Festival de Games em SP apresenta novidades e deve movimentar US$ 20 milhões

03:59 Economia, Notícias 28/06/2017 - 18h43 São Paulo Embed

Eliane Gonçalves

Monitores de televisão e joysticks tomam as paredes do espaço dedicado ao Festival de Games Independentes do Brasil, o BIG. Em frente a cada uma das telas, as pessoas fazem filas para testar um dos 45 jogos finalistas da quinta edição do festival.

 

Quando não estão jogando, as pessoas se acotovelam para tentar assistir a uma das 129 palestras do festival que falam sobre o mercado e a técnica para a produção de games. Nem todo mundo consegue entrar

 

Essa é só a parte mais visível do festival. No subsolo do Centro Cultural São Paulo, que abriga o festival até sábado (01), o clima não é de brincadeira, mas de negócios.

 

Como olheiros de futebol em busca de craques, 82 investidores internacionais conversam com os desenvolvedores brasileiros. São empreendedores, geralmente, bastante jovens. O mais velho acabou de completar 40 anos.

 

Thiago Girello, diretor da produtora independente Among Giants, é um desse jovens que tem tudo para fechar um grande negócio. Durante oito anos ele e seus colegas desenvolveram o Fistortions, um jogo psicológico em que o desafio da heroína é superar, pela música, os traumas de relacionamentos passados.

 

O jogo não é apenas um dos finalistas do BIG, mas também do Indie Prize, o Oscar dos games nos Estados Unidos.

 

Thiago ainda não fala sobre valores. Já a expectativa dos organizadores do festival é fechar contratos que podem movimentar mais de US$ 20 milhões só esse ano.

 

Eliana Russi, diretora da Abragames, a Associação Brasileira de Games, e uma das organizadoras do festival, fala com empolgação sobre esse setor da economia que ainda não descobriu o que é crise.

 

Segundo levantamento da Nasdaq, a bolsa de valores que reúne o mercado de tecnologia, o faturamento da indústria de games no mundo é de cerca de US$ 100 bilhões por ano. Um valor que supera o faturamento das indústrias da música e do cinema juntos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique