Viva Maria: Aborto continua crime na Argentina, mas onda verde trouxe direito reprodutivo ao debate

07:50 Direitos Humanos, Programetes 10/08/2018 - 09h04 Brasília Embed

Apresentação Mara Régia

Adios Nonino! Viva Maria hoje se vale da mais bela canção de Astor Piazzola, para  traduzir a tristeza das mulheres argentinas diante da rejeição do projeto para descriminalizar o aborto em terras portenhas. Na madrugada de ontem (9), por 38 votos contra a 31 a favor e duas abstenções, o texto da lei de interrupção voluntária da gravidez que, em 14 de junho, havia sido aprovado pela Câmara, foi reprovado pelo Senado.


Com isso, a intensidade daquela onda verde de esperança, feita com lenços nas mãos e na cabeça de nossas “hermanas”, se viu momentaneamente abalada. Pelo menos até que novos fatos se desdobrem em ações de governo capazes de resgatar o otimismo que, por alguns meses, antecedeu a votação de ontem.

 

Sabemos que apesar  de rejeitado, o projeto poderá voltar à pauta para uma nova avaliação dentro de um ano. Enquanto isso, resta-nos manter a temática do aborto em pauta. Para tanto, contamos mais uma vez, com a participação de Rosângela Talib, da equipe de coordenação da organização não governamental Católicas pelo Direito de Decidir que, embora frustrada em suas melhores expectativas, não se deixou abater pelo resultado da votação histórica de ontem, não é isso, minha amiga ?

 

 

Viva Maria: Programete que aborda assuntos ligados aos direitos das mulheres e outros aspectos da questão de gênero. É publicado de segunda a sexta-feira. Acesse aqui as edições anteriores.