Revisão da meta fiscal depende do balanço da Eletrobras

01:33 Economia, Notícias 16/05/2016 - 22h10 Brasília Embed

Lucas Pordeus Leon

A mudança na meta fiscal depende do balanço da Eletrobras e pode ficar para a próxima semana, informou Romero Jucá nessa segunda-feira (16). O ministro do Planejamento disse ainda que a alteração da meta não pode passar do dia 30 maio. Caso contrário o governo terá que fazer cortes no orçamento que podem paralisar a máquina pública.

 

A equipe econômica da presidenta afastada, Dilma Rousseff, pediu autorização ao Congresso para um déficit primário de cerca de R$ 97 bilhões neste ano. Ou seja, para o governo gastar cerca de R$ 97 bilhões a mais do que arrecadou. Mas o atual ministro da Fazenda, Henrique Meireles, disse que o deficit pode aumentar.

 

Romero Jucá ressaltou que o projeto para alterar a meta fiscal de 2016 depende do balanço da Eletrobras, além da renegociação das dívidas com os Estados.

 

Segundo Jucá, a Eletrobras tem até o dia 18 de maio para regularizar a situação com a bolsa de valores de Nova York.  Caso contrário, a empresa pode ter que ser socorrida pelo Tesouro Nacional.

 

O ministro do planejamento também disse que a mudança na meta fiscal depende da Comissão Mista do Orçamento, que ainda não foi instalada pelo Congresso Nacional. A meta fiscal é o mecanismo que os governos usam para manter o gasto público sobre controle.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique