Trocando em Miúdo: Saiba a relação entre redução da Selic, inflação e resultado do PIB

05:12 Economia, Programetes 02/12/2016 - 02h04 Brasília Embed

Apresentação Eduardo Mamcasz

Bom dia pra todo mundo.


E na economia o Copom tira 0,25 da taxa Selic. Tem a ver com o Trump. E o PIB acumulado está nos 4% negativos. Entendeu? Assim, nem eu, né? Já já eu troco em miúdo.
 

Então, a prosa de hoje é sobre essas duas informações oficiais. A primeira, do IBGE. Se comparar o comportamento da economia, através do Produto Interno Bruto (PIB), do começo do ano até o final de setembro, o deste ano teve uma queda de 4%. A nossa economia não cresceu. Caiu.


A outra informação está ligada à primeira e sai do Banco Central, ao final de outra reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em que se anunciou o corte de 0,25 ponto percentual a taxa básica de juros (Taxa Selic) que passa para os 13,75% ao ano.

 

Ao mesmo tempo, o Banco Central divulga um comunicado em que lembra, entre outras coisas, o seguinte: a atividade econômica aquém do esperado no curto prazo, inflação recente mais favorável mas a convergência dela para a meta está mais lenta, o processo de aprovação dos ajustes necessários  (PEC do teto e reforma da Previdência) “é longo e envolve incertezas”.

 

Outra coisa, o Trump eleito. O dólar subiu, o real caiu. A Bolsa de Valores caiu. E tem incerteza com relação a economias emergentes.

 

A taxa Selic é pra controlar a inflação e o mestre em finanças, Marcos Mello, vai nos explicar essa relação e também com outros parâmetros da economia.


Para mais detalhes, ouça o programa.

 

Então, tá. Inté e axé.

 

 

*Trocando em Miúdo: Quadro do programa Em Conta, da Rádio Nacional da Amazônia. Aborda temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É distribuído em formato de programete, de segunda a sexta-feira, pela Radioagência Nacional. Acesse aqui as edições anteriores.