Policiais de Roraima são treinados para abordar pessoas surdas

02:00 Direitos Humanos, Notícias 31/05/2019 - 10h09 Brasília Embed

Bianca Paiva

Vinte e dois profissionais de segurança pública de Roraima, como policiais civis e militares, além de guardas municipais, participam, desde terça-feira (28), do primeiro curso para abordagem de pessoas surdas.

 

A iniciativa é da Academia de Polícia Integrada Coronel Santiago, que fica na capital Boa Vista. A diretora da instituição, delegada Giuliana Castro, conta que o curso faz parte da política de inclusão social da academia.

 

O curso foi montado em parceria com a Secretaria de Educação e Desporto. São aulas teóricas e práticas, que incluem o ensino da Libras, a Língua Brasileira de Sinais, e o atendimento diferenciado na abordagem da pessoa surda, como explica a delegada.

 

As aulas do primeiro curso para abordagem de pessoas surdas terminam nesta sexta-feira (31).

 

A diretora da Academia de Polícia Integrada informou que uma nova turma será aberta em junho.

 

A instituição também quer criar um manual que possa ser aproveitado por policiais de outros estados brasileiros.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique