Mães Unidas: Goiás recebe projeto-piloto voltado para gestantes e mães adolescentes

01:25 Direitos Humanos, Notícias 16/03/2020 - 14h30 Brasília Embed

Marcela Rebelo

Um programa para apoiar gestantes e mães de crianças com até 2 anos de idade. Este é Projeto Piloto “Mães Unidas”, criado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

 

A portaria que institui o programa foi publicada nesta segunda-feira (16) no DOU. 

 

A ideia é fortalecer vínculos familiares, promover a saúde e o bem-estar das mães e das crianças, além de criar uma rede de proteção.

 

Mulheres voluntárias, que já tenham vivenciado a experiência da maternidade, serão capacitadas para prestar apoio e orientar outras mães e gestantes em situação de vulnerabilidade.

 

O programa prevê rodas de conversas envolvendo mães, especialistas e voluntárias, além de atendimento individual.

 

De acordo com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o projeto pode ser um instrumento no combate à violência contra bebês, na questão da depressão pós-parto e pode atuar no empoderamento de mães para reforçar a proteção das crianças.

 

O projeto piloto será implementado em Goiás, em três municípios: Goiânia, Anápolis e Aparecida de Goiânia.

 

Segundo a portaria, o programa será executado no prazo de 6 meses.

 

As ações vão priorizar gestantes e mães adolescentes de até 19 anos, além de beneficiárias do Programa Bolsa Família e quem tem crianças com deficiência.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique