Empresas aéreas começam a adotar regras de cobrança por bagagem

00:55 Economia, Notícias 01/06/2017 - 10h53 Brasília Embed

Morillo Carvalho

Depois da decisão da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) que liberou as companhias aéreas para estabelecer as próprias políticas de cobrança pelas bagagens despachadas, a Azul determinou que quem não despachar nenhuma mala vai pagar tarifas mais baratas a partir de hoje (1º). 

 

Clientes que comprarem passagem pelo preço normal continuam com a franquia de 23 quilos na companhia.

 

As novas regras também aumentaram o limite de peso da bagagem de mão de 5 quilos para 10 quilos em todas as empresas aéreas.

 

A Gol também vai oferecer a partir do dia 20 uma tarifa mais barata para quem não despachar bagagens. Nos voos nacionais, será cobrado o valor de R$ 30 para despachar uma mala de até 23 quilos. 

 

A partir do início de julho, a Latam vai passar a cobrar pelas bagagens e o preço da primeira mala também vai ser de R$ 30.

 

Já a Avianca decidiu não cobrar por despacho de bagagens neste primeiro momento. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique