Em Cuiabá, mais de 8 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica até outubro

02:03 Direitos Humanos, Notícias 29/12/2018 - 10h58 Brasília Embed

Juliana Cézar Nunes

A Delegacia da Mulher de Cuiabá instaurou este ano cerca de 2 mil inquéritos e atuou para que 1,6 mil medidas protetivas fossem concedidas.

 

De janeiro a outubro, 8 mil mulheres foram vítimas de lesão corporal, 247 sofreram tentativa de homicídio e 61 foram assassinadas.

 

No final do ano, a preocupação com os casos de violência doméstica aumenta, já que o alto consumo de bebida alcoólica potencializa as agressões. A delegada Jozirlethe Criveletto afirma que as instalações da delegacia foram adaptadas para agilizar o atendimento.

 

Sonora: “Nós temos hoje vários cartórios que trabalham dentro da delegacia só com o pronto-atendimento de violência doméstica. E isso facilita para essa vítima, que busca a delegacia, ela já faz um registro de ocorrência, é encaminhada ao setor de pronto-atendimento, e ela já sai da delegacia com os encaminhamentos.”

 

A delegada também destaca a importância das vítimas serem atendidas sem contato com agressores e de forma respeitosa.

 

Sonora: “Houve uma adequação, foi feita uma reforma na delegacia, na parte térrea, para que houvesse essas adequações, de um espaço para a espera dessas vítimas, um espaço para atendimento de psicologia, de assistência social, para que ela tivesse um melhor acolhimento nessa chegada na delegacia.”

 

A Delegacia da Mulher de Cuiabá também criou um núcleo de investigação que atua para elucidar crimes e comprovar o descumprimento de medidas protetivas. Isso ocorre quando o agressor, mesmo impedido por determinação judicial, se aproxima da mulher anteriormente agredida ou ameaça. Denúncias desse e de outros tipos de violência contra a mulher podem ser feitas pelo Ligue 180.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique