Proporção de casas com microcomputador cai 3,4%

02:07 Economia, Notícias 25/11/2016 - 12h29 Rio de Janeiro Embed

Lígia Souto

O número de domicílios brasileiros que possuíam microcomputador em 2015 caiu pela primeira vez desde 2008, segundo dados da Pesquisa Nacional de Amostras de Domicílios, a Pnad 2015, divulgada nesta sexta-feira (25) pelo IBGE. A redução foi de 3,4% em relação ao ano anterior.

 

Dos 31,4 milhões domicílios com computador em 2015, 27,5 milhões tinham acesso à internet. As proporções de domicílios com microcomputador e microcomputador com acesso à internet também diminuíram 2,3 e 1,6 pontos percentuais, respectivamente, na comparação com 2014. O Norte e o Nordeste apresentaram as menores proporções de domicílios com microcomputador.



Em relação a 2014, a proporção de domicílios com algum tipo de telefone praticamente não variou, enquanto a proporção dos lares com celular cresceu 1,7 ponto percentual, chegando 39,5 milhões de residências. Esse aumento foi maior nas regiões Norte e Nordeste.



O acesso à internet cresceu 7,1% em 2015 e aproximadamente 102 milhões de pessoas de 10 anos ou mais de idade acessaram a rede virtual no período. O crescimento ocorreu em todas as regiões, mas foi maior no Centro-Oeste, no Nordeste e no Sudeste.
 


Os adolescentes foram os que mais acessaram a internet, sobretudo os de idade entre 15 e 17 anos e de 18 ou 19 anos.



Ainda de acordo com o IBGE, o número de domicílios brasileiros com máquina de lavar roupa cresceu 5,7% em 2015, na comparação com 2014. Fogão, geladeira e televisão estavam presentes em quase a totalidade das moradias do país.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique