Damares Alves defende o apoio das igrejas e das escolas no combate à violência doméstica

04:05 Direitos Humanos, Notícias 29/05/2019 - 18h58 Brasília Embed

Sayonara Moreno

Violência contra a mulher e violência contra as crianças: esses são os maiores desafios para o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

 

A avaliação é da titular da pasta, ministra Damares Alves.


O disque 180, que recebe denúncias de violência contra a mulher, registrou, em janeiro e fevereiro deste ano, mais de 11 mil ligações, em todo o Brasil: 20% a mais que os dois primeiros meses do ano passado. Os números abrangem tanto as denúncias quanto as ocorrências.

 

Em entrevista à TV Brasil, a ministra Damares alerta que, para combater esse tipo de violência, é preciso olhar para todas as mulheres, não apenas as dos grandes centros.
 

A ministra chama a atenção para a importância da contribuição de toda a sociedade no combate a esse tipo de violência.

 

É preciso, segundo ela, o apoio, inclusive de igrejas e lideranças religiosas. Além disso, o tema deve ser trabalhado nas escolas, desde a infância.
 

Ainda na avaliação da ministra Damares Alves, o ministério tem, também, outros desafios.

 

Entre eles, o combate à automutilação e ao suicídio de crianças e adolescentes.

 

A pesquisa da Universidade Federal de São Paulo aponta que, no Brasil, aumentou em 24% o número de jovens que tiraram a própria vida, entre 2006 e 2015, enquanto, no mundo, esse dado reduziu em 17%

 

Segundo a ministra, os números assustam, mas são necessários para a implementação de políticas mais efetivas.

 

Outros temas que Damares Alves destaca como importantes para o ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, são a proteção dos idosos, a importância da adoção tardia, no Brasil, e as pessoas com deficiência.

 

Ainda em relação às pessoas com deficiência, a ministra destaca que a lei deve respeitar as especificidades de cada região do país e de casa pessoa: seja em aldeias indígenas, nos grandes centros ou na zona rural.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique