Neste sábado é lembrado o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

02:24 Direitos Humanos, Notícias 21/09/2019 - 06h40 Brasilia Embed

Évelyn Cabral

Perpétua Moreira, 53 anos, aposentada, é cadeirante. Ela conta como é seu dia a dia e os desafios que enfrenta.

 

Perpétua é uma das 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência no país. Assim como ela, muitos já chegaram a enfrentar situações de preconceito e de falta de inclusão social.

 

É o que mostram os números. Só no ano passado, a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência recebeu 22.718 denúncias de violação contra pessoas com deficiência.

 

A principal delas é a negligência, com cerca de 8.300 casos, seguida de violência psicológica, com quase 6 mil. Os casos formalizados de violência física chegaram a 3.600.

 

São Paulo e Minas Gerais são os estados que lideram esses números.

 

E os números podem ser ainda maiores, já que parte das vítimas não denuncia.

 

Justamente para chamar atenção a essa situação que é lembrado, neste sábado (21), o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência.

 

Priscilla Gaspar, secretária nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que é surda e conversou com a gente por meio de uma intérprete, explica que muitas vezes o preconceito vem de dentro de casa.

 

Ela ainda lembra que a denúncia é muito importante. Por isso, se você está sendo vítima de violência por ter alguma deficiência ou conhece alguém que passe por esta situação, não se cale. Denuncie e ligue para o Disque 100. A ligação é grátis.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique