Comércio de produtos falsos em SP é um dos que mais causa prejuízo aos EUA

01:39 Economia, Notícias 22/12/2016 - 15h12 São Paulo Embed

Cátia Rodrigues

Tradicionais pontos de comércio popular de São Paulo, como a Galeria Pagé e a Rua 25 de Março,  na região central da cidade, são apontados como os principais locais de produtos falsificados, contrabandeados e pirateados do país.


Os locais estão na lista de "Mercados Notórios" deste ano do Escritório de Representação Comercial dos Estados Unidos, sobre os mercados em todo o mundo envolvidos com pirataria e falsificação de produtos, tanto em lojas físicas quanto pela internet.   


O objetivo do relatório é mostrar os prejuízos que essas atividades ilícitas causam, principalmente para a economia dos Estados Unidos, com a violação dos direitos de propriedade intelectual das empresas norte-americanas.

 

O documento relaciona as cidades dos dez principais países onde os crimes ocorrem com mais frequência.

A China é apontada como sendo a principal fonte de produtos falsificados em todo o mundo. Além de São Paulo e quatro cidades chinesas, o relatório inclui na prática criminosa Ciudad del Leste, no Paraguai; e Buenos Aires, na Argentina. Também Cidade do México e Guadalajara, no México. Na África, a cidade Estado de Lagos, na Nigéria. Além de cidades asiáticas na Índia, Indonésia, Vietnã e Tailândia.