Defensoria do Rio percorre comunidades para alertar sobre direitos das crianças e adolescentes

02:40 Geral, Notícias 15/10/2018 - 20h32 Brasília Embed

Fabiana Sampaio

A Defensoria Pública do estado do Rio de Janeiro estará em quatro comunidades da capital neste mês para ouvir e orientar pais e responsáveis sobre os direitos relativos à infância e juventude. O projeto “circuitinho de favelas – pelos direitos da crianças e dos adolescentes”, tem início nesta na favela de Acari, na zona norte. Defensores também vão visitar as favelas Vila Cruzeiro, também na zona norte, Cidade de Deus, na zona oeste e Parque das  Missões, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

 

Segundo a defensoria, a ação foi inspirada em outra iniciativa , o circuito favelas por direitos, que percorreu comunidades para apurar violações de direitos humanos no contexto da intervenção federal na segurança pública do Rio.

 

O ouvidor-geral da Defensoria, Pedro Strozenberg,  falou sobre a proposta do projeto, que continua ouvindo moradores sobre violações, mas que neste mês, está voltado para a infância e a adolescência.



O ouvidor citou os principais temas e questões que devem envolver os atendimentos nessas localidades.



Nas visitas, organizadas pela Coordenação da Infância e Juventude,  Coordenadoria de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente e a Ouvidoria da Defensoria Pública, será distribuído também um livreto infantil, que apresenta o tema dos direitos de forma lúdica, além de cartilhas que explicam o passo a passo das medidas socioeducativas aplicadas aos adolescentes em conflito com a lei.

 

Durante o circuitinho, estão previstas também rodas de conversa com alguns grupos, como adolescentes egressos do sistema socioeducativo, além de professores e jovens e adolescentes grávidas ou que já experimentaram a maternidade para fomentar ações mais efetivas da defensoria na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes.

 

* Matéria atualizada às 21h39 para correção dos nomes das comunidades.