Brasil, Colômbia e Peru assinam acordo de combate ao tráfico de pessoas e exploração sexual

01:54 Direitos Humanos, Notícias 17/12/2018 - 23h04 Brasília Embed

Juliana Cézar Nunes

O combate ao tráfico de pessoas e à exploração sexual na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru acaba de ganhar um reforço.

 

Representantes de órgãos públicos e organizações não-governamentais assinaram este mês um pacto para intensificar a atuação conjunta.

 

O principal objetivo é fortalecer a prevenção e a assistência às vítimas. O acordo também prevê diálogo com representantes indígenas para atuação nos casos que envolvem crianças e mulheres das comunidades indígenas nos três países.

 

Edmilson Barreiros, procurador-chefe do Ministério Público Federal no Amazonas, acredita que o novo pacto facilita a troca de informações.

 

Sonora: "Este pacto pode gerar antes de mais nada uma visibilidade sobre o problema na região."

 

O pacto internacional de combate ao tráfico de pessoas e à exploração sexual na tríplice fronteira Brasil-Colômbia-Peru foi assinado no último dia 13 de dezembro, em Letícia, na Colômbia, cidade que faz fronteira com Tabatinga, no Amazonas.

 

Na ocasião, uma rede de organizações não-governamentais apresentou estudo que mostra a ligação da rede de tráfico de pessoas e de exploração sexual com o narcotráfico.

 

A atividade turística também contribui para ampliar o aliciamento de crianças e adolescentes.

 

Denúncias podem ser feitas pelo Disque Direitos Humanos, o Disque 100.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique