Trocando em Miúdo: Saiba como David Bowie inovou no mercado financeiro

04:01 Economia, Programetes 13/01/2016 - 02h00 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Olá, prezada pessoa ouvinte e cidadã.

 

David Bowie morreu. E o que ele tem a ver com a nossa prosa econômica de todo dia? Primeiro, porque sempre gostei dele e da carreira múltipla de cantor, compositor, ator de cinema, estilista e sempre muito criativo. Depois... Vamos nessa.


Eu falei que o David Bowie sempre foi uma pessoa muito criativa. Primeiro exemplo: ele foi o primeiro grande cantor e compositor, de todas as músicas, não só do rock, que era o forte dele, a disponibilizar, em 1999, o disco-álbum chamado "Hours" para ser acessado online, pela internet, que hoje é uma coisa muito comum, mas naquela época não era.


Agora o principal da prosa de hoje, além da homenagem a David Bowie, que faleceu de câncer, aos 69 anos de vida. Em 1997, ele inovou sabe onde? Na famosa Bolsa de Valores de Nova Iorque, na mais famosa ainda Wall Street, onde as bilionárias empresas do mundo inteiro se encontram. E o David Bowie fez o quê?


Pois preste atenção. Também pela primeira vez no mundo dos altos negócios, ele transformou todos os direitos autorais de sua obra, em discos e filmes, em um instrumento financeiro que foi logo aceito, através da modalida de títulos, ou "Bowie Bonds". Quem comprou o título, teve o rendimento, em taxa de juros, de 7,9%, vencíveis em 10 anos.

 

Adiantando mais um detalhes destes títulos do David Bowie negociados, até hoje, por sinal, na Bolsa de Valores de Nova Iorque. Por garantia, caso não conseguisse, mais tarde, pagar os juros prometidos, foi dada justamente a obra do artista. Por sinal, até aquela data, foram 25 álbuns. Cada um com sucesso garantido, ou seja, arrecadação, até os dias de hoje. A música Let´s Dance é uma delas.



Mas isso só foi possível, ou seja, lançar títulos pessoais, na Bolsa de Valores, dando como garantia a própria obra, porque David Bowie, ao contrário da maioria dos artistas, era o dono dos direitos autorais de suas obras. Tanto que, logo no lançamento do Bowie Bonds, ele arrecadou, sem mais nem menos, 55 milhões de dólares, mais de R$ 200 milhões, se fizesse a conversão.
 

E aí, valeu a nossa homenagem ao David Bowie?

 

Então tá.
Inté e Axé,
Let´s dance.

 

Trocando em Miúdo: Programete sobre temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É publicado de segunda a sexta-feira.