Distrito Federal registra mais de 16 mil denúncias de violência contra idosos em 2018

01:31 Direitos Humanos, Notícias 06/10/2019 - 11h13 Brasília Embed

*Larissa Abreu

Maria de Lurdes da Silva, de 79 anos, sofreu muitos abusos em casa. Entre eles, agressões psicológicas do próprio filho.

 

A realidade de Maria de Lourdes é compartilhada por muita gente.

 

É o que mostra a 4ª edição do Mapa da Violência contra a Pessoa Idosa divulgado na última semana pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios.

 

O levantamento mostra que em 2018, foram recebidas 16.228 denúncias de agressões a idosos em Brasília. A maioria das vítimas eram mulheres entre 60 e 69 anos. E em 57% dos casos os filhos eram os principais agressores.

 

Ceilândia é a região onde há mais casos, com quase 17% das ocorrências. Seguido de Taguatinga, com 10,8%, e do Plano Piloto, com 9%.

 

Os maus-tratos psicológicos e negligência foram os tipos de violência mais comuns.

 

O mapa da violência contra a pessoa idosa se baseou em dados dos últimos dez anos coletados pelo Disque Direitos Humanos, o Disque 100, do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

 

Além da denúncia anônima através do Disque 100, essas agressões podem ser denunciadas pessoalmente em qualquer delegacia de polícia do Distrito Federal.

 

* Larissa Abreu, com supervisão de Sheily Noleto. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique