sociais no Brasil; Itamaraty lamenta análise

01:28 Direitos Humanos, Notícias 06/08/2018 - 11h58 Brasília Embed

Kariane Costa

Um grupo de especialistas do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos divulgou um documento com críticas à condução da política social no Brasil.

 

No texto, os especialistas afirmam que a atenção aos menos favorecidos tem sido deixada de lado.

 

Eles argumentam que houve cortes orçamentários em programas que beneficiam pessoas que vivem em situação de pobreza e exclusão social.

 

O grupo também aponta como fato negativo o aumento da mortalidade infantil, indicando as infecções por zika vírus como um dos fatores para este resultado.

 

O governo brasileiro reagiu ao documento, e em nota divulgada pelo Itamaraty lamentou a forma como os especialistas interpretaram os dados.

 

O Ministério das Relações Exteriores destacou o investimento do governo em programas sociais, como o Bolsa Família, Benefício de Prestação Continuada, Aquisição de Alimentos, Programa Nacional de Apoio à Captação de Água da Chuva e outras Tecnologias Sociais, além da Política de Microcrédito Produtivo Orientado.

 

Na nota, são citados ainda novos programas implementados, como o Criança Feliz e o Plano Progredir.

 

O Itamaraty acrescentou que mantém diálogo e colaboração com os órgãos das Nações Unidas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique