Quilombolas acampam na sede do Incra, em São Luís; eles pedem regularização dos territórios

01:15 Direitos Humanos, Notícias 19/09/2018 - 14h50 Brasília (DF) Embed

Maíra Heinen

Cerca de 100 integrantes do movimento quilombola estão acampados desde segunda-feira (17) na sede do Incra, em São Luís, no Maranhão.

 

Eles querem que o órgão conclua 72 relatórios de regularização fundiária que, segundo eles, estão parados desde 2015.

 

A falta de regularização dos territórios, segundo o representante Gil Quilombola, aumenta a violência na região.

 

Ele cita algumas áreas onde o clima de incertezas traz o acirramento dos ânimos entre quilombolas e produtores rurais.

 

Os quilombolas pretendem manter a ocupação até que a pauta seja atendida pelo instituto.

 

Nesta quarta-feira (19), está prevista uma reunião do superintendente do Incra no Maranhão, George Aragão, com os representantes da ocupação, defensores públicos e a Comissão de Direitos Humanos da OAB no Maranhão.

 

Procurado, o Incra respondeu apenas que confirmava a reunião desta quarta-feira.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique