Força Nacional pode ser enviada ao Maranhão para garantir segurança de índios Guajajara

01:58 Direitos Humanos, Notícias 08/12/2019 - 14h17 Brasília Embed

Dayana Vitor

A Força Nacional de Segurança Pública poderá ser enviada ao Maranhão após atentado contra um grupo de índios guajajara nesse sábado (7). A afirmação foi feita pelo ministro da Justiça, Sérgio Moro, em sua conta no twitter.

 

No sábado, na BR-226, entre as aldeias Boa Vista e El Betel, no Maranhão, dois índios foram mortos e dois ficaram feridos na ação.

 

Até agora, o que se sabe é que tiros foram disparados de dentro de um veículo branco com vidros espelhados contra um grupo de índios. Quatro foram atingidos, sendo que dois morreram: Raimundo Benício Guajajara e Firmino Prexede Vituriano Guajajara. Um dos sobreviventes relata o que ocorreu.

 

Após o atentado, indígenas interditaram a rodovia BR-226 nos dois sentidos, a passagem de veículos continua bloqueada naquela região em três pontos.

 

A Polícia Federal, a Funai- Fundação Nacional do Índio e a Secretaria de Segurança Pública e de Direitos Humanos do Maranhão investigam o caso.

 

No começo de novembro, o líder indígena Paulo Paulino Guajajara morreu após uma emboscada no interior da Terra Indígena Arariboia, no município maranhense de Bom Jesus das Selvas. Além de Paulo, outro líder indígena, Laércio Souza Silva, também foi atingido por balas, mas sobreviveu ao ataque.

 

No Twitter, a Comissão Interamericana de Direitos Humanos, condenou os assassinatos dos Guajajara e convocou as autoridades para solucionar os casos com urgência.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique