Ministério Público Federal pede proteção da área onde indígenas isolados foram vistos

02:00 Direitos Humanos, Notícias 23/10/2019 - 19h32 Brasília Embed

Bianca Paiva

Os indígenas isolados foram avistados no dia 9 deste mês por brigadistas indígenas do Prevfogo do Ibama, após o encerramento de uma operação de combate a um incêndio florestal na Ilha do Bananal, no Tocantins. Indígenas da região também relataram terem visto o grupo durante uma pescaria.

 

O fato foi comunicado ao Ministério Público Federal no estado, que recebeu, inclusive, fotos de pegadas dessas pessoas, sendo seis adultos e duas crianças. Elas estavam completamente nuas e com cabelos compridos, características distintas das etnias javaé e karajá que vivem na área. A suspeita é que sejam do povo avá-canoeiro, também conhecido regionalmente como “cara preta”.

 

Para garantir a proteção dos índios isolados, o MPF tocantinense expediu uma recomendação à Funai e ao ICMbio, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, por se tratar de uma área sobreposta, como explica o procurador Álvaro Manzano.

 

A Funai e o ICMbio têm cinco dias para responder ao Ministério Público Federal do Tocantins a contar do recebimento da recomendação. A reportagem tentou ouvir os dois órgãos, mas até o fechamento desta reportagem, não obteve retorno.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique